‘Pro­vem, e irei a pé até a po­lí­cia’, diz Lu­la

Em res­pos­ta à de­nún­cia do MPF, Lu­la diz ser ino­cen­te, cho­ra, cri­ti­ca pro­cu­ra­do­res e afir­ma que é ví­ti­ma de per­se­gui­ção po­lí­ti­ca

Metro Brazil (ABC) - - Front Page - AN­DRÉ VIEIRA

Se a re­cla­ma­ção de Lu­la era de que o Mi­nis­té­rio Pú­bli­co Fe­de­ral apre­sen­tou de­nún­cia con­tra ele an­te­on­tem sem pro­vas, mas com ar­gu­men­tos po­lí­ti­cos, foi com mais po­lí­ti­ca que ele res­pon­deu.

Em pro­nun­ci­a­men­to on­tem em São Pau­lo, o ex-pre­si­den­te Luiz Iná­cio Lu­la da Silva cri­ti­cou a “pi­ro­tec­nia” dos pro­cu­ra­do­res e da for­ça-ta­re­fa da La­va Ja­to, que o acu­sa­ram de ser “comandante má­xi­mo” do es­que­ma de cor­rup­ção na Petrobras.

Por uma ho­ra e dez mi­nu­tos, Lu­la dis­se que é ví­ti­ma de per­se­gui­ção po­lí­ti­ca, ata­cou o im­pe­a­ch­ment de Dil­ma Rous­seff, man­dou re­ca­dos pa­ra adversários e re­a­fir­mou não ser do­no de apar­ta­men­to em Gu­a­ru­já nem sí­tio em Ati­baia.

Qu­an­do fez ale­ga­ção en­fá­ti­ca de sua ino­cên­cia, ao di­zer que “con­quis­tou o di­rei­to de an­dar de ca­be­ça er­gui­da”, Lu­la cho­rou. E cho­ra­ria de no­vo fa­lan­do da po­bre­za que vi­via com os ir­mãos e da dor de ter a ca­sa “in­va­di­da” qu­an­do foi le­va­do pe­la Po­lí­cia Fe­de­ral em con­du­ção co­er­ci­ti­va, em mar­ço, e pe­diu res­pei­to à sua mu­lher, fi­lhos e ne­tos.

“Qu­e­rem me in­ves­ti­gar, me in­ves­ti­guem; qu­e­rem que eu pres­te de­poi­men­to, me con­vo­quem. Eu só que­ro que se­jam ho­nes­tos co­mi­go”, afir­mou olhan­do pa­ra o pú­bli­co, mas mi­ran­do o ou­vi­do dos pro­cu­ra­do­res que apre­sen­ta­ram a de­nún­cia.

Em uma das du­as des­pe­di­das que en­sai­ou –de­pois con­ti­nu­ou a fa­lar–, Lu­la ti­rou o pa­le­tó es­cu­ro e bei­jou o sím­bo­lo do PT na ca­mi­se­ta ver­me­lha que ves­tia, con­vo­can­do a mi­li­tân­cia.

Qu­an­do, en­fim, en­cer­rou, o ex-pre­si­den­te se des­pe­diu dizendo: “Não pen­sem que tô de­sa­ni­ma­do, que tô so­fri­do, eu tô or­gu­lho­so em sa­ber que a per­se­gui­ção a mim é por cau­sa das coi­sas bo­as que eu fiz pa­ra o país.”

Es­pa­lha­da ao la­do de Lu­la e tam­bém atrás de­le, ha­via uma mul­ti­dão for­ma­da por ex-mi­nis­tros, se­na­do­res, de­pu­ta­dos e li­de­ran­ças sin­di­cais e de mo­vi­men­tos so­ci­ais.

Par­te des­te gru­po ava­lia que a de­nún­cia con­tra Lu­la é o gol­pe mais for­te que o PT so­freu da La­va Ja­to e irá afe­tar os pe­tis­tas nas elei­ções mu­ni­ci­pais da­qui 16 di­as, co­mo Fer­nan­do Had­dad (PT), can­di­da­to à re­e­lei­ção em São Pau­lo que acom­pa­nhou on­tem o pre­si­den­te du­ran­te o pro­nun­ci­a­men­to e saiu do ho­tel ao seu la­do.

“Co­mo é que vo­cê con­vo­ca uma co­le­ti­va em um ho­tel, gas­tan­do di­nhei­ro pú­bli­co pa­ra apre­sen­tar a pro­va de um cri­me e diz: ‘eu não te­nho pro­vas, mas eu te­nho con­vic­ção’” DESQUALIFICANDO A DE­NÚN­CIA DO MPF “Pro­vem uma cor­rup­ção mi­nha que eu irei a pé até a po­lí­cia” ALEGANDO A SUA INO­CÊN­CIA “Eu te­nho uma his­tó­ria pública co­nhe­ci­da. Acho que só ga­nha de mim aqui no Bra­sil Je­sus Cris­to” SO­BRE SUA POPULARIDADE E PER­SE­GUI­ÇÃO “Ti­ra­mos da sa­la o ta­pe­te que en­co­bria a cor­rup­ção nes­se país. Is­so va­le pa­ra o PT e pa­ra qual­quer par­ti­do po­lí­ti­co” SO­BRE A TRANSPARÊNCIA DE SEU GO­VER­NO “Se a gente ti­rar o Lu­la da po­lí­ti­ca, nos­so pro­ble­ma es­tá re­sol­vi­do. Pe­lo con­trá­rio, vo­cês te­rão pro­ble­ma é com o gol­pe que vo­cês de­ram” EM RECADO PA­RA OS OPONENTES “Es­sa me­ni­na­da que proi­biu o Alck­min de fe­char as es­co­las, que es­tá in­do pa­ra rua rei­vin­di­car a de­mo­cra­cia, es­sa me­ni­na­da é o Lu­la, com 71 anos, mul­ti­pli­ca­do” DIZENDO PA­RA OS ADVERSÁRIOS QUE NÃO SE PREOCUPEM COM ELE

De­nún­cia Lu­la foi de­nun­ci­a­do por cor­rup­ção pas­si­va e la­va­gem de di­nhei­ro por ter su­pos­ta­men­te re­ce­bi­do R$ 3,7 mi­lhões da OAS em pro­pi­nas que ban­ca­ram a re­for­ma do apar­ta­men­to em Gu­a­ru­já, que o MPF diz ser do ex-pre­si­den­te, e ar­ma­ze­na­gem de seus bens. Se a de­nún­cia for acei­ta, Lu­la se tor­na­rá réu. Seus ad­vo­ga­dos pro­to­co­la­ram on­tem quei­xa con­tra os pro­cu­ra­do­res.

| VANESSA CARVALHO/FOLHAPRESS

Lu­la du­ran­te pro­nun­ci­a­men­to

| VANESSA CARVALHO/BRAZIL PHOTO PRESS/FOLHAPRESS

O ex-pre­si­den­te cho­rou du­ran­te par­te da fa­la

| ALOISIO MAURICIO /FOTOARENA/FOLHAPRESS

Mi­li­tan­tes fi­ca­ram do la­do de fo­ra do ho­tel on­de hou­ve o pro­nun­ci­a­men­to

| MAR­CE­LO S. CAMARGO/FRAMEPHOTO/FOLHAPRESS

O pre­fei­to Had­dad acom­pa­nhou Lu­la

| ALOISIO MAURICIO /FOTOARENA/FOLHAPRESS

Vi­cen­ti­nho e Su­plicy es­ta­vam na pla­teia

| WILLIAM VOLCOV/FOLHAPRESS

Ex-mi­nis­tro Or­lan­do Silva tam­bém foi

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.