Pro­je­to quer li­be­rar al­ta de pla­no de saú­de pa­ra idosos

Em re­gi­me de ur­gên­cia. Co­mis­são na Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos agre­ga cer­ca de 150 itens em um tex­to que de­pu­ta­dos pre­ten­dem vo­tar já no mês que vem; a prin­ci­pal al­te­ra­ção é per­mi­tir au­men­tos pa­ra quem tem mais de 60 anos, o que hoje é ve­ta­do pe­lo Es­ta­tu­to do Id

Metro Brazil (ABC) - - Front Page -

Na úl­ti­ma quin­ta-fei­ra, foi apre­sen­ta­do na Câ­ma­ra dos De­pu­ta­dos o re­la­tó­rio da pro­pos­ta que mu­da a le­gis­la­ção dos pla­nos de saú­de. Ela reú­ne 150 itens de ou­tras pro­pos­tas que já es­ta­vam tra­mi­tan­do no Con­gres­so, sem avan­çar. Ago­ra, os de­pu­ta­dos têm pres­sa, que­rem vo­tar es­sa pro­pos­ta já no mês que vem, em re­gi­me de ur­gên­cia. Há di­ver­sas al­te­ra­ções pre­vis­tas so­bre a for­ma co­mo os pla­nos de saú­de ope­ram atu­al­men­te. Po­rém, a que es­tá cau­san­do mais con­fu­são é a que tra­ta dos pla­nos pa­ra os idosos.

To­dos os pla­nos de saú­de co­bram su­as men­sa­li­da­des de acor­do com a fai­xa etá­ria dos usuá­ri­os. Os mais jo­vens pa­gam me­nos, os mais ve­lhos pa­gam mais. Acon­te­ce

“É ve­da­da a dis­cri­mi­na­ção do ido­so nos pla­nos de saú­de pela cobrança de va­lo­res di­fe­ren­ci­a­dos em ra­zão da ida­de” ART. 15, PAR. 3 DO ES­TA­TU­TO DO IDO­SO

que o Es­ta­tu­to do Ido­so não per­mi­te tra­ta­men­to di­fe­ren­ci­a­do a quem tem 60 anos de ida­de ou mais. As­sim, pe­las re­gras de hoje (e pa­ra “dri­blar” o Es­ta­tu­to do Ido­so), os pla­nos de saú­de aumentam a men­sa­li­da­de de uma só vez quan­do o usuá­rio che­ga aos 59 anos.

O “tru­que”, po­rém, tem fei­to com que mui­tos bus­quem a Jus­ti­ça con­tra o au­men­to con­si­de­ra­do “abu­si­vo”. Le­van­ta­men­to do Idec (Ins­ti­tu­to de De­fe­sa do Con­su­mi­dor) apon­ta que des­de 2013, a Jus­ti­ça já anu­lou 75% dos re­a­jus­tes.

Pela pro­pos­ta apre­sen­ta­da à Câ­ma­ra na se­ma­na pas­sa­da, em vez de ser co­bra­do de uma só vez aos 59 anos, o au­men­to vai sen­do apli­ca­do gra­da­ti­va­men­te de acor­do com o avan­ço da ida­de do ido­so, obe­de­cen­do ao te­to do va­lor da men­sa­li­da­de, que não po­de pas­sar de seis ve­zes o va­lor co­bra­do de quem tem até 18 anos de ida­de.

Is­so, se­gun­do seus au­to­res, se­ria bom pa­ra os pla­nos de saú­de, que fi­ca­ri­am li­vres dos pro­ces­sos e man­te­ri­am a ba­se de usuá­ri­os idosos, e, tam­bém, pa­ra os pró­pri­os idosos, que não le­va­ri­am mais a “pau­la­da” aos 59 anos.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.