Pre­fei­tos pe­tis­tas que­rem re­cons­tru­ção

Após der­ro­tas nas ur­nas, po­lí­ti­cos do ABC dis­cu­tem es­tra­té­gi­as pa­ra res­sur­gi­men­to da si­gla em 2018

Metro Brazil (ABC) - - Front Page - CADU PROIETI

O PT não ele­geu ne­nhum pre­fei­to nas sete ci­da­des do ABC es­te ano. É um fa­to iné­di­to, já que is­so nun­ca ha­via acon­te­ci­do des­de a fun­da­ção do par­ti­do, em 1980. Di­an­te da der­ro­ca­da da le­gen­da na re­gião, on­de o PT nas­ceu com ba­se nos mo­vi­men­tos sin­di­cais, a palavra en­tre os prin­ci­pais no­mes re­gi­o­nais do par­ti­do no mo­men­to é uma só: re­cons­tru­ção.

“Ago­ra te­mos que reu­nir nos­sas li­de­ran­ças, nos­sas es­tân­ci­as par­ti­dá­ri­as, a par­tir do PT aqui de San­to An­dré, fa­zen­do in­te­gra­ção com o PT re­gi­o­nal, e ver de que for­ma po­de­mos co­la­bo­rar (pa­ra o res­sur­gi­men­to)”, afir­mou on­tem o pre­fei­to de San­to An­dré, Car­los Gra­na (PT), que foi der­ro­ta­do por Pau­li­nho Ser­ra (PSDB).

Pa­ra Gra­na, o par­ti­do foi “se des­gas­tan­do” ao lon­go do tempo e a me­lhor for­ma de uma re­to­ma­da ao ce­ná­rio po­lí­ti­co é tra­ba­lhar no diá­lo­go com a so­ci­e­da­de.

“Re­no­va­ção é sem­pre bom. Na mi­nha per­cep­ção, te­mos que bus­car na ori­gem do par­ti­do o pa­pel do PT. Cla­ro que não é vol­tar aos anos 1980, mas é es­ta­be­le­cer uma for­ma de re­la­ção com a po­pu­la­ção, aque­le diá­lo­go que tí­nha­mos com es­tu­dan­tes, clas­se mé­dia, mo­vi­men­tos so­ci­ais or­ga­ni­za­dos, sin­di­ca­tos. A re­cu­pe­ra­ção pas­sa por aí”, afir­mou. “Eu e ou­tros com­pa­nhei­ros es­ta­mos dis­pos­tos a co­la­bo­rar nes­se sen­ti­do.”

En­quan­to Gra­na pen­sa em uma re­cons­tru­ção re­gi­o­nal, o pre­fei­to de São Ber­nar­do, Luiz Ma­ri­nho (PT), um dos no­mes co­ta­dos a con­cor­rer ao go­ver­no do Es­ta­do da­qui dois anos, diz que a di­re­ção na­ci­o­nal do par­ti­do já pen­sa em pla­nos pa­ra as pró­xi­mas elei­ções. “O par­ti­do vai fa­zer o seu ba­lan­ço. Tem todo um de­ba­te ocor­ren­do na­ci­o­nal­men­te pa­ra es­ta­be­le­cer uma di­re­ção de tran­si­ção olhan­do pa­ra a elei­ção de 2018. E é evi­den­te que es­ta­mos hoje na opo­si­ção.” Re­jei­ção Gra­na dis­se tam­bém que o sen­ti­men­to “an­ti­pe­tis­ta” to­mou conta das ru­as e foi de­ter­mi­nan­te na elei­ção. “Exis­tia uma re­cep­ti­vi­da­de, mas, ao mes­mo tempo, me di­zi­am: ‘o seu pro­ble­ma é o PT’. Is­so pe­sou mui­to. Hou­ve cam­pa­nha de ódio con­tra o PT, apro­vei­tan­do a con­jun­tu­ra na­ci­o­nal.”

| ALES­SAN­DRO VAL­LE/ABCDIGIPRESS

Gra­na se diz à dis­po­si­ção do par­ti­do pa­ra tra­ba­lhar no res­sur­gi­men­to da le­gen­da

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.