In­cên­dio des­trói ôni­bus e mo­to­ris­tas fa­zem gre­ve

Ro­do­viá­ri­os. Após fo­go aca­bar com apro­xi­ma­da­men­te 80 co­le­ti­vos da Ea­o­sa, mo­to­ris­tas cru­za­ram os bra­ços ale­gan­do fal­ta de pa­ga­men­to

Metro Brazil (ABC) - - Foco -

Cer­ca de 80 ôni­bus in­ter­mu­ni­ci­pais que es­ta­vam pa­ra­dos em uma garagem na ave­ni­da Eu­gê­nio Ne­gri, no Jar­dim Zaí­ra, em Mauá, fo­ram des­truí­dos após um in­cên­dio que acon­te­ceu na ma­dru­ga­da de on­tem e que ainda não te­ve as cau­sas es­cla­re­ci­das. No fim da tar­de, mo­to­ris­tas da Ea­o­sa (Em­pre­sa Au­to Ôni­bus San­to An­dré), que é do­na da mai­or par­te dos co­le­ti­vos quei­ma­dos, en­tra­ram em gre­ve ale­gan­do atra­so de sa­lá­ri­os.

A es­ti­ma­ti­va de veí­cu­los da­ni­fi­ca­dos pe­lo fo­go foi da­da pe­lo Cor­po de Bom­bei­ros, que aten­deu a ocor­rên­cia por vol­ta da 1h de on­tem. Já a em­pre­sa que ad­mi­nis­tra a garagem cal­cu­lou que 60 co­le­ti­vos fo­ram afe­ta­dos.

Se­gun­do a Ea­o­sa, os veí­cu­los quei­ma­dos es­ta­vam de­sa­ti­va­dos des­de de­zem­bro de 2014. Fo­ram afe­ta­dos veí­cu­los da Vi­a­ção Ribeirão Pi­res, Vi­a­ção São Ca­mi­lo, Em­pre­sa Ur­ba­na San­to An­dré, Vi­a­ção Ri­a­cho Gran­de, Em­pre­sa Au­to Ôni­bus San­to An­dré, Vi­a­ção Imi­gran­tes, Au­to Vi­a­ção Tri­ân­gu­lo e Vi­a­ção Ci­da­de de Mauá.

O se­gu­ran­ça da garagem Ro­dri­go Pai­xão de Sou­za, que es­ta­va no lo­cal no mo­men­to do aci­den­te, re­la­tou que o fo­go te­ve iní­cio por vol­ta da meia-noi­te. Sou­za afir­mou ter vis­to o iní­cio das cha­mas e ter ten­ta­do apa­gá-las com uma man­guei­ra, mas não con­se­guiu, pois, se­gun­do ele, o for­ne­ci­men­to de água ha­via si­do des­li­ga­do.

A Pre­fei­tu­ra de Mauá in­for­mou que o in­cên­dio não afe­tou o sis­te­ma de trans­por­te co­le­ti­vo mu­ni­ci­pal. Se­gun­do a ad­mi­nis­tra­ção do mu­ni­cí­pio, ape­sar de fi­ca­rem ao la­do do lo­cal que pe­gou fo­go, os ôni­bus que aten­dem so­men­te a ci­da­de não fo­ram atin­gi­dos. “To­da a fro­ta da Su­zan­tur, em­pre­sa res­pon­sá­vel pe­lo atendimento nas li­nhas mu­ni­ci­pais, nes­te mo­men­to es­tá cir­cu­lan­do nor­mal­men­te”, diz a no­ta da pre­fei­tu­ra.

O Cor­po de Bom­bei­ros aten­deu a ocor­rên­cia por vol­ta da 1h. De acor­do com a cor­po­ra­ção, as cha­mas só fo­ram con­tro­la­das mais de três ho­ras de­pois. O tra­ba­lho foi fei­to por 10 vi­a­tu­ras que fo­ram en­vi­a­das ao lo­cal.

A Po­lí­cia Ci­vil não ha­via es­cla­re­ci­do os mo­ti­vos do in­cên­dio até a con­clu­são des­ta edi­ção.

Gre­ve

Por vol­ta das 16h30, os mo­to­ris­tas e co­bra­do­res da em­pre­sa Ea­o­sa pa­ra­li­sa­ram a ope­ra­ção. Se­gun­do eles, a gre­ve foi de­cre­ta­da de­vi­do ao não pa­ga­men­to dos sa­lá­ri­os.

A EMTU (Em­pre­sa Me­tro­po­li­ta­na de Trans­por­tes Ur­ba­nos), que ad­mi­nis­tra o sis­te­ma in­ter­mu­ni­ci­pal de ôni­bus, in­for­mou que a Ea­o­sa ope­ra no­ve li­nhas e aten­de cer­ca de 14 mil usuá­ri­os por dia e re­co­men­dou os usuá­ri­os des­ses co­le­ti­vos a uti­li­za­rem os ser­vi­ços mu­ni­ci­pais e a li­nha 10-Tur­que­sa da CPTM (Com­pa­nhia Pau­lis­ta de Trens Me­tro­po­li­ta­nos).

| ALESSANDRO VALLE/ABCDIGIPRESS

Cau­sas do in­cên­dio ainda não fo­ram es­cla­re­ci­das pe­la Po­lí­cia Ci­vil; Bom­bei­ros le­va­ram qua­se três ho­ras pa­ra con­ter as cha­mas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.