NEL­SON SARGENTO

No­me por trás de su­ces­sos co­mo ‘Ago­ni­za Mas Não Mor­re’ e ‘Tri­ân­gu­lo Amo­ro­so’, sam­bis­ta de 92 anos ce­le­bra novo dis­co com show gra­tui­to ho­je no Itaú Cul­tu­ral em que tam­bém faz ho­me­na­gem ao par­cei­ro Car­to­la

Metro Brazil (ABC) - - Cultura -

‘O SAM­BA NÃO PO­DE MOR­RER’

Pre­si­den­te de hon­ra da Es­ta­ção Pri­mei­ra de Man­guei­ra, o sam­bis­ta Nel­son Sargento che­gou aos 92 anos com um vas­to re­per­tó­rio e mui­ta dis­po­si­ção. Ele con­ver­sou com o

Metro Jor­nal so­bre a car­rei­ra, a par­ce­ria com Car­to­la e o show es­pe­ci­al que faz ho­je, às 20h, no Itaú Cul­tu­ral (av. Pau­lis­ta, 149; in­gres­sos dis­tri­buí­dos uma ho­ra an­tes). Co­mo es­tá a ex­pec­ta­ti­va pa­ra o show que ce­le­bra seu dis­co “Nel­son Sargento 90”? É uma gran­de hon­ra fa­zer es­se show. É bom mos­trar meu re­per­tó­rio, mos­trar o sam­ba.

O even­to tam­bém te­rá uma ho­me­na­gem ao Car­to­la. O que mais po­de­mos es­pe­rar?

Vai ser tu­do mui­to bo­ni­to. Te­re­mos can­ções an­ti­gas, no­vas e es­sa ho­me­na­gem. Is­so sig­ni­fi­ca mui­to pa­ra mim. O que apren­deu nes­ses anos de con­ví­vio com ele? Ele não foi só um gran­de sam­bis­ta, mas tam­bém um ro­mân­ti­co. Me es­pe­lhei mui­to ne­le, na sua ma­nei­ra de com­por. Foi meu gran­de par­cei­ro e um ami­go es­pe­ci­al. Gos­ta des­sa no­va ge­ra­ção de sam­bis­tas? O que ou­ve? Gos­to mui­to des­sa no­va ge­ra­ção e res­pei­to bas­tan­te. Du­du No­bre, Pedro Miranda, Ar­lin­do Cruz. Es­ses são al­guns dos que ou­ço. O im­por­tan­te é o sam­ba nun­ca mor­rer. É uma ins­ti­tui­ção bra­si­lei­ra que ago­ni­za, mas não mor­re [ri­sos]. E o que re­co­men­da pa­ra es­ses no­vos can­to­res? Que con­ti­nu­em pres­ti­gi­an­do a ar­te po­pu­lar bra­si­lei­ra e nun­ca es­que­çam do pas­sa­do, do nos­so sam­ba. Vo­cê já compôs mais de 400 mú­si­cas. De on­de vem tan­ta ins­pi­ra­ção? A ins­pi­ra­ção acon­te­ce, in­de­pen­den­te da nos­sa von­ta­de. Vo­cê tam­bém pin­ta qua­dros, já pu­bli­cou li­vros e atu­ou em fil­mes. O o que ain­da quer fa­zer na car­rei­ra? Me per­gun­tam às ve­zes se me sin­to re­a­li­za­do e di­go que quem já es­tá é por­que não quer fa­zer mais na­da. Eu qu­e­ro fa­zer mui­to mais na vi­da. Is­so in­clui des­fi­lar no Carnaval no ano que vem? Sim. Vou des­fi­lar na Man­guei­ra en­quan­to vi­ver. METRO

EDINHO ALVES/DIVULGAÇÃO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.