Mi­nis­tros re­jei­tam re­ver im­pe­a­ch­ment

Te­o­ri ne­ga li­mi­nar à de­fe­sa de Dil­ma pa­ra anu­lar vo­ta­ção e pe­de pa­re­cer da PGR; Ro­sa We­ber ar­qui­va 5 ações con­tra fa­ti­a­men­to da vo­ta­ção e pe­de pro­vi­dên­ci­as em de­mais ca­sos

Metro Brazil (ABC) - - Brasil -

Na ba­ta­lha ju­rí­di­ca, o im­pe­a­ch­ment da pre­si­den­te cas­sa­da Dil­ma Rous­seff, por en­quan­to, não so­fre­rá ne­nhu­ma mu­dan­ça. Nas pri­mei­ras de­ci­sões, to­ma­das on­tem, mi­nis­tros do STF (Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral re­jei­ta­ram re­ver o jul­ga­men­to do Se­na­do, co­mo pe­de a de­fe­sa de Dil­ma, e anu­lar o fa­ti­a­men­to que per­mi­tiu a ma­nu­ten­ção dos di­rei­tos po­lí­ti­cos da pe­tis­ta, al­vo de 10 ações de ad­vo­ga­dos, en­ti­da­des e par­ti­dos po­lí­ti­cos.

Te­o­ri Za­vasc­ki aguar­da um pa­re­cer da PGR (Pro­cu­ra­do­ria-Ge­ral da Re­pú­bli­ca) pa­ra de­ci­dir so­bre o mé­ri­to, mas jul­ga ser ‘pre­co­ce’ anu­lar a de­ci­são e con­ce­der li­mi­nar pa­ra que o pre­si­den­te Mi­chel Te­mer vol­te à con­di­ção de in­te­ri­no.

“So­men­te em hi­pó­te­se ex­tre­ma­da – em que de­mons­tra­da a exis­tên­cia, no pro­ces­so de im­pe­di­men­to, de uma pa­to­lo­gia ju­rí­di­ca par­ti­cu­lar­men­te gra­ve – é que ca­be­rá uma in­ter­ven­ção pre­co­ce na de­ci­são ata­ca­da”, jus­ti­fi­cou no des­pa­cho.

Nu­ma ca­ne­ta­da, Ro­sa We­ber ar­qui­vou cin­co ações que ques­ti­o­na­vam a de­ci­são que au­to­ri­zou Dil­ma a ocu­par car­gos pú­bli­cos. A jus­ti­fi­ca­ti­va foi de que os au­to­res não eram le­gí­ti­mos pa­ra pe­dir o man­da­do de se­gu­ran­ça.

As ou­tras cin­co ações apre­sen­ta­das por par­ti­dos e po­lí­ti­cos te­rão pros­se­gui­men­to, mas pre­ci­sa­rão ser re­fei­tas.

A mi­nis­tra deu pra­zo de 15 di­as pa­ra que os par­ti­dos da ba­se ali­a­da de Te­mer ci­tem Dil­ma Rous­seff nos pro­ces­sos por ‘ser di­re­ta e ime­di­a­ta­men­te im­pac­ta­da por de­ci­são a ser pro­fe­ri­da no pre­sen­te man­da­do de se­gu­ran­ça, en­quan­to be­ne­fi­ciá­ria do ato que dei­xou de im­por a san­ção de ina­bi­li­ta­ção pa­ra o exer­cí­cio de fun­ção pú­bli­ca’.

As ações in­di­vi­du­ais fo­ram apre­sen­ta­das pe­los se­na­do­res Jo­sé Me­dei­ros (PSD-MT) e Ál­va­ro Di­as (PV-PR); pe­lo de­pu­ta­do Ex­pe­di­to Ne­to (PSD-RO); pe­lo PSL; e por PSDB, PMDB, PPS, DEM e So­li­da­ri­e­da­de. Em to­das, o pre­si­den­te do STF, Ri­car­do Lewan­dows­ki, e o pre­si­den­te do Se­na­do, Re­nan Ca­lhei­ros (PMDB-AL), são ci­ta­dos co­mo res­pon­sá­veis pe­la de­ci­são.

Se não hou­ver mu­dan­ça, a ação se­rá au­to­ma­ti­ca­men­te ar­qui­va­da. METRO BRA­SÍ­LIA

| CARLOS HUMBERTO/STF

De­ci­sões fi­nais de­vem fi­car pa­ra dis­cus­são do ple­ná­rio

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.