O JO­GO É JO­GA­DO...

Metro Brazil (ABC) - - Foco - JO­SÉ LUIZ DATENA JOSE.DATENA @ME­TRO­JOR­NAL.COM.BR

Ou­ro de to­lo é uma expressão usa­da pa­ra de­fi­nir gol­pes apli­ca­dos com um mi­ne­ral cha­ma­do pi­ri­ta, mui­to pa­re­ci­do com o ou­ro. A pe­pi­ta de ou­ro vale mui­to. A pi­ri­ta não vale qua­se na­da.

Mas por­que es­tá in­tro­du­ção ge­o­ló­gi­ca? Pa­ra fa­lar da nos­sa se­le­ção olím­pi­ca de fu­te­bol, que vai em bus­ca do ou­ro olím­pi­co. Re­che­a­da de cra­ques su­per­va­lo­ri­za­dos, a co­me­çar pe­lo nos­so es­te­lar ca­pi­tão Ney­mar, que há mui­to já vi­rou ce­le­bri­da­de rom­pen­do o es­pa­ço do cam­po de fu­te­bol e vi­ran­do uma em­pre­sa de pu­bli­ci­da­de que por si só ge­ra mi­lhões da mo­e­da que vo­cê ima­gi­nar.

Não bas­tas­se is­to an­tes mes­mo do pri­mei­ro to­que na bo­la olím­pi­ca, Ga­bri­el Jesus, seu com­pa­nhei­ro de ata­que, foi ven­di­do por mais R$ 100 mi­lhões pa­ra o po­de­ro­so Man­ches­ter City da pri­mei­ra li­ga in­gle­sa, de­pois de re­ce­ber um te­le­fo­ne­ma de nin­guém me­nos do que de Pep Gu­ar­di­o­la, o su­per­trei­na­dor, re­cen­te­men­te che­ga­do à ter­ra da rai­nha. Pa­ra com­ple­tar, pa­re­ce ser es­te, o ca­mi­nho dos mi­lhões, do ou­tro Ga­bri­el, Ga­bi­gol, pres­tes a ser ne­go­ci­a­do com o fu­te­bol europeu, pro­va­vel­men­te com a tam­bém po­de­ro­sa Ju­ven­tus da Itá­lia.

Com to­da es­ta pom­pa, pa­re­cia que fi­nal­men­te iría­mos con­quis­tar com um pé nas cos­tas o úni­co tí­tu­lo que nos fal­ta no fu­te­bol. Não é bem as­sim.

Na es­treia con­tra a mo­des­ta Áfri­ca do Sul, que te­ve um jogador ex­pul­so de cam­po, su­a­mos pa­ra ar­ran­car um em­pa­te so­fri­do. Co­mo di­ria um ve­lho sá­bio do fol­clo­re dos es­tá­di­os, Ne­ném Pran­cha, o jo­go é jo­ga­do e o lam­ba­ri é pes­ca­do, nin­guém ga­nha an­tes do juiz api­tar o fim do jo­go.

Es­ta tu­do per­di­do? Cla­ro que não. Mas é me­lhor es­tá mo­le­ca­da cor­rer mais e fa­lar me­nos, sob o ris­co de acha­rem no res­to do mun­do que de dou­ra­do só te­mos a ca­mi­sa e que fal­ta mui­to pa­ra apa­gar­mos o ve­xa­me da go­le­a­da que so­fre­mos da Ale­ma­nha na úl­ti­ma Co­pa do Mun­do, aqui mes­mo, em ca­sa. Me aju­da aí.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.