‘Pi­or mo­men­to da his­tó­ria’

De vol­ta aos trei­nos após sus­to no clás­si­co con­tra o Pal­mei­ras, o ata­can­te Lucas Prat­to dis­se que en­ten­de pro­tes­tos da tor­ci­da são-pau­li­na, que pi­chou mu­ro do CT da Bar­ra Fun­da, e que ti­me pre­ci­sa apren­der a se de­fen­der

Metro Brazil (ABC) - - Esporte -

O ata­can­te Lucas Prat­to vol­tou a tra­ba­lhar on­tem, após o sus­to que pas­sou na par­ti­da con­tra o Pal­mei­ras, no úl­ti­mo do­min­go. Po­rém, o as­sun­to de sua con­ver­sa com a im­pren­sa não foi o pe­río­do na UTI após a pan­ca­da com Her­na­nes, mas a si­tu­a­ção de­li­ca­da do São Pau­lo no Cam­pe­o­na­to Bra­si­lei­ro.

Tor­ce­do­res pi­cha­ram o mu­ro do CT da Bar­ra Fun­da com a fra­se “Nós apoi­a­mos, mas a pa­ci­ên­cia aca­bou”, em re­fe­rên­cia à cam­pa­nha pí­fia do ti­me na com­pe­ti­ção, em pe­núl­ti­mo lu­gar, e o ar­gen­ti­no evi­tou cri­ti­car a ma­ni­fes­ta­ção.

“A tor­ci­da es­tá com to­do di­rei­to de pro­tes­tar. Acho que o ti­me es­tá no pi­or mo­men­to da sua his­tó­ria, em ter­mos es­por­ti­vos. En­tão, eles es­tão em seu di­rei­to e nós te­mos de tra­ba­lhar pa­ra sair des­sa si­tu­a­ção. Va­mos se­guir tra­ba­lhan­do pa­ra ga­nhar a mai­or par­te dos jo­gos pos­sí­vel pa­ra fi­car em uma si­tu­a­ção mais tran­qui­la”, dis­se.

A tor­ci­da são-pau­li­na tem apoi­a­do o ti­me. Os três mai­o­res re­cor­des de pú­bli­co do cam­pe­o­na­to são do Tri­co­lor, am­bos com mais de 50 mil pa­gan­tes. Além dis­so, no trei­na­men­to aber­to do úl­ti­mo sá­ba­do, no Mo­rum­bi, qua­se 20 mil pes­so­as fo­ram ao es­tá­dio in­cen­ti­var os jo­ga­do­res.

Prat­to ain­da en­fa­ti­zou que o ti­me pre­ci­sa se cui­dar mais na par­te de­fen­si­va. “Pre­ci­sa­mos ser um ti­me mais só­li­do, que não so­fra tan­to ca­da vez que o ri­val nos ata­ca. Te­mos de con­ti­nu­ar fa­zen­do as coi­sas bem no ata­que, por­que o ti­me es­tá mar­can­do um ou dois gols por jo­go. Is­so é bom. Te­mos de me­lho­rar co­le­ti­va­men­te, o com­por­ta­men­to de­fen­si­vo ge­ral”.

Sem sus­tos De vol­ta aos trei­nos, Prat­to fez ape­nas trei­nos le­ves no Ref­fis e ho­je se­rá sub­me­ti­do a tes­tes neu­ro­ló­gi­cos. A pre­vi­são é que se­ja li­be­ra­do pa­ra trei­nar com bo­la na se­gun­da. O São Pau­lo vol­ta a cam­po ape­nas no dia 9, no Mo­rum­bi, con­tra a Pon­te Pre­ta. METRO

“A tor­ci­da es­tá no di­rei­to de pro­tes­tar. Acho que o ti­me es­tá no pi­or mo­men­to da his­tó­ria, em ní­vel es­por­ti­vo. En­tão, tor­ce­do­res têm to­do o di­rei­to. Nós te­mos de tra­ba­lhar pa­ra mu­dar es­sa si­tu­a­ção.” LUCAS PRAT­TO, ATA­CAN­TE DO SÃO PAU­LO

| MAR­CEL­LO FIM/RAW IMAGE/FOLHAPRESS

Prat­to em co­le­ti­va no CT da Bar­ra Fun­da

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.