“ELE JÁ FOI, CREIO”

DEPUTADO CHI­CO ALEN­CAR (PSOL-RJ) SO­BRE A CASSAÇÃO DE EDUARDO CUNHA

Metro Brazil (ABC) - - Brasil - CLÁU­DIO HUMBERTO CLAU­DIO.HUMBERTO @ME­TRO­JOR­NAL.COM.BR

COM VO­TO SE­CRE­TO, ATÉ O PT VOTARIA CON­TRA DIL­MA. A ade­são ao im­pe­a­ch­ment é tão for­te que até se­na­do­res pe­tis­tas es­ta­vam in­cli­na­dos a vo­tar con­tra a pre­si­den­te afas­ta­da Dil­ma Rous­seff. Pre­o­cu­pa­dos com a re­per­cus­são ne­ga­ti­va nas elei­ções, os pe­tis­tas só não vo­ta­rão con­tra Dil­ma por cau­sa do cha­ma­do vo­to aber­to, que re­ve­la o po­si­ci­o­na­men­to de ca­da par­la­men­tar. A ava­li­a­ção é que o ônus em de­fen­dê-la é mui­to mai­or do que o bô­nus.

ELA É INSUPORTÁVEL. Ao con­trá­rio do ex-pre­si­den­te Lu­la, que é jei­to­so, Dil­ma tra­ta ali­a­dos ris­pi­da­men­te, o que pi­o­ra sua si­tu­a­ção na vo­ta­ção do im­pe­a­ch­ment.

GO­LE­A­DA. “Já con­ta­bi­li­za­mos 63 vo­tos. Se a vo­ta­ção fos­se se­cre­ta, nem o PT fe­cha­ria com Dil­ma”, con­fir­ma o se­na­dor Ricardo Fer­ra­ço (PSDB-ES).

FIL­ME QUEI­MA­DO. Nos mu­ni­cí­pi­os, os pe­tis­tas ten­tam se des­vin­cu­lar de Dil­ma. Os can­di­da­tos não que­rem a pre­si­den­te afas­ta­da em seus pa­lan­ques.

RE­DU­ZI­DO À ME­TA­DE. O PT es­tá con­ven­ci­do de que sai­rá me­nor nas elei­ções, ele­gen­do, no me­lhor cenário, me­ta­de (cer­ca de 300) dos atu­ais pre­fei­tos.

DIL­MA DE­CI­DE ES­CRE­VER LI­VRO SO­BRE SEU GO­VER­NO. A pre­si­den­te afas­ta­da Dil­ma Rous­seff, que se­rá jul­ga­da pe­lo Se­na­do no fim do mês, de­ci­diu pu­bli­car li­vro so­bre seu go­ver­no, do ti­po “Diá­ri­os da Pre­si­dên­cia”, de FHC, na pri­mei­ra pes­soa. Ela não con­fes­sa­ria os crimes que lhe são atri­buí­dos, mas pre­ten­dia re­lem­brar fa­tos e per­so­na­gens, apro­vei­tan­do pa­ra se vin­gar so­bre­tu­do de po­lí­ti­cos do seu cír­cu­lo mais ín­ti­mo, e que ho­je de­fen­dem seu im­pe­a­ch­ment. APON­TA­DO PA­RA O PMDB. Dil­ma, no li­vro, quer es­miu­çar su­as re­la­ções con­fli­tu­o­sas com pró­ce­res do PMDB co­mo Re­nan Ca­lhei­ros, Michel Te­mer e Eduardo Cunha. NÃO PRE­CI­SA DE INI­MI­GOS. Qu­an­do sou­be­ram do pro­je­to, ami­gos a con­ven­ce­ram a sus­pen­der o li­vro, pa­ra não com­pli­car ain­da mais a vo­ta­ção do im­pe­a­ch­ment.

| EDUARDO ANIZELLI/FOLHAPRESS

Se­na­dor Ricardo Fer­ra­ço

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.