Pro­pos­tas pa­ra a Se­gu­ran­ça

Com ín­di­ces de cri­mi­na­li­da­de em al­ta, fu­tu­ro pre­fei­to de San­to André tem o de­sa­fio de au­xi­li­ar o Es­ta­do no com­ba­te aos cri­mes

Metro Brazil (ABC) - - Foco - CADU PROIETI

A SSP (Se­cre­ta­ria Es­ta­du­al de Se­gu­ran­ça Pú­bli­ca) re­gis­tra mé­dia diá­ria de 25 rou­bos, 20 fur­tos, oi­to rou­bos de car­ro e 10 fur­tos de veí­cu­los nes­te ano em San­to André. To­dos es­ses cri­mes con­tra o pa­trimô­nio ti­ve­ram au­men­to na ci­da­de (ve­ja os nú­me­ros abai­xo). Di­an­te do cres­ci­men­to da cri­mi­na­li­da­de, con­se­quen­te­men­te, so­be a sen­sa­ção de in­se­gu­ran­ça na po­pu­la­ção.

A le­gis­la­ção fe­de­ral diz que a se­gu­ran­ça pú­bli­ca é de­ver do Es­ta­do, que ad­mi­nis­tra o se­tor por meio da Po­lí­cia Mi­li­tar, que faz o tra­ba­lho os­ten­si­vo e pre­ven­ti­vo, e a Po­lí­cia Ci­vil, que bus­ca ob­ter pro­vas ma­te­ri­ais e iden­ti­fi­car os au­to­res dos cri­mes pa­ra que eles se­jam de­nun­ci­a­dos à Jus­ti­ça.

No en­tan­to, os ges­to­res mu­ni­ci­pais tam­bém se sen­tem no “de­ver” de im­ple­men­tar ações que co­la­bo­rem pa­ra que os cri­mes di­mi­nu­am em ca­da ci­da­de. Em San­to André não é di­fe­ren­te. Os can­di­da­tos a pre­fei­to pos­su­em pro­pos­tas pa­ra o se­tor.

A úni­ca for­ça de se­gu­ran­ça mu­ni­ci­pal exis­ten­te é a GCM (Guar­da Ci­vil Mu­ni­ci­pal), que na ci­da­de con­ta atu­al­men­te com apro­xi­ma­da­men­te 620 homens e 85 vi­a­tu­ras. Po­rém, a atu­a­ção da cor­po­ra­ção se res­trin­ge à pro­te­ção de bens, ser­vi­ços, lo­gra­dou­ros pú­bli­cos mu­ni­ci­pais e ins­ta­la­ções do mu­ni­cí­pio.

Co­mo a guar­da não tem po­der de po­lí­cia, o pre­fei­to de­ve tam­bém pen­sar em ou­tros me­ca­nis­mos e es­tra­té­gi­as pa­ra com­ple­men­tar as ações es­ta­du­ais e ge­rar mai­or se­gu­ran­ça na ci­da­de.

Ve­ja ao la­do as pro­pos­tas dos prin­ci­pais can­di­da­tos à pre­fei­tu­ra da ci­da­de pa­ra o se­tor.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.