San­ta

Ce­rimô­nia ce­le­bra­da por pa­pa Fran­cis­co reu­niu mais de 120 mil pes­so­as

Metro Brazil (ABC) - - Front Page -

Ma­dre Te­re­sa é ca­no­ni­za­da por pa­pa Fran­cis­co

Em um dos mo­men­tos mais es­pe­ra­dos na his­tó­ria re­cen­te da Igre­ja Ca­tó­li­ca, Ma­dre Te­re­sa de Cal­cu­tá foi pro­cla­ma­da san­ta em uma mis­sa de ca­no­ni­za­ção no Va­ti­ca­no. A ce­rimô­nia, ce­le­bra­da pe­lo pa­pa Fran­cis­co, reu­niu mais de 120 mil fiéis na pra­ça São Pe­dro.

A mul­ti­dão aplau­diu quan­do o pa­pa leu a sen­ten­ça em la­tim que ele­vou a san­ta o sta­tus da re­li­gi­o­sa que de­di­cou sua vi­da aos po­bres, in­for­mou a agên­cia An­sa. “Ho­je en­tre­go a es­ta em­ble­má­ti­ca fi­gu­ra de mu­lher e de con­sa­gra­da a to­do o mun­do do vo­lun­ta­ri­a­do. Que ela se­ja nos­so mo­de­lo de san­ti­da­de”, dis­se.

Gonxha Ag­nes Bo­jaxhiu (1910-1997) ti­nha si­do pro­cla­ma­da be­a­ta em 2003 por João Pau­lo 2º, que que­brou as re­gras va­ti­ca­nas ao au­to­ri­zar que seu pro­ces­so canô­ni­co fos­se aber­to dois anos após sua mor­te (e não com cin­co anos, co­mo re­ge a San­ta Sé). Os crí­ti­cos di­zem que ela fez pou­co pa­ra ali­vi­ar a dor dos do­en­tes ter­mi­nais e na­da fez pa­ra com­ba­ter as cau­sas da po­bre­za.

A Igre­ja de­fi­ne co­mo san­tos aque­les que acre­di­ta-se ter le­va­do uma vi­da san­ta e que ago­ra es­tão no pa­raí­so e po­dem in­ter­ce­der jun­to a Deus pa­ra fa­zer mi­la­gres – sen­do que são ne­ces­sá­ri­os dois pa­ra con­fe­rir san­ti­da­de. É cre­di­ta­do a ela a cu­ra de cân­cer de estô­ma­go de uma in­di­a­na, em 1998, e a in­fec­ção ce­re­bral do bra­si­lei­ro Mar­cí­lio An­dri­no, em 2008, que par­ti­ci­pou da mis­sa ao la­do da mu­lher e re­ce­beu bên­ção do pa­pa.

Ma­dre Te­re­sa de Cal­cu­tá ven­ceu o Prê­mio No­bel da Paz em 1979 e é con­si­de­ra­da por mui­tos a mai­or mis­si­o­ná­ria do sé­cu­lo XX. De ori­gem al­ba­ne­sa e nas­ci­da em Es­có­pia, na Ma­cedô­nia, em 26 de agos­to de 1910, de­di­cou sua vi­da aos po­bres e aju­dou na cons­tru­ção de hos­pi­tais, es­co­las e or­fa­na­tos. Fun­dou a con­gre­ga­ção Mis­si­o­ná­ri­as da Ca­ri­da­de. Mor­reu em Cal­cu­tá, na Ín­dia, em 5 de se­tem­bro de 1997, aos 87 anos.

A sua ca­no­ni­za­ção era um dos prin­ci­pais even­tos mar­ca­dos pa­ra ocor­rer du­ran­te o ano do Ju­bi­leu da Mi­se­ri­cór­dia. Di­an­te de ame­a­ças ter­ro­ris­tas, fo­ram re­for­ça­dos os es­que­mas de vi­gi­lân­cia. Ho­je, no ani­ver­sá­rio de mor­te de Ma­dre Te­re­sa, ha­ve­rá ou­tra mis­sa no Va­ti­ca­no. ME­TRO

Re­li­gi­o­sa em Bos­ton, em 1.995

| STEFANO RELLANDINI/REU­TERS

Mul­ti­dão acom­pa­nhou ce­rimô­nia de ca­no­ni­za­ção

| S. RELLANDINI/REU­TERS

Ima­gem mos­tra a frei­ra com sua ves­te bran­ca e bai­nha azul

| RUPAK DE CHOWDHURI/ REU­TERS

Mu­lher se­gu­ra es­tá­tua em Cal­cu­tá, na Ín­dia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.