Comércio re­a­ni­ma ge­ra­ção de em­pre­go

Ta­xa de de­sem­pre­go caiu em ou­tu­bro e al­can­çou 15,5%; in­dús­tria, po­rém, con­ti­nua a de­mi­tir

Metro Brazil (ABC) - - Front Page - ALES­SAN­DRO VALLE/ABCDIGIPRESS VA­NES­SA SELICANI

O em­pre­go no ABC vol­tou a res­pi­rar no mês de ou­tu­bro após um lon­go pe­río­do de al­tas ta­xas de de­sem­pre­go e le­ve re­cu­pe­ra­ção mo­ti­va­da por per­da da PEA (Po­pu­la­ção Eco­no­mi­ca­men­te Ati­va).

Da­dos da PED (Pes­qui­sa de Em­pre­go e De­sem­pre­go) so­bre ou­tu­bro mos­tram re­cuo da ta­xa de de­sem­pre­go. Ela foi es­ti­ma­da em 15,5% no mês, an­te 16% em se­tem­bro. Em maio, o ín­di­ce al­can­ça­va 17,1%, mai­or va­lor do ano.

A pes­qui­sa, di­vul­ga­da on­tem pe­lo Con­sór­cio In­ter­mu­ni­ci­pal do ABC, é re­a­li­za­da em par­ce­ria en­tre a Fun­da­ção Se­a­de e o Di­e­e­se e tem co­mo ba­se en­tre­vis­tas com mo­ra­do­res da re­gião.

A re­a­ção na ta­xa é mo­ti­va­da pe­la ge­ra­ção de em­pre­gos na re­gião, que te­ve sal­do de 23 mil pos­tos. Os res­pon­sá­veis pe­la boa no­tí­cia fo­ram os se­to­res de comércio, com cri­a­ção de 15 mil va­gas, e ser­vi­ços, com mais 14 mil. O re­sul­ta­do pa­ra o mês só não foi me­lhor por­que as in­dús­tria ain­da de­mi­te. Ela fe­chou no pe­río­do 11 mil pos­tos de tra­ba­lho. No mes­mo pe­río­do, a PEA ga­nhou 19 mil pes­so­as. Na pes­qui­sa so­bre se­tem­bro, a for­ça de tra­ba­lho ha­via re­cu­a­do em 13 mil pes­so­as por con­ta da de­sis- tên­cia de mui­ta gen­te can­sa­da de pro­cu­rar por va­gas.

O eco­no­mis­ta do Di­e­e­se Cesar An­da­ku afir­ma que a re­cu­pe­ra­ção do em­pre­go em ou­tu­bro é mo­ti­va­da pe­las con­tra­ta­ções pa­ra as ven­das de Na­tal. “Com ex­ce­ção de 2014, por con­ta do iní­cio da cri­se, o com­por­ta­men­to do em­pre­go nes­te pe­río­do é pa­re­ci­do a ou­tros anos pa­ra ser­vi­ços e comércio, prin­ci­pal­men­te no se­tor da ali­men­ta­ção. Mas a in­dús­tria não de­ve­ria es­tar per­den­do va­gas. O que ve­mos são as gran­des em­pre­sas se­gu­ran­do os em­pre­gos, mas as me­no­res que de­pen­dem da pro­du­ção de­mi­tin­do”, afir­mou.

A que­da nos pos­tos in­dus­tri­ais, tra­di­ci­o­nal­men­te com me­lhor re­mu­ne­ra­ção, te­ve im­pac­to na re­du­ção dos ren­di­men­tos mé­di­os dos as­sa­la­ri­a­dos na re­gião. De acor­do com a pes­qui­sa, que me­de sem­pre os da­dos de um mês an­tes, o tra­ba­lha­dor da re­gião re­ce­bia em mé­dia R$ 2.134 em se­tem­bro, 2,1% me­nos que no pe­río­do an­te­ri­or.

Comércio no Bou­le­vard Itam­bé, em San­to An­dré, pre­pa­ra­do pa­ra as ven­das de Na­tal

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.