Me­da­lha JK ga­nha tom mais po­lí­ti­co

Ho­me­na­gem. A um ano das elei­ções, go­ver­na­do­res e de­pu­ta­dos são es­co­lhi­dos pa­ra re­ce­be­rem a hon­ra­ria con­ce­di­da pe­lo go­ver­no do Es­ta­do. Al­guns são ci­ta­dos na La­va Ja­to

Metro Brazil (Belo Horizonte) - - Foco -

No ano pas­sa­do, atle­tas e me­da­lhis­tas olím­pi­cos di­vi­di­ram o pal­co na ci­da­de de Di­a­man­ti­na, no Va­le do Je­qui­ti­nho­nha, com o go­ver­na­dor Fernando Pi­men­tel pa­ra re­ce­ber a me­da­lha JK – hon­ra­ria con­ce­di­da des­de 1995 sem­pre no dia 12 de se­tem­bro, da­ta que mar­ca o nas­ci­men­to de Jus­ce­li­no Ku­bits­chek. Nes­te ano, eles da­rão es­pa­ço a go­ver­na­do­res, de­pu­ta­dos, pre­fei­tos e se­cre­tá­ri­os.

Pas­sa­das as Olim­pía­das, o even­to ga­nhou um tom mais po­lí­ti­co. Se no ano pas­sa­do a ho­me­na­gem abran­geu 16 pes­so­as do meio po­lí­ti­co, nes­te ano o nú­me­ro sal­tou pa­ra 34. En­tre eles es­tão go­ver­na­do­res, mem­bros da ba­se na As­sem­bleia Le­gis­la­ti­va de Mi­nas Ge­rais, se­cre­tá­ri­os de Es­ta­do, pre­fei­tos e a mu­lher do go­ver­na­dor, Ca­ro­li­na Pi­men­tel. Ela se­rá agra­ci­a­da pe­lo tra­ba­lho à fren­te do Ser­vas. Ao to­do, se­rão con­tem­pla­das 109 per­so­na­li­da­des.

Se­gun­do a Se­cre­ta­ria de Co­mu­ni­ca­ção do go­ver­no mi­nei­ro, o cri­té­rio pa­ra se­le­ção dos agra­ci­a­dos se­gue o mes­mo dos anos an­te­ri­o­res: A Gran­de Me­da­lha, des­ti­na­da a che­fes de Es­ta­do, re­pre­sen­tan­tes dos três po­de­res e ou­tras per­so­na­li­da­des de hi­e­rar­quia equi­va­len­te, en­quan­to a Me­da­lha de Hon­ra vai pa­ra ou­tras per­so­na­li­da­des.

In­ves­ti­ga­dos

Dos 11 go­ver­na­do­res que re­ce­be­rão a Gran­de Me­da­lha, qua­tro es­tão pre­sen­tes nas de­la­ções da Ode­bre­cht e são sus­pei­tos de re­ce­be­rem re­cur­sos da em­prei­tei­ra em tro­ca de fa­vo­res po­lí­ti­cos (Ro­bin­son Fa­ria, Tião Vi­a­na, Luiz Fernando Pe­zão e Rai­mun­do Co­lom­bo, além do pró­prio Pi­men­tel). To­dos são in­ves­ti­ga­dos por sus­pei­ta de cai­xa 2, e ne­gam as acu­sa­ções.

Além dis­so, ou­tros che­fes do Exe­cu­ti­vo en­fren­tam acu­sa­ções em ou­tras es­fe­ras da Jus­ti­ça. É o ca­so do go­ver­na­dor do Pa­rá, Si­mão Ja­te­ne (PSDB), que te­ve o man­da­to cas­sa­do pe­lo TRE em mar­ço des­te ano por abu­so de po­der. Em maio a de­ci­são foi sus­pen­sa pe­lo TSE.

Há tam­bém o ca­so dos man­da­tá­ri­os que não são ci­ta­dos, mas pos­su­em pes­so­as pró­xi­mas en­vol­vi­das em po­lê­mi­cas. No ca­so do tu­ca­no Pedro Ta­ques, do Ma­to Gros­so, seu pri­mo, Paulo Ta­ques, era se­cre­tá­rio-che­fe da Casa Ci­vil do Es­ta­do até que um es­que­ma de es­cu­tas te­lefô­ni­cas clan­des­ti­no re­ve­lou que ele mo­ni­to­ra­va a li­nha de uma ex-com­pa­nhei­ra.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.