PMDB exi­giu pro­pi­na pa­ra atra­pa­lhar CPI, diz ex-OAS

Ao juiz Sér­gio Mo­ro, Léo Pi­nhei­ro afir­mou ter re­pas­sa­do R$ 2,5 mi­lhões a pe­di­do do ex-se­na­dor Vi­tal do Re­go – R$ 1 mi­lhão co­mo do­a­ção ofi­ci­al e o res­tan­te de ma­nei­ra in­for­mal – pa­ra li­vrar a em­prei­tei­ra na CPI da Petrobras

Metro Brazil (ABC) - - Front Page - RA­FA­EL NE­VES

O ex-pre­si­den­te da OAS Léo Pi­nhei­ro dis­se on­tem ao juiz Sér­gio Mo­ro que pa­gou R$ 2,5 mi­lhões de pro­pi­na ao PMDB, sen­do R$ 1,5 mi­lhão via cai­xa 2, pa­ra atra­pa­lhar uma CPI (Co­mis­são Par­la­men­tar de Inqué­ri­to) da Petrobras em 2014. Pi­nhei­ro dis­se ain­da que o go­ver­no Dil­ma ten­tou in­ter­fe­rir na Co­mis­são, aber­ta com a La­va Ja­to já em an­da­men­to, atra­vés do ex-mi­nis­tro Ri­car­do Ber­zoi­ni.

Pi­nhei­ro fa­lou on­tem ao juiz Sér­gio Mo­ro na ação que in­ves­ti­ga os pe­di­dos de pro­pi­na do ex-se­na­dor Gim Ar­gel­lo (PTB-DF) pa­ra não con­vo­car os em­prei­tei­ros a de­por.

O ex-se­na­dor e atu­al mi­nis­tro do TCU (Tri­bu­nal de Con­tas da União) Vi­tal do Rê­go (PMDB-PB) e o de­pu­ta­do Mar­co Maia (PT-SP) são in­ves­ti­ga­dos no STF (Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral) por te­rem fo­ro pri­vi­le­gi­a­do e am­bos tam­bém fo­ram com­pro­me­ti­dos on­tem por Léo Pi­nhei­ro.

Es­ta foi a se­gun­da vez que o exe­cu­ti­vo depôs. Na pri­mei­ra, em agos­to, ele ha­via fi­ca­do em si­lên­cio lo­go após ter a de­la­ção pre­mi­a­da sus­pen­sa em Bra­sí­lia, mas pe­diu pa­ra ser in­ter­ro­ga­do no­va­men­te. Go­ver­no Dil­ma e PMDB Pi­nhei­ro dis­se que es­te­ve em um al­mo­ço em Bra­sí­lia, em abril de 2014, no qual Ar­gel­lo e Rê­go dis­se­ram que uma CPI es­ta­va em cur­so e eles “ti­nham co­mo aju­dar” as em­pre­sas no âm­bi­to da CPMI.

O ex-pre­si­den­te da OAS dis­se que foi à ca­sa de Ar­gel­lo di­as de­pois e fi­cou “sur­pre­so” ao en­con­trar lá Ri­car­do Ber­zoi­ni, en­tão mi­nis­tro de Re­la­ções Ins­ti­tu­ci­o­nais de Dil­ma.

“Ele [Ber­zoi­ni] fa­lou pa­ra mim que es­ta­va lá em no­me do go­ver­no e pre­o­cu­pa­do com o de­sen­ro­lar da CPI”, dis­se Pi­nhei­ro. Ber­zoi­ni te­ria pe­di­do que as em­pre­sas co­la­bo­ras­sem pa­ra que as in­ves­ti­ga­ções da CPI “não vi­es­sem a cau­sar ne­nhum pre­juí­zo”.

Pi­nhei­ro dis­se ter pa­go, en­tão, R$ 350 mil à Pa­ró­quia São Pe­dro, em Ta­gua­tin­ga (DF), a pe­di­do de Ar­gel­lo, e R$ 2,5 mi­lhões ao PMDB na­ci­o­nal, sen­do R$ 1 mi­lhão em do­a­ções ofi­ci­ais e o res­tan­te por cai­xa 2. Te­ria pa­go, ain­da, R$ 1 mi­lhão a Mar­co Maia, que pro­me­teu pou­par a OAS no re­la­tó­rio fi­nal da CPMI.

Ber­zoi­ni ne­gou ter fei­to qual­quer pe­di­do às em­pre­sas, e dis­se que só fa­lou da pre­o­cu­pa­ção de que a CPMI vi­ras­se “um pa­lan­que po­lí­ti­co-elei­to­ral”. Vi­tal do Rê­go afir­mou que ja­mais ne­go­ci­ou do­a­ções ilí­ci­tas e “re­pu­dia” a acu­sa­ção. Mar­co Maia não res­pon­deu ao con­ta­to do Me­tro Jor­nal.

| REPRODUÇÃO / JFPR

Pi­nhei­ro, da OAS, te­ve de­la­ção pre­mi­a­da sus­pen­sa

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.