Du­ran­te ho­rá­rio de ve­rão, dá pa­ra aju­dar – e pou­par

Uso cons­ci­en­te de ener­gia é bom pa­ra o bol­so

Metro Brazil (ABC) - - Economia -

À meia-noi­te des­te sá­ba­do co­me­ça mais um ho­rá­rio de ve­rão, que vai até meia-noi­te de 18 de fe­ve­rei­ro do ano que vem. Os 125 di­as des­se pe­río­do – quan­do os re­ló­gi­os de­ve­rão es­tar uma ho­ra adi­an­ta­dos – te­rão mais ho­ras de ilu­mi­na­ção na­tu­ral do sol. Com is­so, gran­des con­su­mi­do­res, co­mo as in­dús­tri­as, usa­rão me­nos ener­gia ar­ti­fi­ci­al. O re­sul­ta­do es­pe­ra­do com a mu­dan­ça é um ga­nho equi­va­len­te a R$ 147,5 mi­lhões no sis­te­ma elé­tri­co do país. Is­so por­que o uso da ca­ra ener­gia com­ple­men­tar ge­ra­da por ter­me­lé­tri­cas po­de­rá ser evi­ta­do.

A eco­no­mia es­pe­ra­da, no en­tan­to, não se res­trin­ge às gran­des em­pre­sas. O ci­da­dão co­mum tam­bém po­de con­tri­buir e eco­no­mi­zar sig­ni­fi­ca­ti­va­men­te – o con­su­mo e, con­se­quen­te­men­te, o va­lor da con­ta que pa­ga.

Se­gun­do o en­ge­nhei­ro ele­tri­cis­ta da Di­vi­são de En­ge­nha­ria de Equi­pa­men­tos e Li­nhas de Fur­nas, Ale­xan­dre Reis, sem­pre se con­se­gue re­du­zir o con­su­mo de ener­gia elé­tri­ca em ho­rá­ri­os de pi­co nas em­pre­sas, mas es­se con­su­mo po­de cair ain­da mais com al­gu­mas me­di­das sim­ples ado­ta­das tam­bém nas re­si­dên­ci­as. “Ilu­mi­na­ção cor­re­ta, mu­dan­ça da po­si­ção do chu­vei­ro elé­tri­co de ‘in­ver­no’ pa­ra ‘ve­rão’ e subs­ti­tui­ção dos equi­pa­men­tos an­ti­gos, que con­so­mem mais ener­gia, por ou­tros mais mo­der­nos e econô­mi­cos já pro­por­ci­o­nam re­sul­ta­dos sig­ni­fi­ca­ti­vos na eco­no­mia de ener­gia elé­tri­ca.”

Em 2015, o ho­rá­rio de ve­rão ge­rou eco­no­mia de R$ 162 mi­lhões, se­gun­do o ONS (Ope­ra­dor Na­ci­o­nal do Sis­te­ma Elé­tri­co). A re­du­ção re­pre­sen­ta 4,5% da de­man­da nas re­giões Sul, Su­des­te e Cen­tro-Oes­te. METRO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.