Cer­ca de 1,2 mil são pre­sos no país

Ba­lan­ço. Um to­tal de 3.814 ocor­rên­ci­as fo­ram re­gis­tra­das no país. Pre­si­den­te do TSE dis­se que a elei­ção foi mais vi­o­len­ta do país, mas, pa­ra ele, a cau­sa não foi o pro­ces­so elei­to­ral

Metro Brazil (ABC) - - Brasil -

Ao to­do, fo­ram re­gis­tra­das 3.814 ocor­rên­ci­as de cri­mes elei­to­rais nas vo­ta­ções de on­tem em to­do o país, de acor­do com o bo­le­tim di­vul­ga­do pe­lo TSE (Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral) após a elei­ção. En­tre as ocor­rên­ci­as, fo­ram in­di­ci­a­dos 383 can­di­da­tos, sen­do qua­se 200 de­les pre­sos. Tam­bém fo­ram de­ti­dos 1.005 elei­to­res, de um to­tal de 3.431 de não can­di­da­tos que des­res­pei­ta­ram as re­gras elei­to­rais.

En­tre os can­di­da­tos, bo­ca de ur­na foi a prin­ci­pal cau­sa das ocor­rên­ci­as: 114 de­les fo­ram pre­sos. A bo­ca de ur­na tam­bém ge­rou a mai­o­ria das ocor­rên­ci­as en­tre os não can­di­da­tos: 587 de­ti­dos. Ou­tros cri­mes co­mo o por­te de ar­mas e ten­ta­ti­vas de com­pra de vo­tos tam­bém fo­ram re­gis­tra­dos du­ran­te as vo­ta­ções. Re­for­ço na se­gu­ran­ça Em seu pro­nun­ci­a­men­to, o pre­si­den­te do TSE (Tri­bu­nal Su­pe­ri­or Elei­to­ral), Gil­mar Men­des, re­co­nhe­ceu que es­ta foi a elei­ção mais vi­o­len­ta da his­tó­ria do país, mas dis­se que is­to não é con­sequên­cia do pro­ces­so elei­to­ral, e sim da in­se­gu­ran­ça do país. “O qua­dro de in­se­gu­ran­ça não es­tá as­so­ci­a­do aos con­fli­tos elei­to­rais. Es­ta vi­o­lên­cia pre­ci­sa ser tra­ta­da em uma agen­da mais am­pla”, dis­se, re­lem­bran­do ca­sos de vi­o­lên­cia a can­di­da­tos que mar­ca­ram a cam­pa­nha – fo­ram 45 can­di­da­tos ví­ti­mas de ata­ques com ar­mas de fo­go.

En­tre­tan­to, Gil­mar Men­des des­ta­cou que as vo­ta­ções em si fo­ram “tran­qui­las”, elo­gi­an­do a “ação os­ten­si­va” das for­ças de Se­gu­ran­ça Na­ci­o­nal e do Exér­ci­to em 498 mu­ni­cí­pi­os em 17 Es­ta­dos do Bra­sil. Ur­nas O ba­lan­ço di­vul­ga­do pe­lo TSE apon­tou que 1% das ur­nas ele­trô­ni­cas no país pre­ci­sa­ram ser tro­ca­das por de­fei­tos téc­ni­cos. Fo­pr­ta subs­ti­tuí­dos 4.424 apa­re­lhos – mais que o do­bro das 1,7 mil tro­ca­das em 2012.

Mes­mo com o au­men­to dos pro­ble­mas, o TSE con­si­de­rou o nú­me­ro bai­xo e res­sal­tou que em ne­nhum dos ca­sos, foi ne­ces­sá­ria a re­a­li­za­ção de vo­ta­ção ma­nu­al.

METRO BRA­SÍ­LIA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.