NO PRI­MEI­RO DIA, UMA TACADA PA­RA EN­TRAR NA HIS­TÓ­RIA

Metro Brazil (ABC) - - Esporte -

Quem foi, on­tem, ao Cam­po Olím­pi­co de Gol­fe acom­pa­nhar o pri­mei­ro dia do es­por­te se sur­pre­en­deu com a no­vi­da­de, de um es­por­te que vol­ta aos Jo­gos 112 anos de­pois.

Lo­go no pri­mei­ro dia, Jus­tin Ro­se, da Grã-Bre­ta­nha, en­trou pa­ra his­tó­ria olím­pi­ca e mar­cou pe­la pri­mei­ra fez um “ho­le-in-one”, ou se­ja, acer­tou o bu­ra­co em ape­nas uma tacada. O atle­ta co­me­mo­rou mui­to, mas mes­mo as­sim fi­cou em quar­to no dia.

O dia tam­bém te­ve es­treia bra­si­lei­ra, mas ela foi bem dis­cre­ta, com Adilson da Sil­va fe­chan­do a eta­pa na 34a po­si­ção. As com­pe­ti­ções con­ti­nu­am ho­je, a par­tir das 7h. Mo­ti­vo de mui­ta des­con­fi­an­ça, a área re­ser­va­da pa­ra o gol­fe agra­dou a jo­ga­do­res e tor­ce­do­res.

Lo­go na en­tra­da, si­mu­la­do­res e cam­pos de mi­ni­gol­fe re­cep­ci­o­nam os vi­si­tan­tes, que po­dem ar­ris­car gra­tui­ta­men­te al­gu­mas ta­ca­das.

Os 18 bu­ra­cos es­pa­lha­dos nos 970 mil m2 do cam­po são or­na­dos de mui­to ver­de e com a pre­sen­ça de ani­mais na­ti­vos, co­mo ca­pi­va­ras e ja­ca­rés, que vol­ta e meia são avis­ta­dos.

A cons­tru­ção do Cam­po de Gol­fe foi mo­ti­vo de po­lê­mi­ca an­tes da Rio 2016. Cons­truí­do den­tro da Área de Pro­te­ção Am­bi­en­tal de Ma­ra­pen­di, é al­vo da es­pe­cu­la­ção imo­bi­liá­ria após os jo­gos.

ROSS KINNAIRD/GETTY IMA­GES

Ro­se vi­bra com o fei­to iné­di­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.