His­tó­ria em quadrinhos

Que tal de­co­rar um am­bi­en­te com um qua­dri­nho... ou vá­ri­os de­les? Co­nhe­ça es­sa ar­te e ins­pi­re-se

Metro Brazil (ABC) - - Decoração -

Ba­te até uma tris­te­za qu­an­do a gen­te pin­ta a pa­re­de de al­gum am­bi­en­te da ca­sa e não con­se­gue pen­sar em na­da pa­ra de­co­rá-la, não é mes­mo? Que tal pe­que­nos quadrinhos com ilus­tra­ções, fra­ses, de­se­nhos, fo­tos e o que mais for a sua ca­ra! Uma das prin­ci­pais ca­rac­te­rís­ti­cas des­sas pe­ças é a des­con­tra­ção, al­guns de­les com fra­ses en­gra­ça­das e de­se­nhos di­ver­ti­dos, en­tão, abu­se na cri­a­ti­vi­da­de!

Pa­ra Cá­tia Mai­el­lo, de­sig­ner de in­te­ri­o­res da Ca­sa­te­li­er, es­sa ar­te é um ver­da­dei­ro co­rin­ga da de­co­ra­ção, além dis­so, é al­go que trans­pa­re­ce a per­so­na­li­da­de de ca­da um. “As pes­so­as que­rem al­go em su­as pa­re­des que as de­fi­nam, o ba­ca­na dos quadrinhos é que te dão a pos­si­bi­li­da­de de cri­ar o que qui­ser. Mui­tas fa­mí­li­as gos­tam de in­cluir fo­to­gra­fi­as e ilus­tra­ções di­ver­sas, a pa­re­de con­ta uma his­tó­ria.”

Não exis­te uma re­gra pra uti­li­zar um qua­dri­nho num am­bi­en­te de ca­sa, ou mes­mo em al­gum es­ta­be­le­ci­men­to co­mer­ci­al. Natha­lie Ku­per­ch­mit, do­na do Ar­te NK, co­me­çou a pro­du­zir es­se ti­po de de­co­ra­ção qu­an­do se viu de­sem­pre­ga­da e sem con­di­ções de tra­ba­lho. Aman­te de ar­te, de­ci­diu in­ves­tir na con­fec­ção de pe­ças com bar­ban­te. E não é que deu cer­to? Ela já ven­deu seu tra­ba­lho pa­ra lo­jas co­mo a Va­li­se­re e di­ver­sas ou­tras. “Os de­se­nhos que fa­ço va­ri­am de acor­do com o gos­to do cli­en­te. Os que gos­tam de ser sur­pre­en­di­dos con­fi­am em mi­nha cri­a­ti­vi­da­de, en­tão eu vi­a­jo.”

“As pes­so­as gos­tam de quadrinhos de fra­ses que es­tão no nos­so co­ti­di­a­no, tre­chos de mú­si­ca que tem sig­ni­fi­ca­dos pes­so­ais, pi­a­das e me­mes e é is­so que a gen­te faz”, ex­pli­ca o ca­sal Hei­tor Bu­chal­la e Bi­an­ca Am­bro­sio, cri­a­do­res do Le­tri­nha­ria. A lo­ja traz às pa­re­des um con­cei­to ba­ris­ta e vin­ta­ge ao mes­mo tem­po.

Fa­mo­sos co­mo Fer­nan­da Sou­za e Ga­bri­e­la Pu­gli­e­si já ade­ri­ram à on­da. Elas ad­qui­ri­ram as pe­ças na Na­nus Sto­re, de Ro­ber­ta Kai­ral­la. De acor­do a do­na da lo­ja, as pe­ças mais pro­cu­ra­das são as de ilus­tra­ções de sig­nos do zo­día­co e le­tras maiús­cu­las. “Os qua­dros re­fle­tem di­ver­sas per­so­na­li­da­des de uma ma­nei­ra cri­a­ti­va e es­ti­lo­sa, os cli­en­tes se iden­ti­fi­cam”, diz Ro­ber­ta.

@na­nus­s­to­re Pro­je­to de­sen­vol­vi­do pe­la de­sig­ner de in­te­ri­o­res Cá­tia Mai­el­lo e a ar­qui­te­ta Clau­dia Ara­gão

@nkar­te

Qua­dros des­con­traí­dos ale­gram o am­bi­en­te. @le­tri­nha­ria

FO­TOS DI­VUL­GA­ÇÃO/ OSVALDO CAS­TRO

@na­nus­s­to­re

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.