Pré­via da in­fla­ção de­sa­ce­le­ra a 0,23%

Ta­xa é a me­nor pa­ra me­ses de se­tem­bro des­de 2009. Que­da nos pre­ços de ali­men­tos ali­via a al­ta do ín­di­ce. Com re­sul­ta­do, cor­te da Se­lic em ou­tu­bro fi­ca mais provável

Metro Brazil (ABC) - - Economia -

A pré­via da in­fla­ção ofi­ci­al, me­di­da pe­lo IPCA-15, fi­cou em 0,23% em se­tem­bro, o me­nor pa­ta­mar pa­ra o mês des­de 2009 (0,19%). A ta­xa é in­fe­ri­or ao ín­di­ce de agos­to (0,45%) e se­tem­bro do ano pas­sa­do (0,39%), se­gun­do da­dos di­vul­ga­dos on­tem pe­lo IBGE (Ins­ti­tu­to Bra­si­lei­ro de Ge­o­gra­fia e Es­ta­tís­ti­ca).

O re­cuo da pré­via da in­fla­ção de se­tem­bro foi in­flu­en­ci­a­do prin­ci­pal­men­te pe­la que­da de 0,01% nos pre­ços de ali­men­tos, após al­ta de 0,78% em agos­to. En­tre os pro­du­tos que con­tri­buí­ram pa­ra es­se re­sul­ta­do es­tão a ba­ta­ta-in­gle­sa (-14,49%), ce­bo­la (-12,3%), fei­jão-ca­ri­o­ca (-6,05%), hor­ta­li­ças (-6,03%) e lei­te lon­ga vi­da (-4,14%).

Os trans­por­tes tam­bém ti­ve­ram que­da de pre­ços, de 0,1%. Nes­se gru­po, os des­ta­ques fo­ram os itens pas­sa­gem aé­rea (-2,31%), ga­so­li­na (-0,75%), con­ser­to de au­to­mó­vel (-0,59%) e au­to­mó­vel usa­do (-0,55%).

Gas­tos com ha­bi­ta­ção, que ti­ve­ram in­fla­ção de 0,48%, e com ves­tuá­rio (0,49%) con­ti­nu­a­ram pres­si­o­nan­do o IPCA-15 e im­pe­di­ram uma que­da mais acen­tu­a­da do in­di­ca­dor de se­tem­bro.

Em 12 me­ses, o IPCA-15 acu­mu­la 8,78%, abai­xo dos 8,95% re­gis­tra­dos nos 12 me­ses en­cer­ra­dos na me­ta­de de agos­to. Ape­sar dis­so, a in­fla­ção ofi­ci­al con­ti­nua aci­ma do te­to da me­ta do go­ver­no fe­de­ral, que é de 6,5%. Re­du­ção de ju­ros Mas o ín­di­ce veio abai­xo das pro­je­ções de ana­lis­tas, dan­do for­ça às ex­pec­ta­ti­vas de que o Ban­co Cen­tral re­du­za os ju­ros em bre­ve. Pes­qui­sa da Reuters mos­tra­va pre­vi­são de al­ta de 0,35% no mês.

Na ava­li­a­ção do eco­no­mis­ta-che­fe do ban­co Fa­tor, José Fran­cis­co Gon­çal­ves, fa­to­res co­mo a ex­pec­ta­ti­va de in­fla­ção mais bai­xa pa­ra os pró­xi­mos me­ses, a manutenção de me­nos pres­são nos itens de ali­men­tos e o efei­to fa­vo­rá­vel do câm­bio tor­nam mais provável um cor­te na Se­lic em ou­tu­bro.

Pa­ra o eco­no­mis­ta, a re­du­ção já po­de ser de 0,5 pon­to se hou­ver “si­nais de re­du­ção da in­cer­te­za so­bre ajus­tes na área fis­cal”. Com is­so, a ta­xa bá­si­ca de ju­ros cai­ria pa­ra 13,75% ao ano. METRO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.