De­fe­sa acu­sa PGR de agir com ‘fal­ta de le­al­da­de’

Metro Brazil (Brasilia) - - Foco - ME­TRO BRA­SÍ­LIA

A es­tra­té­gia da de­fe­sa dos de­la­to­res do gru­po JBS pa­re­ce ser ata­car o pro­cu­ra­dor-ge­ral da Re­pú­bli­ca, Ro­dri­go Ja­not. Em no­ta di­vul­ga­da on­tem, Antô­nio Carlos de Al­mei­da Cas­tro, o Ka­kay, no­vo ad­vo­ga­do de Jo­es­ley Ba­tis­ta, ale­gou que “os de­la­to­res ao as­si­na­rem a de­la­ção cum­pri­ram ri­go­ro­sa­men­te tu­do o que lhes era im­pos­to. Não po­de o Dr. Ja­not agir com fal­ta de le­al­da­de e, in­si­nu­ar que o acor­do de de­la­ção foi des­cum­pri­do”. Pa- ra o de­fen­sor, pos­sí­vel can­ce­la­men­to “le­va­rá a des­cren­ça e a fal­ta de cre­di­bi­li­da­de do ins­ti­tu­to da de­la­ção”.

O ad­vo­ga­do Mar­cel­lo Mil­ler, que tra­ba­lhou com Ja­not por três anos e dei­xou a PGR em abril des­te ano, tam­bém se de­fen­deu por no­ta di­vul­ga­da pa­ra a im­pren­sa. No tex­to, ele “re­pu­dia ve­e­men­te­men­te o con­teú­do fan­ta­si­o­so e ofen­si­vo das men­ções ao seu no­me nas gra­va­ções e rei­te­ra que ja­mais fez jo­go du­plo ou agiu con­tra a lei”.

Na no­ta, ele ale­ga ainda que não ti­nha con­ta­to com Ja­not nem atu­a­va na for­ça-ta­re­fa da Lava Jato des­de “pe­lo me­nos ou­tu­bro de 2016”.

Na sex­ta- fei­ra pas­sa­da, Mil­ler pres­tou de­poi­men­to por cer­ca de 10 ho­ras na se­de da PGR no Rio de Ja­nei­ro. Ja­not não in­for­mou se vai re­cor­rer e pe­dir de no­vo a pri­são do ex- pro­cu­ra­dor.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.