CLÁU­DIO HUM­BER­TO

Metro Brazil (ABC) - - Brasil - CLAUDIO.HUM­BER­TO @METROJORNAL.COM.BR

DE­LA­ÇÃO DA ODE­BRE­CHT ASSOMBRA ATÉ O STF. As pri­mei­ras in­for­ma­ções que che­ga­ram ao STF (Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral) so­bre o te­or da me­ga­de­la­ção dos exe­cu­ti­vos da Ode­bre­cht dei­xa­ram mi­nis­tros “par­ti­cu­lar­men­te pre­o­cu­pa­dos”, se­gun­do um de­les. Eles se pre­o­cu­pam com a es­ta­bi­li­da­de po­lí­ti­ca do país, de tão gra­ves e am­plas. O as­som­bro de­cor­re dos de­poi­men­tos pre­li­mi­na­res dos de­la­to­res, que fa­rão pa­re­cer “bo­ba­gem” o que foi re­ve­la­do até ago­ra.

SEM CHAN­CE DE ES­CA­PAR. As de­la­ções vão en­ri­que­cer os inqué­ri­tos aber­tos no STF com pro­vas ro­bus­tas, sem dei­xar dú­vi­das quan­to à con­de­na­ção dos in­ves­ti­ga­dos.

NÃO FI­CA UM, MEU IRMÃO. A im­pres­são que se tem, na for­ça-ta­re­fa da La­va Ja­to, é exa­ge­ra­da: “Não vai so­brar nin­guém na clas­se po­lí­ti­ca”, diz um dos in­ves­ti­ga­do­res.

ES­PE­LHO MEU. Es­ta co­lu­na in­for­mou pri­mei­ro, há 8 me­ses, o iní­cio da pe­no­sa ne­go­ci­a­ção da de­la­ção de Mar­ce­lo Ode­bre­cht e de seus exe­cu­ti­vos.

GIL USOU A LEI ROUANET PA­RA UMA FESTA PRI­VA­DA. Na in­ves­ti­ga­ção so­bre a uti­li­za­ção dos fa­vo­res da Lei Rouanet de in­cen­ti­vo cul­tu­ral, a CPI da Câ­ma­ra tem iden­ti­fi­ca­do o pri­vi­lé­gio de ar­tis­tas li­ga­dos ao PT ou aos go­ver­nos Lu­la e Dil­ma. O ex-mi­nis­tro da Cul­tu­ra Gil­ber­to Gil, por exem­plo, cap­tou R$ 800 mil pa­ra um even­to pri­va­do pa­tro­ci­na­do pe­la Nex­tel “só pa­ra con­vi­da­dos”, co­mo a pró­pria em­pre­sa ad­mi­tiu. A be­nes­se é ve­da­da pe­lo ar­ti­go 2º da Lei Rouanet.

ACES­SO LI­MI­TA­DO. Após mais uma in­va­são do ple­ná­rio, ago­ra por su­pos­tos ín­di­os, o pre­si­den­te da Câ­ma­ra, Rodrigo Maia, fi­nal­men­te pre­ten­de di­fi­cul­tar o aces­so. Mas fal­ta pu­nir os de­pu­ta­dos que fa­vo­re­cem a in­va­são.

SOR­TE LAN­ÇA­DA. Re­nan Ca­lhei­ros co­me­mo­rou ce­do o pe­di­do de vis­tas do mi­nis­tro Di­as Tof­fo­li (STF): co­me­ça a de­ci­dir no dia 1º se acei­ta de­nún­cia con­tra ele no ca­so Mô­ni­ca Ve­lo­so. Se vi­rar réu, dei­xa­rá a pre­si­dên­cia do Se­na­do an­tes do fim do man­da­to, den­tro de 68 di­as.

“O DIS­CUR­SO DE ANIS­TIA SE RE­FE­RE AOS OU­TROS CRI­MES” RODRIGO JA­NOT (PGR) LEM­BRA QUE EM “CAI­XA 2”, LEIAM-SE SONEGAÇÃO, COR­RUP­ÇÃO, ETC

| MAR­CE­LO CA­MAR­GO/AGÊN­CIA BRASIL

Rodrigo Maia

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.