Im­pos­tos. Car­ga tri­bu­tá­ria so­be para 32,66% do PIB

Metro Brazil (ABC) - - Economia -

A car­ga tri­bu­tá­ria bru­ta do Bra­sil su­biu para 32,66% do PIB em 2015, an­te 32,42% em 2014. Se­gun­do a Re­cei­ta Fe­de­ral, a re­pre­sen­ta­ti­vi­da­de da car­ga tri­bu­tá­ria au­men­tou em 2015 ape­sar de ter ha­vi­do que­da re­al na ar­re­ca­da­ção, em meio à re­ces­são econô­mi­ca, so­man­do R$ 1,928 tri­lhão. Co­mo o PIB so­freu re­tra­ção de 3,8%, o va­lor ar­re­ca­da­do pas­sou a ter mais pe­so em re­la­ção ao pro­du­to.

Com o re­sul­ta­do, a car­ga pas­sou a ter mai­or ex­pres­são so­bre o PIB des­de 2013, quan­do a re­la­ção foi de 32,67%.

Qua­se me­ta­de do to­tal ar­re­ca­da­do em 2015 veio do con­su­mo de bens e de ser­vi­ços. Es­sa ba­se re­pre­sen­tou, so­zi­nha, 49,68% da car­ga tri­bu­tá­ria no ano pas­sa­do.

Se­gun­do da­dos de 2014, o Bra­sil é o se­gun­do en­tre 30 paí­ses que mais tri­bu­ta o con­su­mo. Ape­nas a Hun­gria, on­de os tri­bu­tos so­bre o con­su­mo equi­va­lem a 16,3% do PIB, es­tá na fren­te do Bra­sil. Com ape­nas 4,5% do PIB vin­do dos tri­bu­tos so­bre o con­su­mo, os EUA es­tão em úl­ti­mo lu­gar na lis­ta.

Paí­ses de­sen­vol­vi­dos pri­vi­le­gi­am a tri­bu­ta­ção so­bre a ren­da, o lu­cro e o pa­trimô­nio, de for­ma a au­men­tar a pro­por­ção da po­pu­la­ção de ren­da mais al­ta na car­ga tri­bu­tá­ria. Nes­se ran­king, o Bra­sil ocu­pa a úl­ti­ma po­si­ção, com 5,85% do PIB em 2014 e 5,87% do PIB no ano pas­sa­do.

A par­ti­ci­pa­ção da União na ar­re­ca­da­ção to­tal re­cu­ou em 2015, a 68,26%, me­nor va­lor da sé­rie his­tó­ri­ca ini­ci­a­da em 2006. Em con­tra­par­ti­da, a par­ti­ci­pa­ção dos mu­ni­cí­pi­os su­biu a 6,37% (mai­or da sé­rie), en­quan­to a fa­tia dos Es­ta­dos caiu li­gei­ra­men­te a 25,37%, an­te 25,40% em 2014.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.