Edu­ca­ção e saú­de ba­tem a in­fla­ção

Ape­sar do IPCA abai­xo de 3%, re­a­jus­tes po­dem fi­car aci­ma dos 10%; en­ti­da­des afir­mam que in­de­xa­dor é ou­tro

Metro Brazil (Brasilia) - - Portada - METRO

En­quan­to a in­fla­ção se­gue em que­da, os bra­si­lei­ros con­ti­nu­am en­fren­tan­do re­a­jus­tes em ser­vi­ços de saú­de e men­sa­li­da­des es­co­la­res bem aci­ma da al­ta do ín­di­ce ge­ral de pre­ços. E a ex­pec­ta­ti­va, pe­lo me­nos no ca­so dos gas­tos com edu­ca­ção, é de au­men­tos ain­da mais ex­pres­si­vos no ano que vem.

No acu­mu­la­do em 12 me­ses até se­tem­bro, a in­fla­ção me­di­da pe­lo IPCA-15 che­gou a 2,56%, a me­nor ta­xa pa­ra o mês des­de 1998 (2,45%). O re­cuo da in­fla­ção é pu­xa­do prin­ci­pal­men­te por ali­men­tos e be­bi­das, que re­gis­tram que­da de 2,21% no pe­río­do.

Por ou­tro la­do, os pre­ços de ser­vi­ços de saú­de acu­mu­lam al­ta de 10,94%, qua­tro ve­zes a in­fla­ção. Sem con­ta­bi­li­zar os pla­nos de saú­de, o au­men­to é de 6,26%.

En­tre os gas­tos com edu­ca­ção, os cur­sos re­gu­la­res ti­ve­ram um au­men­to de 8,35% no pe­río­do. No ano que vem, em São Pau­lo, as men­sa­li­da­des es­co­la­res po­dem su­bir en­tre 4%e 8%, se­gun­do pre­vi­são do Si­e­e­esp (Sin­di­ca­to dos Es­ta­be­le­ci­men­tos de En­si­no do Es­ta­do de São Pau­lo).

No Dis­tri­to Fe­de­ral, os re­a­jus­tes pa­ra o pró­xi­mo ano de­ve­rão fi­car en­tre 5,5% a 12%, cal­cu­la a As­pa-DF (As­so­ci­a­ção de Pais e Alu­nos de Ins­ti­tui­ções de En­si­no do Dis­tri­to Fe­de­ral). Eco­no­mis­tas con­sul­ta­dos pe­lo Ban­co Cen­tral no bo­le­tim Fo­cus pro­je­tam que a in­fla­ção me­di­da pe­lo IPCA en­cer­re es­te ano em 3,08%.

Nes­te ano, a ANS (Agência Na­ci­o­nal de Saú­de) au­to­ri­zou um re­a­jus­te de até 13,55% pa­ra pla­nos mé­di­co- -hos­pi­ta­la­res in­di­vi­du­ais e fa­mi­li­a­res, per­cen­tu­al bem abai­xo dos 19,4% pe­di­dos pe­las ope­ra­do­ras. O au­men­to au­to­ri­za­do, no en­tan­to, é mais que o do­bro da in­fla­ção acu­mu­la­da em 2016, de 6,2%. No ca­os dos pla­nos co­le­ti­vos em­pre­sa­ri­ais, o re­a­jus­te é cal­cu­la­do com ba­se na li­vre ne­go­ci­a­ção.

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.