Re­a­jus­tes sa­la­ri­ais per­dem pa­ra in­fla­ção no pri­mei­ro se­mes­tre

Acor­dos fe­cha­dos até ju­nho ti­ve­ram, em mé­dia, per­da re­al de 0,5%. So­men­te um quar­to das cor­re­ções fi­cou aci­ma do INPC. Foi pi­or o re­sul­ta­do pa­ra o pe­río­do des­de 2003

Metro Brazil (ABC) - - Economia -

Os re­a­jus­tes sa­la­ri­ais no país fi­ca­ram, em mé­dia, 0,5% abai­xo da in­fla­ção no pri­mei­ro se­mes­tre do ano. Das 304 ne­go­ci­a­ções fei­tas no pe­río­do, ape­nas 24% re­sul­ta­ram em au­men­tos re­ais de sa­lá­ri­os, de acor­do com ba­lan­ço di­vul­ga­do on­tem pe­lo Di­e­e­se (De­par­ta­men­to In­ter­sin­di­cal de Es­ta­tís­ti­ca e Es­tu­dos So­ci­o­e­co­no­mi­cos).

Ou­tros 37% ti­ve­ram au­men­to com va­lor igual à in­fla­ção e 39% ob­ti­ve­ram re­a­jus­te abai­xo da va­ri­a­ção do INPC. Des­ses, 11% re­sul­ta­ram em per­das de até 0,5% e 29% em que­das de até 2%.

Foi o pi­or re­sul­ta­do de um pri­mei­ro se­mes­tre des­de 2003. “De 2004 pa­ra cá, na mé­dia, não ha­via ocor­ri­do per­da, mes­mo du­ran­te a cri­se de 2009. Is­so co­me­çou a acon­te­cer a par­tir do se­gun­do se­mes­tre de 2015 e se apro­fun­da em 2016”, afir­mou o co­or­de­na­dor de re­la­ções sin­di­cais do Di­e­e­se, Jo­sé Sil­ves­tre.

Na sua ava­li­a­ção, 2016 se­rá um dos pi­o­res anos pa­ra ne­go­ci­a­ções de re­a­jus­tes sa­la­ri­ais. Mes­mo com gran­des ca­te­go­ri­as, co­mo pe­tro­lei­ros, me­ta­lúr­gi­cos e ban­cá­ri­os, ne­go­ci­an­do no se­gun­do se­mes­tre e a in­fla­ção em pa­ta­ma­res me­no­res, o atu­al ce­ná­rio não de­ve ser re­ver­ti­do.

Sil­ves­tre ci­ta o ca­so dos ban­cá­ri­os, que re­ce­be­ram pro­pos­ta dos ban­cos de re­a­jus­te de 6,5% com R$ 3.000 de abo­no, o que re­pre­sen­ta per­da re­al de 2,8%. “O se­tor fi­nan­cei­ro, que tem as mai­o­res mar­gens, es­tá com es­sa di­fi­cul­da­de. A par­tir dis­so, dá pa­ra ima­gi­nar co­mo se­rão as ne­go­ci­a­ções”, afir­ma.

Os da­dos do pri­mei­ro se­mes­tre mos­tram ain­da que cer­ca de 74% dos re­a­jus­tes sa­la­ri­ais ana­li­sa­dos fo­ram pa­gos de for­ma in­te­gral; e 25%, pa­gos em du­as ou mais par­ce­las. Os per­cen­tu­ais são pró­xi­mos dos ob­ser­va­dos no se­gun­do se­mes­tre de 2015. METRO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.