Pro­fes­so­res te­rão cur­so so­bre gê­ne­ro

Pro­gra­ma quer que edu­ca­do­res le­vem o te­ma pa­ra es­co­las em Sto. An­dré

Metro Brazil (ABC) - - Front Page - VA­NES­SA SELICANI ME­TRO ABC

“Mu­lhe­res mor­rem to­dos os di­as por cau­sa des­sa cul­tu­ra ma­chis­ta. Os pro­fes­so­res pre­ci­sam sa­ber dis­so e ter fer­ra­men­tas pa­ra tra­ba­lhar o te­ma.” MA­GA­LI DE DE FON­SE­CA, CO­OR­DE­NA­DO­RA DO PRO­GRA­MA “QU­EM AMA ABRAÇA”

A pa­la­vra “gê­ne­ro” tu­mul­tu­ou as câ­ma­ras dos ve­re­a­do­res no ano pas­sa­do du­ran­te a apro­va­ção dos pla­nos mu­ni­ci­pais de edu­ca­ção. Le­var a dis­cus­são pa­ra as sa­las de au­la di­vi­diu re­li­gi­o­sos, que se po­si­ci­o­na­ram con­tra a ideia de que o te­ma fos­se tra­ta­do fora das fa­mí­li­as, e edu­ca­do­res, de­fen­so­res do de­ba­te so­bre ma­chis­mo e ho­mo­fo­bia na edu­ca­ção.

Em San­to An­dré, o te­ma re­tor­na em um pro­je­to re­a­li­za­do em con­jun­to en­tre as se­cre­ta­ri­as de Po­lí­ti­ca pa­ra Mu­lhe­res e da Edu­ca­ção que irá ca­pa­ci­tar pro­fes­so­res pa­ra fa­lar so­bre gê­ne­ro.

Es­ta é a quar­ta edi­ção do “Qu­em Ama Abraça”. As pri­mei­ras fo­ram vol­ta­das pa­ra ori­en­tar edu­ca­do­res a in­tro­du­zir nas au­las ati­vi­da­des so­bre vi­o­lên­cia con­tra mu­lhe­res. O no­vo cur­so so­bre ide­o­lo­gia é fi­nan­ci­a­do pe­lo MEC (Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção) e se­rá re­a­li­za­do na mo­da­li­da­de à dis­tân­cia pa­ra até 400 pro­fes­so­res da re­de pú­bli­ca mu­ni­ci­pal que de­mons­tra­rem in­te­res­se. A UFABC (Uni­ver­si­da­de Fe­de­ral do ABC) tam­bém é par­cei­ra na ini­ci­a­ti­va.

A co­or­de­na­do­ra do “Qu­em Ama Abraça”, Ma­ga­li de Fon­se­ca, afir­ma que o ob­je­ti­vo é re­pen­sar as es­tru­tu­ras atu­ais nas sa­las de au­la. “O se­xis­mo na es­co­la cria dis­tân­cia en­tre me­ni­nos e me­ni­nas. Pre­ci­sa­mos so­ci­a­li­zar os dois e pa­rar de di­vi­dir a to­da ho­ra, nas fi­las, nos es­por­tes e nas de­mais ati­vi­da­des. Ve­mos is­so até na edu­ca­ção in­fan­til, em pais que não ad­mi­tem que o fi­lho se­ja co­ber­to por uma man­ta ro­sa, por exem­plo.”

So­bre a po­lê­mi­ca cri­a­da com a “ide­o­lo­gia de gê­ne­ro” nos pla­nos mu­ni­ci­pais, com o te­ma bar­ra­do pe­los ve­re­a­do­res em San­to An­dré, Ma­ga­li afir­ma que o te­ma foi de­tur­pa­do e que o cur­so se apoia em di­re­tri­zes le­gais. “A gen­te quer com­ba­ter a vi­o­lên­cia do­més­ti­ca. Mu­lhe­res mor­rem to­dos os di­as por con­ta des­sa cul­tu­ra ma­chis­ta. Os pro­fes­so­res pre­ci­sam sa­ber dis­so e ter fer­ra­men­tas pa­ra tra­ba­lhar com o te­ma. ‘Gê­ne­ro’ foi in­ter­pre­ta­do er­ro­ne­a­men­te. Não va­mos in­du­zir nin­guém à ho­mos­se­xu­a­li­da­de.”

A ins­cri­ção pa­ra edu­ca­do­res in­te­res­sa­dos no cur­so po­de ser fei­ta em link no si­te da pre­fei­tu­ra www.san­to­an­dre.sp.gov.br, na aba “No­tí­ci­as”, em ma­té­ria re­fe­ren­te ao te­ma.

| DI­VUL­GA­ÇÃO

Pri­mei­ro cur­so le­vou te­ma da vi­o­lên­cia do­més­ti­ca pa­ra as es­co­las

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.