DO­NALD TRUMP ERGUE SEU MU­RO

Após cam­pa­nha mar­ca­da por pro­pos­tas po­lê­mi­cas, Do­nald Trump pe­de união e diz que se­rá pre­si­den­te de to­dos os ame­ri­ca­nos. Pa­ra ana­lis­tas, Amé­ri­ca La­ti­na de­ve so­frer com pro­te­ci­o­nis­mo econô­mi­co e po­lí­ti­cas mi­gra­tó­ri­as. O mun­do es­tá apre­en­si­vo

Metro Brazil (ABC) - - Front Page -

A re­a­ção dos mer­ca­dos fi­nan­cei­ros no mun­do to­do à elei­ção de Do­nald Trump à pre­si­dên­cia dos EUA foi ime­di­a­ta, com Bol­sas em que­da e o dó­lar em al­ta di­an­te de mo­e­das de paí­ses emer­gen­tes. No en­tan­to, o tom mais con­ci­li­a­dor ado­ta­do pe­lo re­pu­bli­ca­no após a vi­tó­ria sur­pre­en­den­te so­bre Hil­lary Clin­ton ame­ni­zou as pre­o­cu­pa­ções.

No Bra­sil, o Ibo­ves­pa caiu 1,4%, a 63.258 pon­tos, após ter per­di­do 3,7% no pi­or mo­men­to do dia. Já o dó­lar su­biu 1,33%, a R$ 3,21 na ven­da, de­pois de ba­ter R$ 3,25 na má­xi­ma, com al­ta de 2,61%.

“O mer­ca­do con­ti­nua cau­te­lo­so, mas não es­tá ven­do a si­tu­a­ção tão ruim co­mo se es­pe­ra­va. O dis­cur­so (de Trump) foi cen­tra­do, bem ob­je­ti­vo, sem o que ele fa­la­va du­ran­te a elei­ção”, dis­se à Reu­ters o ana­lis­ta da Cle­ar Cor­re­to­ra Rapha­el Fi­gue­re­do.

Os in­ves­ti­do­res de­vem per­ma­ne­cer aten­tos até en­ten­der o que de fa­to o pre­si­den­te elei­to vai co­lo­car em prá­ti­ca das pro­pos­tas ra­di­cais que anun­ci­ou em sua cam­pa­nha.

Um tom mais pro­te­ci­o­nis­ta no co­mér­cio ex­te­ri­or, por exem­plo, te­rá efei­tos ne­ga­ti­vos pa­ra os mer­ca­dos emer­gen­tes, in­cluin­do o Bra­sil.

“Um dos se­to­res que po­de­rá ser mais afe­ta­do é o dos pro­du­tos agrí­co­las. Além dis­so, es­sa po­lí­ti­ca pro­te­ci­o­nis­ta atin­gi­rá to­do o mun­do, com efei­tos di­re­tos no co­mér­cio in­ter­na­ci­o­nal, po­den­do fa­zer com que mais paí­ses par­tam pa­ra es­sa prá­ti­ca”, diz Ma­nu­el Fur­ri­e­la, co­or­de­na­dor do cur­so de Re­la­ções In­ter­na­ci­o­nais da FMU.

Um fa­tor que po­de be­ne­fi­ci­ar o Bra­sil no mé­dio pra­zo é a bus­ca por al­ter­na­ti­vas ao Mé­xi­co, país na li­nha de fren­te dos emer­gen­tes com mais ex­po­si­ção aos EUA. A Bol­sa me­xi­ca­na caiu on­tem mais de 2%, en­quan­to o pe­so che­gou a per­der 13%.

A vi­tó­ria de Trump também jo­ga dú­vi­das so­bre a per­cep­ção de que o Fed vai ele­var a ta­xa de ju­ros. Ele também tem acu­sa­do o ban­co cen­tral dos EUA de man­ter os ju­ros bai­xos pa­ra aju­dar Oba­ma, e in­di­cou que po­de subs­ti­tuir Ja­net Yel­len após o fi­nal do man­ta­do de­la em 2018. Leia mais so­bre as elei­ções nas pá­gi­nas 10 e 11.

“O Bra­sil es­tá pre­pa­ra­do pa­ra li­dar com qual­quer vo­la­ti­li­da­de dos mer­ca­dos re­sul­tan­te das elei­ções pre­si­den­ci­ais nos Es­ta­dos Uni­dos” MI­NIS­TRO DA FA­ZEN­DA, HEN­RI­QUE MEI­REL­LES

“Es­ta­mos acom­pa­nhan­do os mer­ca­dos glo­bais e do Bra­sil e, ca­so ne­ces­sá­rio, to­ma­re­mos as me­di­das ade­qua­das” PRE­SI­DEN­TE DO BAN­CO CEN­TRAL, ILAN GOLDFAJN

ME­NOR PAR­TI­CI­PA­ÇÃO AME­RI­CA­NA NA OTAN CONS­TRU­ÇÃO DE MU­RO NA FRON­TEI­RA COM MÉ­XI­CO ME­NOS RI­GOR NO CON­TRO­LE DE AR­MAS DOS CI­VIS TO­MA­DA DO PE­TRÓ­LEO DOS TER­RI­TÓ­RI­OS DO EI EXPULSÃO DOS IMI­GRAN­TES ILE­GAIS QUE­BRA DE ACOR­DOS CO­MER­CI­AIS QUE REDUZEM OS CUS­TOS DE IM­POR­TA­ÇÕES E EX­POR­TA­ÇÕES DESPREZO PE­LAS LEIS AM­BI­EN­TAIS

REU­TERS

As­sim que foi con­fir­ma­da a vi­tó­ria, Trump fez dis­cur­so con­ci­li­a­dor pa­ra acal­mar os mer­ca­dos mun­di­ais

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.