Cam­pa­nha li­be­ra­da

Pro­pa­gan­da elei­to­ral nas ru­as e na in­ter­net es­tá ofi­ci­al­men­te per­mi­ti­da a par­tir de ho­je com no­vas re­gras

Metro Brazil (ABC) - - Foco - CADU PROIETI ME­TRO ABC

Co­me­ça ofi­ci­al­men­te ho­je a cam­pa­nha elei­to­ral pa­ra a dis­pu­ta mu­ni­ci­pal de ou­tu­bro que irá de­fi­nir os no­vos (ou não) pre­fei­tos do ABC. A par­tir de ago­ra, os can­di­da­tos es­tão au­to­ri­za­dos a fa­zer pro­pa­gan­da po­lí­ti­ca pe­las ru­as da re­gião.

De acor­do com o ca­len­dá­rio elei­to­ral, até a vés­pe­ra da elei­ção, que ocor­re­rá em 2 de ou­tu­bro, os po­lí­ti­cos po­dem fa­zer ca­mi­nha­das, car­re­a­tas e co­mí­ci­os, uti­li­zar car­ros de som, dis­tri­buir pan­fle­tos e vei­cu­lar pro­pa­gan­das na in­ter­net.

A su­jei­ra e a po­lui­ção vi­su­al, co­muns nes­te pe­río­do, de­vem ser mi­ni­mi­za­das des­sa vez, já que ca­va­le­tes e bo­ne­cos es­tão proi­bi­dos. “Is­so ga­ran­te mai­or lim­pe­za ur­ba­na, mas au­men­ta a di­fi­cul­da­de pa­ra os mo­ra­do­res das ci­da­des co­nhe­ce­rem os can­di­da­tos”, afir­ma o pro­fes­sor de po­lí­ti­cas pú­bli­cas da UFABC (Uni­ver­si­da­de Fe­de­ral do ABC) Ivan Fer­nan­des.

Nes­te ano, as re­gras elei­to­ri­as fo­ram al­te­ra­das. Além de me­nos tem­po de cam­pa­nha – de 90 di­as pa­ra 45 di­as –, os can­di­da­tos não po­de­rão re­ce­ber di­nhei­ro de em­pre­sas – só do­a­ções dos par­ti­dos e pes­so­as fí­si­cas – e te­rão te­to de gas­to de­fi­ni­do pe­la Jus­ti­ça, e não pe­las pró­pri­as co­li­ga­ções, co­mo era no pas­sa­do.

“Não há re­for­ma po­lí­ti­ca só com be­ne­fí­ci­os. Ago­ra, a for­ça de quem es­tá no no po­der é mui­to mai­or, por­que tem me­nos di­nhei­ro em jo­go e a di­vul­ga­ção se­rá com mais di­fi­cul­da­de. Os can­di­da­tos que já es­tão no go­ver­no se­rão be­ne­fi­ci­a­dos com is­so. Ten­de a con­ge­lar o sis­te­ma. Quem já tem uma es­tru­tu­ra por traz te­rá mais fa­ci­li­da­des na elei­ção”, co­men­ta Fer­nan­des.

O tem­po de rá­dio e TV tam­bém fi­cou mais cur­to. O ho­rá­rio elei­to­ral gra­tui­to, que co­me­ça em dez di­as, no dia 26, te­rá ape­nas dois blo­cos diá­ri­os de 10 mi­nu­tos, e não mais de meia ho­ra.

Pa­ra o pro­fes­sor da UFABC, is­so de­ve fa­zer com que as re­des so­ci­ais se tor­nem um trun­fo nes­ta elei­ção. “Vai ser um ins­tru­men­to adi­ci­o­nal, mais ba­ra­to e mui­to im­por­tan­te. Por ou­tro la­do, quem uti­li­za as re­des so­ci­ais ten­de a ter mai­or ren­da. Na pe­ri­fe­ria, o elei­tor aces­sa me­nos a in­ter­net, en­tão, o al­can­ce em bair­ros mais afas­ta­dos não é tão bom.”

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.