JOANNA MA­RA­NHÃO

Na­da­do­ra, que dis­pu­tou três pro­vas na Rio 2016, faz um ba­lan­ço do ano olím­pi­co em en­tre­vis­ta ao Metro Rio. Ela re­ve­la que exis­tem ori­en­ta­ções pa­ra que atle­tas não se po­si­ci­o­nem pu­bli­ca­men­te so­bre ques­tões po­lí­ti­cas

Metro Brazil (ABC) - - Esporte -

‘PRÓ­XI­MO CI­CLO SE­RÁ DE IN­CER­TE­ZAS’

Vo­cê dis­pu­tou três pro­vas na Rio 2016, mas não con­se­guiu me­da­lhas. Qual é o seu ba­lan­ço do ano olím­pi­co? De bom, fi­ca o co­nhe­ci­men­to que o gran­de pú­bli­co pô­de ter do des­por­to de al­to ren­di­men­to. Dos atle­tas, que são mui­to di­fe­ren­tes dos jo­ga­do­res de fu­te­bol, mas ma­tam um leão por dia. O pú­bli­co bra­si­lei­ro deu um show nes­se que­si­to, apoi­an­do to­dos os atle­tas, in­de­pen­den­te­men­te se ti­nham chan­ces ou não. De ne­ga­ti­vo, fi­cou quem usa o es­por­te pa­ra lu­crar, os car­to­las e os des­vi­os de ver­bas. Sem fa­lar do trans­tor­no pa­ra mo­ra­do­res ao lon­go da pre­pa­ra­ção, a de­sa­pro­pri­a­ção de quem mo­ra­va per­to do Par­que Olím­pi­co. É a ma­qui­a­gem fei­ta nas ci­da­des-se­de. Mui­tos con­si­de­ra­ram o de­sem­pe­nho da na­ta­ção bra­si­lei­ra abai­xo do es­pe­ra­do. Con­cor­da com a ava­li­a­ção? Con­cor­do, na­da­mos mal de um mo­do ge­ral. Se ti­vés­se­mos con­quis­ta­do uma me­da­lha, tu­do que foi fei­to de er­ra­do te­ria si­do mas­ca­ra­do. A na­ta­ção bra­si­lei­ra só vai melhorar de ver­da­de quan­do pa­ra­rem com es­se in­ves­ti­men­to vol­ta­do ape­nas aos atle­tas do to­po. Ha­ve­rá mi­gra­ção dos pa­tro­cí­ni­os aos es­por­tes? O Bra­sil não tra­ba­lhou a mas­si­fi­ca­ção do des­por­to olím­pi­co, o tra­ba­lho foi de apoio in­con­di­ci­o­nal aos atle­tas que eram po­ten­ci­ais me­da­lhis­tas. Is­so não dei­xa le­ga­do. O pró­xi­mo ci­clo se­rá de in­cer­te­zas. Pou­cos atle­tas se po­si­ci­o­nam so­bre ques­tões so­ci­ais. Por que is­so acon­te­ce? So­mos en­si­na­dos, des­de o iní­cio, que atle­ta não fa­la, que atle­ta só trei­na. Não dei­xo de cum­prir meu pa­pel por­que es­tu­do e leio so­bre ques­tões so­ci­ais no Bra­sil. Uma coi­sa não ex­clui a ou­tra. En­tão, co­mo ava­li­ar es­se 2016 po­li­ti­ca­men­te? Con­ti­nuo sen­do con­tra a for­ma co­mo o im­pe­a­ch­ment foi con­du­zi­do. É tris­te ver di­rei­tos con­quis­ta­dos com mui­to su­or sen­do re­ti­ra­dos do po­vo. O go­ver­no do PT fez ali­an­ças ma­lig­nas pa­ra se man­ter no po­der e pa­gou um pre­ço ca­ro por is­so. Só con­si­go pen­sar na ne­ces­si­da­de de uma re­for­ma po­lí­ti­ca. METRO RIO

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.