SUV com jei­to de JE­EP

Se­gun­da ge­ra­cao. Apos su­ces­so co­mer­ci­al do Re­ne­ga­de, Je­ep co­me­ca a fa­bri­car o uti­li­ta­rio es­por­ti­vo Com­pass na fa­bri­ca per­nam­bu­ca­na. Mo­de­lo aguen­ta o tran­co e co­me­ca a ser ven­di­do por R$ 100 mil

Metro Brazil (ABC) - - Motor -

Ani­ma­da com o su­ces­so co­mer­ci­al do Re­ne­ga­de, a Je­ep apre­sen­ta a se­gun­da ge­ra­ção do Com­pass to­tal­men­te re­mo­de­la­da. Com pre­ços en­tre R$ 100 mil e R$ 150 mil o uti­li­tá­rio es­por­ti­vo com DNA da Je­ep foi lan­ça­do em Goi­a­na, Per­nam­bu­co, on­de é fa­bri­ca­do. A pro­du­ção bra­si­lei­ra vi­sa aten­der ini­ci­al­men­te o mer­ca­do do Mer­co­sul.

O Com­pass - bús­so­la, em por­tu­guês - já exis­te nos Es­ta­dos Uni­dos des­de 2006. Em 2011 re­ce­beu uma re­es­ti­li­za­ção que o dei­xou mais pa­re­ci­do com o Che­ro­kee. Ano que vem o mo­de­lo lan­ça­do em Per­nam­bu­co co­me­ça a ser pro­du­zi­do tam­bém no Mé­xi­co, ob­je­ti­van­do o mer­ca­do dos EUA.

Com­pa­ran­do com o su­ces­so de mer­ca­do da mar­ca, o Com­pass é 18 cm mais com­pri­do que o Re­ne­ga­de, po­rém, o es­pa­ço des­ti­na­do aos ocu­pan­tes é ape­nas 6,5 cm mai­or no com­pri­men­to e 2 cm na lar­gu­ra quan­do con­si­de­ra­do o ir­mão mais ba­da­la­do co­mo pa­râ­me­tro. Se o Re­ne­ga­de tem bom con­for­to o acrés­ci­mo sig­ni­fi­ca mais es­pa­ço pa­ra os om­bros e joelhos na no­vi­da­de “ma­de in Goi­a­na”.

O por­ta-ma­las, por sua vez, re­di­me o gran­de pe­ca­do do Re­ne­ga­de. Com 50% a mais de ca­pa­ci­da­de, ou se­ja, 388 li­tros. O in­te­ri­or é mo­der­no e bem aca­ba­do, com gran­de quan­ti­da­de de su­per­fí­ci­es re­co­ber­tas com ma­te­ri­al ma­cio e agra­dá­vel ao to­que. Des­ta­que pa­ra a enor­me te­la do sis­te­ma mul­ti­mí­dia das ver­sões mais com­ple­tas com 8,4 po­le­ga­das. Na ver­são de en­tra­da a te­la é de 5 po­le­ga­das.

As op­ções de mo­to­res são o mes­mo 2.0 di­e­sel com 170 cv e 35,7 kgf.m de tor­que que atu­al­men­te equi­pa o Re­ne­ga­de e o no­vo 2.0 Ti­gershark flex com 166 cv e 20,5 kgf.m, se­me­lhan­te ao que já equi­pa al­guns Je­eps ame­ri­ca­nos.

Um efei­to co­la­te­ral po­si­ti­vo é que o no­vo pro­pul­sor de­ve mi­grar tam­bém pa­ra o Re­ne­ga­de e a pi­ca­pe Fi­at To­ro subs­ti­tuin­do o li­mi­ta­do 1.8 E-TorQ. A re­por­ta­gem do Au­to Pa­po di­ri­giu ape­nas a ver­são Com­pass Trai­lhawk di­e­sel, que co­mo se­ria de se es­pe­rar apre­sen­tou o mes­mo de­sem­pe­nho do ir­mão me­nor, uma vez que o Com­pass pe­sa ape­nas 77 kg a mais que o Re­ne­ga­de. As ar­ran­ca­das e re­to­ma­das são um pou­co len­tas, mas na es­tra­da em ve­lo­ci­da­de de cru­zei­ro o mo­tor aten­de bem.

As trans­mis­sões va­ri­am con­for­me a mo­to­ri­za­ção. As ver­sões flex têm câm­bio com seis mar­chas e tra­ção 4x2, en­quan­to as di­e­sel têm câm­bio no­ve mar­chas e tra­ção 4x4 au­to­ma­ti­ca- men­te aci­o­na­da pe­las con­di­ções do ter­re­no, ou in­ten­ci­o­nal­men­te por meio de bo­tão no con­so­le, com li­mi­ta­dor de ve­lo­ci­da­de em des­ci­das ín­gre­mes.

O fun­ci­o­na­men­to do sis­te­ma de no­ve mar­chas do mo­de­lo tes­ta­do pe­lo Au­to Pa­po foi ex­tre­ma­men­te su­a­ve e com re­a­ções rá­pi­das. A quan­ti­da­de de mar­chas pos­si­bi­li­ta man­ter o mo­tor sem­pre na ro­ta­ção ide­al.

Fal­tou a op­ção de aci­o­na­men­to de mo­do es­por­ti­vo, ou se­ja, a te­cla Sport, pa­ra ele­var as ro­ta­ções das tro­cas de mar­chas e dei­xar o Com­pass mais es­per­to. Quan­do aci­o­na­do o mo­do 4x4 é pos­sí­vel es­co­lher en­tre os per­fis ne­ve, areia, la­ma e pe­dra, pa­ra me­lhor de­sem­pe­nho em ca­da uma des­sas si­tu­a­ções.

A sus­pen­são me­re­ce elo­gi­os e se des­ta­ca en­tre os con­cor­ren­tes. Mais ma­cia que os de­mais ab­sor­ve com fa­ci­li­da­de a ir­re­gu­la­ri­da­de de nos­sas vi­as. O fa­bri­can­te con­se­guiu con­ju­gar es­se con­for­to com uma es­ta­bi­li­da­de boa con­si­de­ran­do o uso com­por­ta­do.

O Com­pass vem equi­pa­do com um pa­co­te de aca­ba­men­to re­che­a­do. Con­for­me a ver­são há sis­te­mas de fre­na­gem autô­no­ma, con­tro­la­dor de ve­lo­ci­da­de au­to­má­ti­co adap­ta­ti­vo que re­duz em ca­so de veí­cu­lo len­to à fren­te, sis­te­ma de su­per­vi­são de fai­xas, sis­te­ma de mo­ni­to­ra­men­to de pon­tos ce­gos, con­tro­le da pres­são dos pneus, fa­rol al­to au­to­má­ti­co que mu­da pa­ra o bai­xo ao cru­zar veí­cu­los ou en­trar em via ilu­mi­na­da, as­sis­ten­te de es­ta­ci­o­na­men­to e mul­ti­mí­dia com te­la tou­ch, GPS, câ­me­ra de ré e blu­e­to­oth.

Quan­to à ca­pa­ci­da­de de trans­por obs­tá­cu­los em off ro­ad, o de­sem­pe­nho do Com­pass é mui­to bom, com ân­gu­los de en­tra­da, saí­da e cen­tral con­si­de­rá­veis e fa­ci­li­da­de em in­cli­na­ções la­te­rais, além de ex­ce­len­te re­sis­tên­cia tor­ci­o­nal.

Com ape­nas du­as ro­das di­a­me­tral­men­te opos­tas no so­lo en­quan­to as de­mais es­ta­vam sus­pen­sas, as por­tas pu­de­ram ser aber­tas com to­tal nor­ma­li­da­de. Re­su­min­do: ofe­re­ce mui­to mais do que um com­pra­dor cor­ri­quei­ro fa­mi­li­ar te­ria co­ra­gem de en­fren­tar ou pre­ci­sa­ria.

Na se­gu­ran­ça há ain­da con­tro­le ele­trô­ni­co de es­ta­bi­li­da­de, sis­te­ma an­ti-ca­po­ta­men­to, sis­te­ma de ilu­mi­na­ção di­re­ci­o­nal nas cur­vas, as­sis­ten­te de par­ti­da em ram­pas e até se­te air bags, de­pen­den­do da ver­são. Con­ta com três anos de ga­ran­tia e ex­ten­sa lis­ta de acessórios Mo­par pa­ra quem qui­ser in­cre­men­tar o Je­ep.

FOTOS: DIVULGAÇÃO

No­vo Com­pass to­tal­men­te re­mo­de­la­do

Te­la do sis­te­ma mul­ti­mí­dia é mai­or

In­te­ri­or mo­der­no é re­ves­ti­do com ma­te­ri­al ma­cio

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.