No­vo ví­rus já faz 197 ví­ti­mas no Bra­sil

Maya­ro é trans­mi­ti­do pe­lo Ae­des aegyp­ti. Sin­to­mas são se­me­lhan­tes aos da chi­kun­gunya

Metro Brazil (ABC) - - Front Page -

Pri­mei­ro foi a chi­kun­gunya e, de­pois, o zi­ka. Ago­ra, ci­en­tis­tas e epi­de­mi­o­lo­gis­tas co­me­çam a se pre­o­cu­par com ou­tro ví­rus: o maya­ro. Des­co­ber­to em 1954, ele já é en­con­tra­do no Bra­sil em ter­ri­tó­ri­os de ma­ta, es­pe­ci­al­men­te nas re­giões Nor­te e Cen­tro-Oes­te. E cau­sa uma do­en­ça si­mi­lar à chi­kun­gunya, cha­ma­da febre de maya­ro.

Os sin­to­mas são os mes­mos: febre, man­chas ver­me­lhas e do­res no cor­po. Mas são mais pro­lon­ga­dos, po­den­do chegar a seis me­ses.

Se­gun­do o Ins­ti­tu­to Da­ta­sus, en­tre de­zem­bro de 2014 e ju­nho do ano pas­sa­do, 197 pes­so­as fo­ram di­ag­nos­ti­ca­das com a do­en­ça no Bra­sil. Os ca­sos fo­ram re­gis­tra­dos nos Es­ta­dos de Goiás, Pa­rá e To­can­tins. Ain­da não há con­fir­ma­ção da re­la­ção do maya­ro com ca­sos de mi­cro­ce­fa­lia.

Pes­qui­sa­do­res da Uni­ver­si­da­de da Fló­ri­da, nos Es­ta­dos Uni­dos, pu­bli­ca­ram um es­tu­do que in­di­ca que o ví­rus pode ser trans­mi­ti­do, tam­bém, por ve­to­res ur­ba­nos, co­mo o Ae­des aegyp­ti e o Ae­des al­bo­pic­tus.

O ma­te­ri­al foi apre­sen­ta­do no ‘Zi­ka”, even­to in­ter­na­ci­o­nal que acon­te­ce até a pró­xi­ma quin­ta-fei­ra, na Aca­de­mia Na­ci­o­nal de Me­di­ci­na, no cen­tro do Rio. O sim­pó­sio dis­cu­te os de­sa­fi­os e as pers­pec­ti­vas do ví­rus nas Amé­ri­cas, bem co­mo su­as li­ções e obs­tá­cu­los.

Pre­si­den­te da Fun­da­ção Oswal­do Cruz (Fi­o­cruz), Pau­lo Ga­de­lha afir­ma que é im­por­tan­te mo­ni­to­rar o ví­rus: “Nós ire­mos an­te­ci­par o sis­te­ma de aler­ta e vi­gi­lân­cia pa­ra os de­sa­fi­os que fu­tu­ra­men­te vi­rão.” BANDNEWS FM

| REPRODUÇÃO/ BAND

Pes­qui­sa­do­res da Fi­o­cruz es­tu­dam no­vo ví­rus

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.