No car­ro. Som al­to pas­sa­rá a ser pu­ni­do

Metro Brazil (ABC) - - { Brasil} -

O mo­to­ris­ta fla­gra­do com som com vo­lu­me al­to que pro­vo­que incô­mo­do a ou­tras pes­so­as se­rá mul­ta­do, mes­mo que não se­ja fei­ta a me­di­ção do ruí­do. Uma no­va re­so­lu­ção do Con­tran (Con­se­lho Na­ci­o­nal do Trân­si­to) es­ta­be­le­ce que “per­tur­ba­ção do sos­se­go” é mo­ti­vo su­fi­ci­en­te pa­ra a pu­ni­ção. A in­fra­ção é gra­ve, ge­ra cin­co pon­tos na car­tei­ra de ha­bi­li­ta­ção e a apre­en­são do veí­cu­lo.

An­tes, o agen­te dei­xa­va de apli­car a mul­ta se não ti­ves­se um equi­pa­men­to cha­ma­do de­ci­bi­lí­me­tro.

O Có­di­go Bra­si­lei­ro de Trân­si­to con­si­de­ra­va som al­to vo­lu­mes de até 80 de­ci­béis a uma dis­tân­cia de 7 me­tros, e de 98 de­ci­béis, a 1 me­tro.

A re­gra não se apli­ca a bu­zi­nas, alar­mes, si­na­li­za­do­res de mar­cha a ré, si­re­nes, nem a car­ros de pu­bli­ci­da­de e de com­pe­ti­ção. Re­a­jus­tes A par­tir de 1º de no­vem­bro, as mul­tas se­rão re­a­jus­ta­das: in­fra­ção gra­vís­si­ma pas­sa de R$ 191,54 pa­ra R$ 293,47; gra­ve, de R$ 195,23 pa­ra R$ 127,69; mé­dia, de R$ 85,13 pa­ra R$ 130,16; e le­ve, de R$ 53,20 pa­ra R$ 88,38.

ME­TRO BRA­SÍ­LIA

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.