Fil­me so­bre o Bra­sil

Pro­ta­go­ni­za­da por So­nia Bra­ga, pro­du­ção mais co­men­ta­da do ano, ‘Aqua­rius’, es­treia ho­je nos ci­ne­mas

Metro Brazil (ABC) - - Cultura - MÔ­NI­CA KANITZ

Che­gou a ho­ra de “Aqua­rius”! O fil­me brasileiro que mais ren­deu co­men­tá­ri­os du­ran­te o ano es­treia ho­je nos ci­ne­mas, lo­go após a de­ci­são do im­pe­a­ch­ment que mo­ti­vou os pro­tes­tos do elen­co no ta­pe­te ver­me­lho do Fes­ti­val de Can­nes. Em Gra­ma­do, on­de “Aqua­rius” foi exi­bi­do co­mo fil­me de aber­tu­ra, o di­re­tor e ro­tei­ris­ta Kle­ber Men­don­ça Fi­lho dis­se que não es­pe­ra­va al­go tão fe­bril – re­fe­rin­do-se tam­bém às re­per­cus­sões so­bre a clas­si­fi­ca­ção in­di­ca­ti­va de 18 anos e à co­mis­são que vai es­co­lher o lon­ga brasileiro pa­ra o Os­car. “Mas eu res­pei­to mui­to o que es­tá acon­te­cen­do com o fil­me. É al­go es­pe­ci­al, ‘Aqua­rius’ es­tá in­te­ra­gin­do com a so­ci­e­da­de”, ava­li­ou.

As­sim co­mo “O Som ao Re­dor”, pro­du­ção an­te­ri­or de Men­don­ça, “Aqua­rius” tam­bém con­tem­pla vá­ri­os te­mas do Bra­sil atu­al, das re­la­ções fa­mi­li­a­res ao po­der econô­mi­co. E tem co­mo pro­ta­go­nis­ta uma So­nia Bra­ga em es­ta­do de gra­ça. A atriz de 65 anos in­ter­pre­ta Cla­ra, jor­na­lis­ta apo­sen­ta­da que vi­ve em Re­ci­fe, no apar­ta­men­to de um pré­dio an­ti­go à bei­ra-mar on­de foi fe­liz com o ma­ri­do e cri­ou seus três fi­lhos. Por con­ta do ape­go ao imó­vel e da sua con­di­ção con­for­tá­vel de clas­se mé­dia al­ta, Cla­ra não se dei­xa se­du­zir pe­la ofer­ta mi­li­o­ná­ria de uma cons­tru­to­ra que quer com­prar o edi­fí­cio in­tei­ro – que se cha­ma “Aqua­rius” – e construir ali uma tor­re re­si­den­ci­al de lu­xo.

O pú­bli­co vai ab­sor­ven­do Cla­ra aos pou­cos, du­ran­te as qua­se du­as ho­ras e meia de du­ra­ção do fil­me. Ela é uma mu­lher cul­ta, que cons­truiu uma car­rei­ra co­mo pes­qui­sa­do­ra e es­cri­to­ra mu­si­cal – a mú­si­ca, aliás, su­bli­nha mo­men­tos im­por­tan­tes da tra­ma – e en­fren­tou um cân­cer nos anos 1980, que im­pli­cou na re­ti­ra­da de um seio.

Com de­ter­mi­na­ção, a per­so­na­gem tam­bém sus­ten­ta su­as opi­niões e não te­me o em­ba­te com o jo­vem Di­e­go (Hum­ber­to Car­rão), que as­su­miu a cons­tru­to­ra do avô e es­tá à fren­te do pro­je­to do no­vo edi­fí­cio. O per­so­na­gem é um “vi­lão” com­ple­xo, que tem a ân­sia dos jo­vens em­pre­en­de­do­res e faz coi­sas ina­cre­di­tá­veis pa­ra for­çar a saí­da de Cla­ra do pré­dio.

No Fes­ti­val de Gra­ma­do, es­ban­jan­do sim­pa­tia, So­nia Bra­ga dis­se que Cla­ra era a per­so­na­gem que es­ta­va es­pe­ran­do há mui­to tem­po, que diz as coi­sas que ela (a atriz) gos­ta­ria de fa­lar. E não pou­pou elo­gi­os a Kle­ber Men­don­ça Fi­lho. “Es­te é o me­lhor ro­tei­ro que já li em to­da mi­nha vi­da. Kle­ber é um di­re­tor jo­vem e ta­len­to­so e eu ti­ve mui­ta sor­te na mi­nha vi­da!”.

| VIC­TOR JU­CA/DI­VUL­GA­ÇÃO

So­nia Bra­ga em ce­na de ‘Aqua­rius’ ao la­do do ator Lu­la Ter­ra, que vi­ve o per­so­na­gem Ro­nal­do

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.