Ex­pres­so Gu­a­ra­rá de­sis­te de li­nhas em SA

Em­pre­sa que ope­ra 15 iti­ne­rá­ri­os ale­ga pro­ble­mas fi­nan­cei­ros. Pre­fei­tu­ra pro­me­te con­tra­to emer­gen­ci­al

Metro Brazil (ABC) - - Front Page -

A vi­a­ção Ex­pres­so Gu­a­ra­rá anun­ci­ou que dei­xa­rá de ope­rar li­nhas de ôni­bus mu­ni­ci­pais em San­to André a par­tir do pró­xi­mo mês. A em­pre­sa é res­pon­sá­vel por 15 li­nhas que li­gam a re­gião da Vi­la Lu­zi­ta ao Cen­tro, in­cluin­do o cor­re­dor da ave­ni­da Má­rio To­le­do de Camargo e o ter­mi­nal do bair­ro. Pro­ble­mas econômicos te­ri­am mo­ti­va­do a de­sis­tên­cia.

A pre­fei­tu­ra afir­mou em no­ta que pe­diu mais tem­po à vi­a­ção pa­ra que o mu­ni­cí­pio pos­sa pro­vi­den­ci­ar con­tra­to emer­gen­ci­al com ou­tra em­pre­sa e os pas­sa­gei­ros não se­jam pre­ju­di­ca­dos.

Ao me­nos 45 mil vi­a­gens são re­a­li­za­das di­a­ri­a­men­te nas li­nhas da Gu­a­ra­rá, que ope­ra­va com 84 ôni­bus.

A pre­fei­tu­ra quer tam­bém me­di­ar jun­to ao Sin­te­tra ABC (Sin­di­ca­to dos Ro­do­viá­ri­os do Gran­de ABC) e a em­pre­sa o cum­pri­men­to dos di­rei­tos tra­ba­lhis­tas dos fun­ci­o­ná­ri­os nes­te mo­men­to de tran­si­ção. Cer­ca de 600 pes­so­as tra­ba­lham pa­ra a vi­a­ção.

A Ex­pres­so Gu­a­ra­rá foi fun­da­da em 1999 por Sebastião Pas­sa­rel­li. A em­pre­sa es­ta­ria pas­san­do por di­fi­cul­da­des econô­mi­cas des­de a mor­te do em­pre­sá­rio, em 2014. No fi­nal de 2015, 14 ôni­bus fo­ram apre­en­di­dos pe­la Jus­ti­ça por fal­ta de pa­ga­men­to de fi­nan­ci­a­men­to. Além da Gu­a­ra­rá, atua na con­ces­são dos ôni­bus da ci­da­de o con­sór­cio União ABC, que tem co­mo um de seus prin­ci­pais só­ci­os Ro­nan Ma­ria Pin­to. O em­pre­sá­rio foi pre­so em abril pe­la ope­ra­ção Lava Jato, acu­sa­do de chan­ta­ge­ar o PT, mas já es­tá em li­ber­da­de. METRO ABC

| TI­A­GO SILVA/ARQUIVO METRO

Cor­re­dor de ôni­bus é de res­pon­sa­bi­li­da­de da em­pre­sa

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.