Sim, nós te­mos es­co­las pú­bli­cas de qua­li­da­de

Sem in­fra­es­tru­tu­ra e di­nhei­ro, co­lé­gi­os em re­giões po­bres al­can­çam a ex­ce­lên­cia no apren­di­za­do

Metro Brazil (ABC) - - Educação - CAR­LOS MINUANO

“Qu­em pode di­zer se uma es­co­la é boa ou não é o alu­no”, diz o ci­ne­as­ta Luiz Bo­log­ne­si. “Ele vai gos­tar de es­tar lá se o apren­di­za­do for pra­ze­ro­so, ins­ti­gan­te e trans­for­ma­dor”. O di­re­tor e sua mu­lher, a tam­bém ci­ne­as­ta Laís Bo­danz­ki, ro­da­ram pe­los rin­cões mais dis­tan­tes do país e vi­si­ta­ram es­co­las pú­bli­cas que, mes­mo sem in­fra­es­tru­tu­ra e lo­ca­li­za­das em áre­as de bai­xo IDH (Ín­di­ce de De­sen­vol­vi­men­to Hu­ma­no), mos­tra­ram ser pos­sí­vel en­si­nar com qua­li­da­de. Mas qu­al a má­gi­ca de­las?

É es­sa per­gun­ta que mo­ve a sé­rie do­cu­men­tal “Edu­ca­ção.Doc”. As res­pos­tas, o ca­sal bus­cou em es­co­las pú­bli­cas dis­tan­tes e pro­ble­má­ti­cas, mas com ex­pe­ri­ên­ci­as bem-su­ce­di­das. Eles ou­vi­ram di­re­to­res, pro­fes­so­res e, prin­ci­pal­men­te, os es­tu­dan­tes.

Os ci­ne­as­tas ad­mi­tem: não en­con­tra­ram uma so­lu­ção que aten­da a to­dos. Mas afir­mam ter vol­ta­do da es­tra­da com uma cer­te­za re­no­va­da do pa­pel trans­for­ma­dor da edu­ca­ção.

“Não acre­di­ta­mos que exis­te al­guém ca­paz de mu­dar o Bra­sil. Mas acha­mos que há um lu­gar que pode fa­zer is­so: a es­co­la”. O mer­gu­lho nes­sa não mui­to co­nhe­ci­da edu­ca­ção pú­bli­ca de qua­li­da­de du­rou cer­ca de um ano. “A sur­pre­sa foi des­co­brir que é pos­sí­vel ter uma es­co­la pú­bli­ca boa”. E Bo­log­ne­si res­sal­ta que são al­gu­mas mi­lha­res. “O as­som­bro­so é que são 180 mil es­co­las pú­bli­cas no Bra­sil, cer­ca de du­as mil têm qua­li­da­de. É mui­to pou­co.”

Pa­ra a sé­rie, os ci­ne­as­tas pro­cu­ra­ram es­co­las pú­bli­cas exem­pla­res, ur­ba­nas e ru­rais, em áre­as po­bres. “En­con­tra­mos cen­te­nas cru­zan­do in­di­ca­do­res, co­mo no­tas al­tas no Ideb (Ín­di­ce de De­sen­vol­vi­men­to da Edu­ca­ção Bá­si­ca) e apro­va­ção no Enem e ves­ti­bu­la­res. Mas, apro­fun­dan­do a pes­qui­sa, des­co­bri­mos mi­lha­res e es­co­lhe­mos oi­to, no Pi­auí, Ce­a­rá, in­te­ri­or da Bahia e pe­ri­fe­ri­as do Rio de Ja­nei­ro, São Pau­lo e Pa­ra­ná.”

Bom re­sul­ta­do é um tra­ço em co­mum en­tre elas. “Há 13 anos, Ibi­ti­a­ra (in­te­ri­or da Bahia) não con­se­guia al­fa­be­ti­zar 10% das cri­an­ças ao fi­nal do 2º ano. Hoje, 87% es­tão al­fa­be­ti­za­das no meio do ano”, re­la­ta Gis­lainy Araú­jo, co­or­de­na­do­ra do Icep (Ins­ti­tu­to Cha­pa­da de Es­tu­do e Pes­qui­sa). “Em uma dé­ca­da as­se­gu­ra­mos o di­rei­to de apren­der.”

| CAR­LOS BALIÚ /DIVULGAÇÃO/BURITI FIL­MES

Alu­nos em au­la na Es­co­la Mu­ni­ci­pal de Caim­bon­go, em Ibi­ti­a­ra, no in­te­ri­or da Bahia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.