‘Se­rei pre­si­den­te de to­dos’

Em dis­cur­so de vi­tó­ria, re­pu­bli­ca­no pe­de união aos ame­ri­ca­nos e elo­gia Hil­lary Clin­ton. Co­nhe­ça a tra­je­tó­ria do em­pre­sá­rio

Metro Brazil (ABC) - - Mundo - Leia mais no metrojornal.com.br

O pre­si­den­te elei­to dos Es­ta­dos Uni­dos, Do­nald Trump, dis­se on­tem que é ho­ra de cu­rar as di­vi­sões dei­xa­das pe­la cam­pa­nha e bus­car con­sen­so. Em seu dis­cur­so da vi­tó­ria, em um ho­tel de No­va York, ele também elo­gi­ou Hil­lary Clin­ton pe­lo ser­vi­ço pres­ta­do ao país e dis­se ter re­ce­bi­do um te­le­fo­ne­ma de­la pa­ra pa­ra­be­ni­zá-lo.

“É ho­ra de nos jun­tar­mos co­mo um po­vo uni­do”, dis­se Trump. “Se­rei pre­si­den­te de to­dos os ame­ri­ca­nos.”

Nu­ma re­fe­rên­cia à cri­a­ção de em­pre­gos, Trump dis­se: “Va­mos co­lo­car mi­lhões pa­ra tra­ba­lhar en­quan­to re­cons­truí­mos [a in­fra­es­tru­tu­ra do país]”, dis­se. Se­gun­do ele, os Es­ta­dos Uni­dos vão “do­brar o cres­ci­men­to e ter a eco­no­mia mais for­te do mun­do”.

So­bre a re­la­ção com ou­tros paí­ses, Trump dis­se que os EUA vão se re­la­ci­o­nar com os paí­ses que es­ti­ve­rem dis­pos­tos a man­ter a re­ci­pro­ci­da­de.

No dis­cur­so em que re­co­nhe­ceu a der­ro­ta, Hil­lary dis­se que os EUA es­tão mais di­vi­di­dos do que se pen­sa­va, mas pe­diu que o país dê uma chan­ce pa­ra que o pró­xi­mo pre­si­den­te go­ver­ne. “Nós de­ve­mos a ele uma men­te aber­ta e a opor­tu­ni­da­de de li­de­rar”, afir­mou.

Mui­tos acu­sam Trump, 70 anos, de não ter ex­pe­ri­ên­cia po­lí­ti­ca, de ser um “out­si­der”. Os nú­me­ros, po­rém, não au­to­ri­zam es­sa afir­ma­ção: Trump re­ce­beu 13 mi­lhões de vo­tos du­ran­te a fa­se das pri­má­ri­as do par­ti­do e ven­ceu 16 con­cor­ren­tes. Os que dis­pu­ta­ram com ele não eram ini­ci­an­tes, e sim pro­fis­si­o­nais da po­lí­ti­ca, se­na­do­res, go­ver­na­do­res e in­te­gran­tes da cú­pu­la do Par­ti­do Re­pu­bli­ca­no.

Nas­ci­do em 14 de ju­nho de 1946 no bair­ro no­va-ior­qui­no do Qu­e­ens, Trump é o quar­to dos cin­co fi­lhos de Fred Trump, um cons­tru­tor de ori­gem ale­mã, e Mary MacLe­od, uma do­na de ca­sa de pro­ce­dên­cia es­co­ce­sa. Ca­sou-se em 2005 com Me­la­nia Trump. An­tes dis­so, ele foi ca­sa­do e se di­vor­ci­ou de Ma­ria Trump e Iva­na Trump.

Seu pai mor­reu aos 93 anos, em 1999, dei­xan­do pa­ra Do­nald uma for­tu­na de US$ 250 mi­lhões. Mas os bió­gra­fos do mag­na­ta fi­lho con­si­de­ram que o ago­ra pre­si­den­te dos EUA já era mi­li­o­ná­rio 20 anos an­tes, quan­do ini­ci­ou a com­pra de vá­ri­os edi­fí­ci­os em No­va York. Es­sa foi uma fa­se as­cen­den­te da vi­da do em­pre­sá­rio, que com­prou, em 1983, um an­ti­go pré­dio que de­pois se trans­for­mou no Trump Tower, e também o Trump Pla­za e vá­ri­os cas­si­nos em Atlan­tic City, em No­va Jer­sey.

Nos anos 1990 e 2000, Trump so­freu gran­des per­das e che­gou a de­cla­rar fa­lên­cia por três ve­zes. O que o aju­dou a su­pe­rar os pre­juí­zos foi a aju­da ines­pe­ra­da que o go­ver­no deu pa­ra os pe­que­nos ne­gó­ci­os de No­va York afe­ta­dos pe­la tra­gé­dia de 11 de se­tem­bro de 2001. Ele foi uma das mui­tas pes­so­as ri­cas que usa­ram uma bre­cha na le­gis­la­ção pa­ra cap­tar di­nhei­ro pra­ti­ca­men­te sem ju­ros. Po­lí­ti­ca Ape­sar de se con­si­de­rar alheio à po­lí­ti­ca, Trump sem­pre te­ve am­bi­ções nes­se cam­po. Em 1999, fez a pri­mei­ra ten­ta­ti­va de en­trar na Ca­sa Bran­ca. Em sua cam­pa­nha pa­ra ser can­di­da­to pe­lo Par­ti­do Re­for­mis­ta, dis­se que gos­ta­ria de ter a apre­sen­ta­do­ra Oprah Win­frey co­mo vi­ce. De­sis­tiu do pro­je­to de­vi­do a dis­pu­tas in­ter­nas no par­ti­do, que clas­si­fi­cou co­mo “uma ba­gun­ça to­tal”.

Em 2011, o em­pre­sá­rio anun­ci­ou que ja­mais con­cor­re­ria à pre­si­dên­cia dos EUA, fra­se que foi in­ter­pre­ta­da na épo­ca co­mo um anún­cio fu­tu­ro de can­di­da­tu­ra. E era. Qua­tro anos de­pois, ele deu du­as de­cla­ra­ções di­re­ta­men­te re­la­ci­o­na­das com su­as am­bi­ções. Em 15 de ju­nho de 2015, dis­se que iria dis­pu­tar as elei­ções; e, no dia 28, que sai­ria do pro­gra­ma “O Apren­diz”.

Em ju­lho des­te ano, Trump ho­mo­lo­gou seu no­me co­mo can­di­da­to do Par­ti­do Re­pu­bli­ca­no. On­tem, foi elei­to. ME­TRO

| MI­KE SEGAR/REU­TERS

Trump co­me­mo­ran­do com sua es­po­sa Me­la­nia e fa­mí­lia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.