Das cem me­lho­res es­co­las do Enem, três são pú­bli­cas

MEC diz que com­pa­ra­ções de­vem le­var em con­ta pre­pa­ro dos pro­fes­so­res, ní­vel so­ci­o­e­conô­mi­co dos alu­nos e por­te das ins­ti­tui­ções e que exa­me é vo­lun­tá­rio

Metro Brazil (ABC) - - Brasil -

Das cem es­co­las com mai­or mé­dia no Enem (Exa­me Na­ci­o­nal do En­si­no Mé­dio) de 2015 no país, ape­nas três são pú­bli­cas. E ain­da as­sim são três es­co­las de apli­ca­ção de uni­ver­si­da­des fe­de­rais, de Vi­ço­sa (MG), San­ta Ma­ria (RS) e Per­nam­bu­co. Das dez com mai­or no­ta, aliás, to­das são par­ti­cu­la­res.

O MEC (Mi­nis­té­rio da Edu­ca­ção) faz a res­sal­va de que as com­pa­ra­ções en­tre es­co­las de­vem le­var em con­ta o ní­vel so­ci­o­e­conô­mi­co dos alu­nos, o por­te das ins­ti­tui­ções, a for­ma­ção do do­cen­te e a per­ma­nên­cia dos alu­nos.

O re­sul­ta­do por es­co­la le­va em con­ta as que ti­ve­ram ao me­nos dez alu­nos pres­tan­do o Enem 2015 e com ta­xa de par­ti­ci­pa­ção igual ou su­pe­ri­or a 50% – o exa­me não é obri­ga­tó­rio. No país,14.998 es­co­las pre­en­che­ram es­ses re­qui­si­tos.

Em en­tre­vis­ta à Band-News FM, a psi­có­lo­ga Ro­sely Sayão dis­se que o bom de­sem­pe­nho das es­co­las par­ti­cu­la­res no ran­king do Enem re­fle­te mais o ní­vel so­ci­o­cul­tu­ral dos alu­nos do que a qua­li­da­de do es­tu­do pri­va­do. Pa­ra ela, es­tu­dan­tes de co­lé­gi­os pa­gos nor­mal­men­te re­ce­bem por in­cen­ti­vo das fa­mí­li­as pa­ra es­tu­dar e têm me­lho­res con­di­ções pa­ra o apren­di­za­do.

A mé­dia da no­ta da re­da­ção no Enem su­biu 10% em 2015, al­can­çan­do 543 pon­tos. A no­ta da área de ci­ên­ci­as hu­ma­nas su­biu tam­bém. Em con­tra­par­ti­da, a mé­dia caiu em ma­te­má­ti­ca, lin­gua­gens, có­di­gos e su­as tec­no­lo­gi­as e ci­ên­ci­as da na­tu­re­za e su­as tec­no­lo­gi­as.

Na vi­são da pre­si­den­te do Inep (Ins­ti­tu­to Na­ci­o­nal de Es­tu­dos e Pes­qui­sas), Ma­ria Inês Fi­ni, o re­sul­ta­do re­for­ça a im­por­tân­cia de re­for­ma do en­si­no mé­dio pro­pos­ta pe­lo go­ver­no –al­vo de crí­ti­cas de di­ver­sas or­ga­ni­za­ções e edu­ca­do­res.

O ge­ren­te de con­teú­do do To­dos pe­la Edu­ca­ção, Ri­car­do Fal­zet­ta, 47 anos, dis­se que o re­sul­ta­do do Enem tam­bém mos­tra que há gar­ga­los no en­si­no mé­dio e que ele pre­ci­sa ser mu­da­do.

Fal­zet­ta cri­ti­ca o fa­to de o Enem ho­je pau­tar o cur­rí­cu­lo do en­si­no mé­dio, pe­lo fa­to de ter as­su­mi­do uma fun­ção de in­gres­so no en­si­no su­pe­ri­or. “O mo­vi­men­to de­ve­ria ser o con­trá­rio, es­ta­be­le­cer o cur­rí­cu­lo e de­pois a ava­li­a­ção”, afir­mou.

METRO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.