Trem ex­pres­so agra­da pas­sa­gei­ros no ABC

No­vo ser­vi­ço en­cur­tou vi­a­gens en­tre San­to An­dré e Ta­man­du­a­teí; tem­po de es­pe­ra ge­ra quei­xas

Metro Brazil (ABC) - - Front Page -

A CPTM (Com­pa­nhia Pau­lis­ta de Trens Me­tro­po­li­ta­nos) inau­gu­rou on­tem o trem ex­pres­so, que li­ga as es­ta­ções San­to An­dré e Ta­man­du­a­teí, na ca­pi­tal, com pa­ra­da ape­nas em São Ca­e­ta­no. A re­por­ta­gem tes­tou o ser­vi­ço du­ran­te a ma­nhã. As vi­a­gens cum­pri­ram a pro­mes­sa de ra­pi­dez, mas o tem­po de in­ter­va­lo en­tre uma lo­co­mo­ti­va e ou­tra é gran­de.

A no­va li­nha fun­ci­o­na de se­gun­da a sex­ta, das 6h às 9h, e das 16h às 19h. Ca­da vi­a­gem du­ra oi­to mi­nu­tos - me­ta­de do tem­po do trem co­mum. Mas o in­ter­va­lo en­tre as com­po­si­ções é ex­ten­so: 30 mi­nu­tos, o do­bro de tem­po de es­pe­ra pa­ra um con­ven­ci­o­nal. Ao to­do, são fei­tas 14 vi­a­gens por dia se­te em ca­da pe­río­do.

A re­por­ta­gem es­te­ve nos trens que par­ti­ram às 8h e às 8h30 e foi da es­ta­ção San­to An­dré até Ta­man­du­a­teí. Di­ver­sas pes­so­as ti­ra­vam dú­vi­das com a equi­pe téc­ni­ca da CPTM. Si­nais so­no­ros com ex­pli­ca­ções tam­bém fo­ram re­gu­lar­men­te emi­ti­dos. As lo­co­mo­ti­vas, ape­sar de chei­as, es­ta­vam com flu­xo me­nor do que o ha­bi­tu­al pa­ra o ho­rá­rio. Se­gun­do a CPTM, cer­ca de 12,5 mil pes­so­as uti­li­za­ram o ser­vi­ço na ma­nhã de on­tem.

As pla­ta­for­mas fo­ram di­vi­di­das por des­ti­nos. Du­as com o trem re­gu­lar, que vai pa­ra o Brás com pa­ra­da em to­das as es­ta­ções, a pla­ta­for­ma qua­tro ape­nas pa­ra o ex­pres­so, além de ou­tra pla­ta­for­ma com des­ti­no a Rio Gran­de da Ser­ra.

O ser­vi­ço foi apro­va­do pe­los usuá­ri­os e há qu­em te­nha mu­da­do sua ro­ta pa­ra uti­li­zar o ex­pres­so. É o ca­so do web­sig­ner Wes­ley Her­nan­des, 27 anos, que cos­tu­ma pe­gar o co­le­ti­vo na es­ta­ção Pre­fei­to Sa­la­di­no. “O trem nor­mal le­va 20 mi­nu­tos, mas vem cheio, já le­vei uma ho­ra pa­ra ir até o Ta­man­du­a­teí. Pa­ra mim, com­pen­sa vol­tar até a es­ta­ção San­to An­dré pa­ra pe­gar o ex­pres­so e fa­zer a vi­a­gem mui­to mais rá­pi­da. Te­ve qua­li­da­de de me­trô”, re­la­tou.

O trem uti­li­za­do pa­ra o ex­pres­so foi fa­bri­ca­do em 2000 e é mais an­ti­go do que a fro­ta re­gu­lar. Ele tem oi­to va­gões e ca­pa­ci­da­de pa­ra trans­por­tar até 2 mil pes­so­as.

Após as vi­a­gens nos trens ex­pres­sos, a re­por­ta­gem tam­bém uti­li­zou um trem re­gu­lar por vol­ta das 9h pa­ra o mes­mo des­ti­no. O tem­po de vi­a­gem se es­ten­deu pa­ra 14 mi­nu­tos. O trem, mes­mo fo­ra de ho­rá­rio de pi­co, es­ta­va mais cheio que os ex­pres­sos em ho­rá­ri­os de mo­vi­men­to e ti­nha vá­ri­os am­bu­lan­tes que tran­si­ta­vam de va­gão em va­gão.

Pa­ra a cui­da­do­ra de ido­sos Idi­nal­va da Cos­ta, 44 anos, que não uti­li­za o ex­pres­so, vi­a­jar de trem não cos­tu­ma ser agra­dá­vel. “Pe­la ho­ra que o ex­pres­so pas­sa, não com­pen­sa pa­ra mim. Te­nho que pe­gar trem lo­ta­do, su­jo, de­mo­ra­do e cheio de am­bu­lan­te.”

Em no­ta, a CPTM in­for­mou que o au­men­to no nú­me­ro de vi­a­gens ex­pres­sas de­pen­de­rá de ava­li­a­ção so­bre a de­man­da. Além dis­so, se­rá fei­ta re­no­va­ção da fro­ta e a li­nha 10-Tur­que­sa re­ce­be­rá no­vos trens que “subs­ti­tui­rão as com­po­si­ções atu­ais que pos­su­em seis car­ros, au­men­tan­do a ofer­ta de lu­ga­res e o con­for­to dos pas­sa­gei­ros.”

ME­TRO ABC

| ALES­SAN­DRO VALLE/ABCDIGIPRESS

No­vo ser­vi­ço da CPTM re­ce­beu 12,5 mil pes­so­as na ma­nhã de on­tem

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.