Do chum­bo ao ou­ro nas pis­ci­nas

Metro Brazil (ABC) - - Esporte -

Atle­tas fe­ri­dos de guer­ra são co­muns na Pa­ra­lim­pía­da. De fa­to, o em­brião que deu ori­gem ao even­to es­tá no tra­ta­men­to de ex-com­ba­ten­tes da Se­gun­da Guer­ra Mun­di­al nos anos 1940. Um des­ses com­pe­ti­do­res que dei­xa­ram o front para ins­pi­rar pes­so­as atra­vés do es­por­te vai ser re­tra­ta­do nas te­las do ci­ne­ma.

Ven­ce­dor de qua­tro me­da­lhas na na­ta­ção pa­ra­lím­pi­ca da Rio 2016 (sen­do três de ou­ro e uma de pra­ta, re­pe­tin­do o nú­me­ro de me­da­lhas de Lon­dres 2012), Bra­dley Sny­der, de 32 anos, é te­ma de um fil­me em pré-pro­du­ção em Hollywo­od.

An­tes de ser uma es­tre­la das pis­ci­nas, Sny­der foi um com­ba­ten­te a ser­vi­ço da Ma­ri­nha dos Es­ta­dos Uni­dos. No dia 7 de se­tem­bro de 2011, em Kan­dahar, no Afe­ga­nis­tão, ele per­deu os olhos ao ser atin­gi­do por uma ex­plo­são. Exa­ta­men­te um ano de­pois, es­ta­va com­pe­tin­do nos Jo­gos Pa­ra­lím­pi­cos de Lon­dres.

Sua his­tó­ria é mais du­ra, po­rém. Um ano an­tes de fi­car ce­go, ele per­deu o me­lhor ami­go no Ira­que. De­pois, sua na­mo­ra­da co­me­teu sui­cí­dio por cau­sa da de­pres­são. Para pi­o­rar, an­tes da ex­plo­são, des­co­briu que seu pai ha­via mor­ri­do. No seu cor­po, ele le­va ta­tu­a­gens em ho­me­na­gens ao ami­go e ao pai, além da ima­gem da Es­tá­tua da Li­ber­da­de, íco­ne dos Es­ta­dos Uni­dos.

“O es­pí­ri­to pa­ra­lím­pi­co sig­ni­fi­ca tam­bém que vo­cê re­pre­sen­ta mais pes­so­as do que ape­nas vo­cê mes­mo. Eu re­pre­sen­tei o meu país de mui­tas for­mas. Is­so es­tá no meu san­gue”, ex­pli­ca Sny­der, que ven­ceu no Rio as pro­vas do 50m, 100m (com re­cor­de mun­di­al), 400m li­vre da class S11, além da pra­ta nos 100m cos­tas da mes­ma clas­se.

| BUDA MEN­DES/GETTY IMA­GES

Sny­der: qua­tro me­da­lhas na Rio 2016

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.