Cu­nha ana­li­sa úl­ti­mas op­ções con­tra cas­sa­ção

Na imi­nên­cia de per­der o man­da­to, de­pu­ta­do afas­ta­do tem se­ma­na de­ci­si­va pa­ra evi­tar que pro­ces­so che­gue ao ple­ná­rio

Metro Brazil (ABC) - - Brasil - MAR­CE­LO FREI­TAS

Com o man­da­to por um fio, o de­pu­ta­do afas­ta­do Edu­ar­do Cu­nha (PMDB-RJ) ten­ta se des­ven­ci­lhar da cor­ri­da do ca­len­dá­rio, que o em­pa­re­da ca­da vez mais pró­xi­mo ao juí­zo fi­nal da cas­sa­ção. A si­tu­a­ção o obri­ga a bus­car al­ter­na­ti­vas pa­ra, no mí­ni­mo, atra­sar ain­da mais o pro­ces­so, que se ar­ras­ta há oi­to me­ses. Se tu­do cor­rer con­for­me o pla­ne­ja­do, o ex-pre­si­den­te da Câ­ma­ra po­de vi­ver os úl­ti­mos di­as os­ten­tan­do na la­pe­la o bro­che de par­la­men­tar. Su­ces­sor de Cu­nha na pre­si­dên­cia da Câ­ma­ra, Ro­dri­go Maia (DEM-RJ) es­pe­ra mar­car a ses­são de jul­ga­men­to pa­ra a pró­xi­ma se­ma­na.

Ho­je, na vol­ta do re­ces­so do Ju­di­ciá­rio, o STF (Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral) re­ce­be­rá nos es­ca­ni­nhos um re­cur­so con­tra a de­ci­são do Con­se­lho de Éti­ca. É a pri­mei­ra es­tra­té­gia em cur­so. A de­fe­sa de Cu­nha sus­ten­ta­rá que hou­ve des­cum­pri­men­to do re­gi­men­to in­ter­no na es­co­lha do re­la­tor e que o pro­ces­so se deu de for­ma su­má­ria. Es­va­zi­ar o ple­ná­rio O fim do re­ces­so do Con­gres­so já em meio às de­fi­ni­ções de can­di­da­tos pa­ra as elei­ções mu­ni­ci­pais de ou­tu­bro sur­ge co­mo mais uma saí­da. Fi­a­dor do cor­te de pon­tos dos par­la­men­ta­res quan­do pre­si­diu a Câ­ma­ra, Cu­nha ago­ra es- pe­ra que o aler­ta se­ja ig­no­ra­do e a pri­o­ri­da­de, co­mo de cos­tu­me, se vol­te aos pa­lan­ques.

Pa­ra a per­da de man­da­to ser de­cre­ta­da, 257 dos 513 de­pu­ta­dos de­vem vo­tar a fa­vor da cas­sa­ção. Qu­an­to me­nor o quó­rum, mais chan­ces pa­ra Cu­nha es­ca­par, ape­sar do te­mor da vo­ta­ção aber­ta.

Cons­truir uma si­tu­a­ção de ple­ná­rio va­zio é ava­li­a­da pe­lo ca­da vez mais res­tri­to gru­po de de­pu­ta­dos ali­a­dos, a mai­o­ria li­ga­da ao Cen­trão, gru­po po­lí­ti­co for­ma­do por par­la­men­ta­res de 14 par­ti­dos que saiu der­ro­ta­do nas elei­ções da Câ­ma­ra.

Na­que­le que po­de ser o pri­mei­ro tes­te de for­ça en­tre o atu­al pre­si­den­te da Ca­sa e o an­te­ces­sor, a pre­sen­ça ma­ci­ça de par­la­men­ta­res é o de­sa­fio. Maia já si­na­li­zou que só irá pau­tar a cas­sa­ção com ple­ná­rio cheio, con­si­de­ran­do que nú­me­ro ele­va­do de au­sên­ci­as pen­de a fa­vor de Cu­nha. Re­sis­tên­cia O di­ag­nós­ti­co de re­ta fi­nal fei­to por ali­a­dos pa­re­ce ain­da não aba­ter Cu­nha. En­fren­tar o ple­ná­rio que pre­si­diu é op­ção mais pro­vá­vel do que aban­do­nar o man­da­to, re­nun­ci­an­do pe­la se­gun­da vez em me­nos de um mês – ele dei­xou a pre­si­dên­cia da Câ­ma­ra em 7 de ju­lho.

“Re­nún­cia é fo­ro ín­ti­mo. Não con­si­de­ro ser uma de­ci­são que pas­sa pe­la ca­be­ça de Edu­ar­do Cu­nha”, afir­ma um dos mais pró­xi­mos ali­a­dos.

O even­tu­al pós-man­da­to é que ge­ra pre­o­cu­pa­ção. A de­fe­sa tra­ba­lha des­de já pa­ra que as acu­sa­ções que pe­sam con­tra a mu­lher do de­pu­ta­do, Cláu­dia Cruz, e a fi­lha de­le, Danielle Dytz da Cu­nha, am­bas in­ves­ti­ga­das na La­va Ja­to, sai­am do Pa­ra­ná e se­jam trans­fe­ri­das pa­ra a Justiça do Rio de Ja­nei­ro. O fra­cas­so, ali­a­do ao te­mor da pri­são, po­de­rá es­ti­mu­lá-lo a re­cor­rer ao fe­cha­men­to de um acor­do de de­la­ção pre­mi­a­da.

| ADRI­A­NO MA­CHA­DO/REU­TERS

Cu­nha es­tá afas­ta­do des­de 5 de maio, por de­ci­são do STF

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.