In­dús­tria da re­gião fe­cha mé­dia de 53 va­gas por dia

So­men­te de ju­nho pa­ra ju­lho, gran­des em­pre­sas do ABC eli­mi­na­ram 1,6 mil pos­tos de tra­ba­lho

Metro Brazil (ABC) - - Foco -

O re­fle­xo da cri­se econô­mi­ca no ABC é ca­da vez mais cla­ro, prin­ci­pal­men­te pa­ra quem tra­ba­lha na in­dús­tria, que na re­gião fe­chou mé­dia de 53 va­gas de tra­ba­lho por dia no mês pas­sa­do.

Pes­qui­sa di­vul­ga­da on­tem pe­la Ci­esp (Cen­tro das In­dús­tri­as de São Pau­lo)/ Fi­esp (Fe­de­ra­ção das In­dús­tri­as de São Pau­lo) mos­tra que de ju­nho pa­ra ju­lho 1,6 mil tra­ba­lha­do­res do se­tor fi­ca­ram de­sem­pre­ga­dos no ABC, nú­me­ro que re­pre­sen­ta que­da de 0,87% na com­pa­ra­ção en­tre os dois úl­ti­mos me­ses.

Os da­dos são re­fe­ren­tes às se­te ci­da­des.

No sal­do anu­al, con­ta­bi­li­zan­do de ja­nei­ro a ju­lho des­te ano, o ABC per­deu 10,7 mil pos­tos de tra­ba­lho na in­dús­tria, re­gis­tran­do di­mi­nui­ção de 5,51% em re­la­ção aos se­te pri­mei­ros me­ses de 2015.

Nos úl­ti­mos 12 me­ses, de ju­lho a ju­lho, o acu­mu­la­do é de 11,10% ne­ga­ti­vo, re­pre­sen­tan­do que­da de apro­xi­ma­da­men­te 23 mil pos­tos de tra­ba­lho em um ano.

Se­gun­do a pes­qui­sa, a que­da no ní­vel de em­pre­go in­dus­tri­al no ABC em ju­lho foi in­flu­en­ci­a­do pe­las va­ri­a­ções ne­ga­ti­vas dos se­to­res de veí­cu­los au­to­mo­to­res e au­to­pe­ças (-1,72%); pro­du­tos de me­tal, ex­ce­to má­qui­nas e equi­pa­men­tos (-1,97%); pro­du­tos de mi­ne­rais não-me­tá­li­cos (-0,53%) e no se­tor quí­mi­co (-0,45%).

Fu­tu­ro A ten­dên­cia é que o de­sem­pre­go na in­dús­tria si­ga em al­ta nos pró­xi­mos me­ses no ABC. Si­nal dis­so foi a de­ci­são to­ma­da an­te­on­tem pe­la Mer­ce­des-Benz de São Ber­nar­do em pa­ra­li­sar a pro­du­ção por tem­po in­de­ter­mi­na­do e co­mu­ni­car o des­li­ga­men­to de vá­ri­os fun­ci­o­ná­ri­os.

O nú­me­ro exa­to de de­mis­sões não foi con­fir­ma­do pe­la mon­ta­do­ra ale­mã, mas o ex­ce­den­te na pro­du­ção es­ti­ma­do pe­la em­pre­sa é de 1,8 mil pes­so­as. Ao to­do, a Mer­ce­des pos­sui 9,8 mil fun­ci­o­ná­ri­os.

“Va­mos ter mais de­sem­pre­go ain­da. Um qua­dro ain­da ruim, mas com ten­dên­cia de até o fi­nal do ano al­can­çar­mos uma es­ta­bi­li­da­de”, ana­li­sa o di­re­tor do De­pe­con (De­par­ta­men­to de Pes­qui­sas e Es­tu­dos Econô­mi­cos) da Fi­esp e do Ci­esp, Pau­lo Fran­ci­ni.

DAVID ALVES/ PALÁCIO PIRATINI/FOTOS PÚBLICAS

Se­tor me­ta­lúr­gi­co foi um dos mais afe­ta­dos|

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.