Es­treia. ‘Bru­xa de Blair’ quer re­vi­ver fil­me ori­gi­nal

Metro Brazil (ABC) - - Cultura -

O anún­cio de uma no­va ver­são de “A Bru­xa de Blair” (1999) pe­gou ci­né­fi­los de sur­pre­sa ape­nas dois me­ses an­tes de sua es­treia.

O gran­de de­sa­fio do no­vo lon­ga, que che­ga ho­je aos ci­ne­mas, é rein­ven­tar mais uma vez um gê­ne­ro já rein­ven­ta­do pe­la pró­pria fran­quia – à do for­ma­to de “found fo­o­ta­ge”, no qual o que se vê na te­la si­mu­la ima­gens ama­do­ras, co­mo se ti­ves­sem acon­te­ci­do de ver­da­de com pes­so­as co­muns, au­men­tan­do a ten­são das ce­nas.

“Bru­xa de Blair” ig­no­ra a sequên­cia lan­ça­da em 2000 para bus­car re­vi­ver as ex­pe­ri­ên­ci­as do fil­me ori­gi­nal a par­tir da his­tó­ria de um gru­po de uni­ver­si­tá­ri­os que se em­bre­nha em uma flo­res­ta em bus­ca da ir­mã de um de­les. Se­ria a bru­xa a res­pon­sá­vel pe­lo su­mi­ço?

A di­re­ção de Adam Win­gard, de “Vo­cê é o Pró­xi­mo” e “O ABC da Mor­te”. ME­TRO

| DIVULGAÇÃO

Lon­ga ado­ta o for­ma­to de ‘found fo­o­ta­ge’

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.