Nem tu­do é o que pa­re­ce no no­vo fil­me com Ben Af­fleck

Metro Brazil (ABC) - - Cultura - Ve­ja o trai­ler do fil­me no si­te metrojornal.com.br

Em “O Con­ta­dor”, que es­treia ho­je, Ch­ris­ti­an Wolff (Ben Af­fleck) é um ás da ma­te­má­ti­ca que tra­ba­lha pa­ra al­gu­mas das mais pe­ri­go­sas or­ga­ni­za­ções cri­mi­no­sas do mun­do. Ele é o elo cen­tral de um fil­me in­tri­ca­do, que en­vol­ve mis­té­rio, ação, dra­ma fa­mi­li­ar, di­fi­cul­da­des psi­co­ló­gi­cas e um sen­so de hu­mor som­brio.

Au­tis­ta e bri­lhan­te, o per­so­na­gem po­de­ria pas­sar des­per­ce­bi­do de­vi­do a seu mo­des­to es­cri­tó­rio lo­ca­li­za­do em um shop­ping cen­ter, mas ele le­van­ta a sus­pei­ta – e ad­mi­ra­ção – de um agen­te do Te­sou­ro ame­ri­ca­no, Ray­mond King (J.K. Sim­mons), e de Da­na Cum­mings (An­na Ken­drick), uma es­cri­tu­rá­ria inex­pe­ri­en­te fas­ci­na­da por nú­me­ros na mes­ma pro­por­ção que Wolff.

“Ela é quem per­ce­be al­go er­ra­do nas fi­nan­ças da em­pre­sa Li­ving Ro­bo­tics, co­nhe­ci­da por cri­ar pró­te­ses ino­va­do­res e que es­tá pres­tes a abrir seu ca­pi­tal. En­tão ela se sen­te um pou­co de­sa­pon­ta­da quan­do Wolff che­ga e to­ma sua pes­qui­sa, dei­xan­do de la­do o que ela des­co­briu. Não é que ela se­ja am­bi­ci­o­sa – ela ape­nas quer se sen­tir en­vol­vi­da”, afir­ma a jo­vem atriz.

A di­re­ção é de Ga­vin O’Con­nor (“Gu­er­rei­ro”), que, pa­ra ob­ter uma boa in­te­ra­ção cê­ni­ca en­tre os ato­res, exi­giu que Af­fleck pes­qui­sas­se so­bre o au­tis­mo.

“Li mui­tos li­vros, vi mui­tos do­cu­men­tá­ri­os, ou­vi vá­ri­os pod­casts, en­tre­vis­tei es­pe­ci­a­lis­tas e edu­ca­do­res. De­pois ali­men­tei Ben com es­sas in­for­ma­ções e o que apren­de­mos so­bre au­tis­mo é que ca­da ca­so é di­fe­ren­te. Is­so foi mui­to li­ber­ta­dor, en­tão co­me­ça­mos a par­tir daí”, diz o ci­ne­as­ta.

Pa­ra J.K. Sim­mons, o script de Bill Du­bu­que (“O Juiz”) foi es­sen­ci­al pa­ra ga­ran­tir a ten­são da tra­ma.

“O ro­tei­ro é mui­to mul­ti­fa­ce­ta­do: é com­ple­xo e in­te­li­gen­te, com gran­des re­vi­ra­vol­tas. Es­se é um fil­me que tem o que di­zer e re­a­fir­ma que ca­da pes­soa é úni­ca e que as coi­sas nem sem­pre são o que pa­re­cem. Pa­ra mim, es­se já é um gran­de mo­ti­vo pa­ra ir ao ci­ne­ma”, afir­ma o ator.

Se­gun­do Ben Af­fleck, o se­gre­do de “O Con­ta­dor” tam­bém es­tá na boa di­nâ­mi­ca do elen­co. “O fil­me é co­mo um que­bra-ca­be­ça não só pe­lo pró­prio que­bra-ca­be­ça da his­tó­ria, mas ta­bém por ter vá­ri­os ato­res en­tre­gan­do óti­mas atu­a­ções co­mo pe­ças que se en­cai­xam umas nas ou­tras e re­sul­tam em um qu­a­dro com­ple­to. Se uma par­te fa­lhas­se, tu­do fa­lha­ria. Não hou­ve uma pe­ça se­quer fo­ra do tom, en­tão eu re­al­men­te me sen­ti pres­si­o­na­do pa­ra en­tre­gar uma atu­a­ção à al­tu­ra”, afir­ma o as­tro.

ME­TRO IN­TER­NA­CI­O­NAL

| DI­VUL­GA­ÇÃO

Ator vi­ve au­tis­ta ás da ma­te­má­ti­ca em ‘O Con­ta­dor’

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.