Car­ro­ça, não. Ca­va­los vão ao Rio de 1a clas­se

Trans­por­te de ani­mais que vão dis­pu­tar as pro­vas eques­tres du­ran­te a Olim­pía­da exi­ge tra­ta­men­to es­pe­cí­fi­co e cui­da­dos es­pe­ci­ais pa­ra eles es­ta­rem pre­pa­ra­dos pa­ra a com­pe­ti­ção

Metro Brazil (ABC) - - Esporte -

O trans­por­te dos ca­va­los pa­ra as com­pe­ti­ções eques­tres é sem­pre uma ta­re­fa com­ple­xa du­ran­te a Olim­pía­da. Pa­ra o Rio, to­dos os 229 ani­mais que vão com­pe­tir, re­pre­sen­tan­do 49 paí­ses, vêm de avião, e na pri­mei­ra clas­se.

Nes­te fim de se­ma­na, du­as das no­ve ae­ro­na­ves que fo­ram re­ser­va­das e pre­pa­ra­das pa­ra re­ce­ber os ani­mais ater­ris­sa­ram no Rio – uma de Lon­dres e ou­tra de Liè­ge, na Bél­gi­ca, o prin­ci­pal cen­tro de cri­a­ção de ca­va­los da Eu­ro­pa. Os aviões, com uma equi­pe de voo es­pe­ci­a­li­za­da, tam­bém têm lu­gar pa­ra ve­te­ri­ná­ri­os, cri­a­do­res e ca­va­lei­ros.

Os ani­mais de Grã-Bre­ta­nha, Ir­lan­da, Ca­na­dá, Aus­trá­lia, No­va Ze­lân­dia, Zim­bá­bue, Bra­sil, Ja­pão, Itá­lia e Chi­na já es­tão nos es­tá­bu­los do Com­ple­xo de De­o­do­ro, pal­co das com­pe­ti­ções de hi­pis­mo na Rio 2016.

“Os ani­mais de­sem­bar­cam no ter­mi­nal de car­gas. Mas eles nem che­gam a to­car o chão. Sa­em do avião di­re­to pa­ra uma es­pé­cie de es­tá­bu­lo aé­reo que se­rá ins­ta­la­do na pla­ta­for­ma. De­pois, já en­tram di­re­to nos ca­mi­nhões es­pe­ci­ais que os le­va­rão pa­ra De­o­do­ro”, ex­pli­ca a ge­ren­te de Pla­ne­ja­men­to e Fi­nan­ças da con­ces­si­o­ná­ria RIO­ga­leão, Mariana Sit­ta.

Pa­ra pro­te­ger os ani­mais, a área de De­o­do­ro foi de­fi­ni­da

“Man­ter os ca­va­los em for­ma pa­ra com­pe­tir é nos­so prin­ci­pal de­sa­fio. O bem-es­tar de­les é nos­sa pri­o­ri­da­de ab­so­lu­ta.” MAR­TIN ATOCK, DI­RE­TOR DA EM­PRE­SA DE TRANS­POR­TE OFI­CI­AL DE CA­VA­LOS DOS JO­GOS

co­mo uma zo­na de qua­ren­te­na e os ca­va­los não vão sair de lá até a ho­ra de vol­tar pa­ra ca­sa. Pes­soa se­rá re­ser­va no Rio O ti­me olím­pi­co do Bra­sil foi di­vul­ga­do há du­as se­ma­nas. A equi­pe de sal­to cha­mou mais aten­ção. En­quan­to Do­da Mi­ran­da vai pa­ra sua sex­ta olim­pía­da, Ro­dri­go Pes­soa, me­da­lha de ou­ro em Ate­nas 2004, se­rá re­ser­va.

A de­ci­são não agra­dou Pes­soa, que de­cla­rou que não se­ria o ca­va­lei­ro su­plen­te. En­tre­tan­to, se­gun­do a Con­fe­de­ra­ção Bra­si­lei­ra de Hi­pis­mo, ele es­tá con­fir­ma­do e sua égua já es­tá in­clu­si­ve em pro­ces­so de qua­ren­te­na.

“Pe­lo Ro­dri­go ser re­ser­va, mui­ta gen­te vai co­lo­car em dú­vi­da a for­ça da nos­sa equi­pe. Mas eu ve­jo de ou­tro jei­to, is­so só de­mons­tra o qu­an­to a gen­te evo­luiu”, co­men­tou Do­da so­bre a for­ça da equi­pe de sal­tos.

DI­VUL­GA­ÇÃO/JON STROUD/FEI

34 ca­va­los de 10 na­ções vi­e­ram do ae­ro­por­to Stans­ted, de Lon­dres

| DA­NI­EL NAS­CI­MEN­TO / RIO 2016

Ca­va­los da Ir­lan­da já es­tão no es­tá­bu­lo de De­o­do­ro

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.