FOR­ÇACHA­PE

Cor­ren­te de so­li­da­ri­e­da­de em tor­no da Cha­pe­co­en­se se es­pa­lha pe­lo mun­do após o trá­gi­co aci­den­te aé­reo na Colôm­bia que dei­xou 71 mor­tos en­tre jo­ga­do­res, mem­bros da co­mis­são téc­ni­ca, jor­na­lis­tas e tri­pu­lan­tes da com­pa­nhia bo­li­vi­a­na LaMia; seis so­bre­vi­ve­ram,

Metro Brazil (ABC) - - Front Page - Acom­pa­nhe to­das as no­vi­da­des no

O dia 29 de no­vem­bro de 2016 se­rá lem­bra­do co­mo o dia da mai­or tra­gé­dia da his­tó­ria da ci­da­de de Cha­pe­có (SC) e do es­por­te bra­si­lei­ro. O avião que trans­por­ta­va 47 in­te­gran­tes da de­le­ga­ção da Cha­pe­co­en­se para a pri­mei­ra par­ti­da da fi­nal da Co­pa Sul-Ame­ri­ca­na con­tra o Atlé­ti­co Na­ci­o­nal, além de 21 pro­fis­si­o­nais de im­pren­sa que co­bri­ri­am o even­to e 9 tri­pu­lan­tes, se aci­den­tou du­ran­te um pou­so for­ça­do na ma­dru­ga­da des­ta ter­ça-fei­ra na re­gião de An­tió­quia, na Colôm­bia, dei­xan­do 71 mor­tos. Ape­nas 6 pes­so­as so­bre­vi­ve­ram, sen­do 3 jo­ga­do­res, ain­da in­ter­na­dos em es­ta­do gra­vís­si­mo.

O De­par­ta­men­to de Avi­a­ção Ci­vil da Colôm­bia en­cer­rou as bus­cas e di­vul­gou o ba­lan­ço no iní­cio da noi­te. De acor­do com o relatório, 70% dos cor­pos fo­ram en­con­tra­dos na fu­se­la­gem do avião e 30% no ter­re­no ao re­dor, in­cluin­do os seis so­bre­vi­ven­tes.

São eles o go­lei­ro Foll­mann, o la­te­ral Alan Rus­chel e o za­guei­ro Ne­to, além do jor­na­lis­ta Ra­fa­el Hen­zel e dos aten­den­tes de voo Xi­me­na Suá­rez e Erwin Tu­mi­ri. O go­lei­ro Da­ni­lo ain­da foi resgatado com vi­da, mas não re­sis­tiu aos fe­ri­men­tos e mor­reu ho­ras de­pois. To­dos fo­ram le­va­dos para hos­pi­tais da re­gião.

De acor­do com in­for­ma­ções do ae­ro­por­to Jo­sé Ma­ria Cór­do­va, em Me­del­lín, que se­ria o des­ti­no do voo, a ae­ro­na­ve per­deu con­ta­to com a tor­re de con­tro­le às 21h33 (0h33 de Bra­sí­lia) e caiu às 22h15 (01h15 de Bra­sí­lia).

O lo­cal do aci­den­te, uma re­gião de ser­ra de di­fí­cil aces­so, além da chu­va e da bai­xa tem­pe­ra­tu­ra no mo­men­to – 5ºC du­ran­te a ma­dru­ga­da –, di­fi­cul­ta­ram o res­ga­te. Com au­xí­lio de veí­cu­los com tra­ção 4x4 e de dois he­li­cóp­te­ros da for­ça aé­rea do país, as bus­cas co­me­ça­ram, mas ti­ve­ram que ser in­ter­rom­pi­das e re­to­ma­das ao ama­nhe­cer. Ne­to foi o úni­co en­con­tra­do vi­vo na se­gun­da par­te dos tra­ba­lhos.

Os mo­ti­vos do aci­den­te se­rão in­ves­ti­ga­dos a par­tir das du­as cai­xas-pre­tas já en­con­tra­das. No úl­ti­mo con­ta­to do pi­lo­to com a tor­re, ele re­por­tou si­tu­a­ção de emer­gên­cia e que a ae­ro­na­ve da em­pre­sa bo­li­vi­a­na LaMia te­ria so­fri­do uma pa­ne elé­tri­ca.

Mas uma no­va hi­pó­te­se sur­giu no fi­nal do dia: fal­ta de com­bus­tí­vel. Em entrevista à TV co­lom­bi­a­na “Ca­ra­col”, o pre­si­den­te da As­so­ci­a­ção de Avi­a­do­res Ci­vis da Colôm­bia, Jai­me Al­ber­to Si­er­ra, ex­pli­cou o que le­vou a es­ta su­po­si­ção. A que­da foi a 30 km do ae­ro­por­to.

“O que se sa­be é que o pi­lo­to pe­diu pri­o­ri­da­de para ater­ris­sar, mas ha­via um avião da ‘Vi­va Co­lom­bia’ com pou­co com­bus­tí­vel e es­ta­va em emer­gên­cia, por­tan­to ti­nha pri­o­ri­da­de em re­la­ção à emer­gên­cia do avião que de­sa­pa­re­ceu. Com a es­pe­ra, po­de ter ha­vi­do pa­ne se­ca já que o avião não tem um re­ser­va­tó­rio com ca­pa­ci­da­de mui­to gran­de”, dis­se.

No ra­dar por sa­té­li­te di­vul­ga­do pe­lo ae­ro­por­to, é possível per­ce­ber que dois aviões vo­a­vam bem pró­xi­mos ao lo­cal da que­da, e que a ae­ro­na­ve que trans­por­ta­va os bra­si­lei­ros deu vol­tas no ar es­pe­ran­do au­to­ri­za­ção para ater­ris­sar. Não deu tempo.

ME­TRO

Tor­ce­do­res reu­ni­dos on­tem em Cha­pe­có (SC)

| FREDY BUILES/REUTERS

Re­gião do aci­den­te, de di­fí­cil aces­so, di­fi­cul­tou as bus­cas

| REPRODUÇÃO | GUIL­LER­MO OSSA/REUTERS

Cai­xas-pre­tas fo­ram en­con­tra­das na tar­de de on­tem Alan Rus­chel foi o pri­mei­ro a ser resgatado

| REPRODUÇÃO

Erwin foi um dos seis so­bre­vi­ven­tes

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.