‘O Fi­lho Eter­no’ emo­ci­o­na com his­tó­ria so­bre Down

Ba­se­a­do em best­sel­ler au­to­bi­o­grá­fi­co de Cris­tó­vão Tez­za, lon­ga apre­sen­ta Marcos Veras e Dé­bo­ra Fa­la­bel­la no elen­co

Metro Brazil (ABC) - - Cultura -

Mais do que tra­tar das di­fi­cul­da­des de cri­ar uma cri­an­ça com Sín­dro­me de Down, “O Fi­lho Eter­no”, que es­treia ho­je, traz à to­na as ques­tões que en­vol­vem qual­quer re­la­ção en­tre pai e fi­lho. Di­ri­gi­da por Pau­lo Machline, de “Na­ti­mor­to” (2009), a pro­du­ção é ba­se­a­da no li­vro homô­ni­mo de Cris­tó­vão Tez­za.

“O fil­me mos­tra um pai com ati­tu­des ques­ti­o­ná­veis, mas não fi­ze­mos de­le um vi­lão, que­ría­mos dis­cu­tir as di­fi­cul­da­des da pa­ter­ni­da­de e co­mo um ser hu­ma­no po­de mu­dar e en­ten­der que po­de amar seu fi­lho. Eu não sou pai e a his­tó­ria me to­cou em lu­ga­res que eu nem sa­bia que exis­ti­am”, diz o

“Mer­gu­lhar nes­se uni­ver­so que era des­co­nhe­ci­do pa­ra mim, a Sín­dro­me de Down, foi uma be­la for­ma de fa­zer ci­ne­ma.” PAU­LO MACHLINE, DI­RE­TOR

ator Marcos Veras, que vi­ve Ro­ber­to um es­cri­tor em iní­cio de carreira.

O fil­me se pas­sa nos anos 1980, épo­ca ain­da ne­bu­lo­sa em re­la­ção a in­for­ma­ções so­bre cri­an­ças com Sín­dro­me de Down.

O per­so­na­gem de Veras vê sua vi­da pro­fis­si­o­nal e con­ju­gal ao la­do da jor­na­lis­ta Cláu­dia (Dé­bo­ra Fa­la­bel­la) vi­rar um ver­da­dei­ro ca­os en­quan­to seu fi­lho Fabrício (Pe­dro Vi­ni­cius) cres­ce. Com le­ve­za e sem ape­lar pa­ra me­lo­dra­mas, a trama emo­ci­o­na por tra­tar uma questão uni­ver­sal: a re­la­ção pa­ter­nal.

“To­das as ce­nas fo­ram to­can­tes e emo­ci­o­nan­tes. Não sei se é por eu ser mãe, mas de­sen­vol­vi uma li­ga­ção mui­to afe­ti­va com es­se fil­me”, con­ta Dé­bo­ra. ME­TRO RIO

| DIVULGAÇÃO

Lon­ga mar­ca es­treia do me­ni­no Pe­dro Vi­ní­cius co­mo ator

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.