Con­ti­nu­a­ção de Har­ry Pot­ter der­ra­pa en­tre er­ros e acer­tos

No­va his­tó­ria, que ga­nha edi­ção em por­tu­guês a par­tir de ho­je, se pas­sa 19 anos após ar­co ini­ci­al

Metro Brazil (ABC) - - Cultura - BRU­NO BUCIS

Pas­sa­dos 11 anos des­de o lan­ça­men­to do úl­ti­mo li­vro de Har­ry Pot­ter, o me­ni­no bru­xo con­ti­nua sen­do um fenô­me­no li­te­rá­rio – em­bo­ra mui­ta coi­sa te­nha mu­da­do des­de en­tão. Qu­e­bran­do re­cor­des de ven­da em to­do o mun­do des­de o lan­ça­men­to em ju­lho, o li­vro “Har­ry Pot­ter e a Cri­an­ça Amal­di­ço­a­da” ga­nha ho­je sua edi­ção em por­tu­guês.

Di­fe­ren­te­men­te dos se­te ro­man­ces da sa­ga ori­gi­nal, o li­vro é, na ver­da­de, o ro­tei­ro de uma pe­ça te­a­tral atu­al­men­te em car­taz em Lon­dres e apre­sen­ta a tra­ma mais fra­ca de to­das, em­bo­ra não se­ja ruim de to­do.

A his­tó­ria re­tor­na ao mun­do má­gi­co cri­a­do por J.K. Ro­wling após qua­se vin­te anos da mor­te de Vol­de­mort. Har­ry, Rony e Her­mi­o­ne são ce­le­bri­da­des e es­tão pre­o­cu­pa­dos de­mais com seus tra­ba­lhos pa­ra ter tem­po pa­ra seus fi­lhos. Is­so pre­ju­di­ca prin­ci­pal­men­te o fi­lho do meio de Har­ry, Al­bus, que, por se sen­tir pre­te­ri­do, co­me­ça a de­sen­vol­ver um res­sen­ti­men­to con­tra o pai.

Ape­sar de apre­sen­tar bo­as re­vi­ra­vol­tas, o li­vro tro­pe­ça ao in­se­rir uma sé­rie de as­pec­tos inex­pli­cá­veis pa­ra quem acom­pa­nhou a sé­rie ori­gi­nal. São ca­sos co­mo os de po­ções que são fei­tas sem que se ex­pli­que de on­de saí­ram os in­gre­di­en­tes ou o pas­sa­do de per­so­na­gens que não ba­te com o que já ha­via si­do apre­sen­ta­do.

Até aí, tu­do po­de­ria ser ex­pli­ca­do por se tra­tar de um ro­tei­ro, no qual as ce­nas acon­te­cem com mai­or in­ter­va­lo en­tre si do que em um ro­man­ce. O mai­or pe­ca­do do li­vro, po­rém, é dar pou­ca im­por­tân­cia à mai­or par­te dos no­vos per­so­na­gens que ele mes­mo in­tro­duz, dan­do a sen­sa­ção de “o que es­sa pes­soa es­tá fa­zen­do aqui?”.

A lei­tu­ra, no en­tan­to, ain­da se re­ve­la pra­zei­ro­sa pa­ra qual­quer fã da sa­ga. Es­tão lá o sen­so de hu­mor bo­bo de Rony, a in­te­li­gên­cia de Her­mi­o­ne e a im­pul­si­vi­da­de de Har­ry. Até o mi­ma­do Dra­co ga­nha um as­pec­to agra­dá­vel. Che­gam ao gru­po o in­ve­jo­so Al­bus e o nerd Scor­pius. É co­mo re­ver ami­gos de­pois de mui­to tem­po: mes­mo que eles to­mem de­ci­sões idi­o­tas, vo­cê ain­da os ama.

| POTTERMORE/DI­VUL­GA­ÇÃO

Amor e ódio en­tre Har­ry (dir.) e seu fi­lho Al­bus guia a tra­ma

“HAR­RY POT­TER E A CRI­AN­ÇA AMAL­DI­ÇO­A­DA” JK RO­WLING, JOHN TIFFANY E JACK THORNE ED. ROCCO 352 PÁGS., R$ 50

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.