‘Es­co­la Sem Par­ti­do’ sai de pau­ta e se­rá qu­es­ti­o­na­do no MP

Após po­lê­mi­ca, lí­der de go­ver­no re­ti­ra pro­je­to que res­trin­ge atu­a­ção de pro­fes­sor em sa­la de au­la

Metro Brazil (Campinas) - - Front Page - TOTE NU­NES

O ple­ná­rio da Câ­ma­ra de Campinas apro­vou on­tem a re­ti­ra­da da ur­gên­cia do pro­je­to “Es­co­la Sem Par­ti­do” – que li­mi­ta a atu­a­ção do pro­fes­sor em sa­la de au­la – mas a po­lê­mi­ca em tor­no da pro­pos­ta es­tá lon­ge de aca­bar.

De au­to­ria do ve­re­a­dor Te­nen­te San­ti­ni (PSD), o pro­je­to de­ve­ria ser vo­ta­do on­tem em se­gun­do tur­no, mas com a re­ti­ra­da da ur­gên­cia, não há da­ta de­fi­ni­da pa­ra que vol­te à pau­ta.

O au­tor diz, no en­tan­to, que a re­ti­ra­da da ur­gên­cia vai per­mi­tir a re­a­li­za­ção de de­ba­tes pú­bli­cos e vol­ta­rá à pau­ta em pou­co tem­po.

“As­sim que a gen­te fi­zer as au­di­ên­ci­as e dis­cu­tir o pro­je­to com to­dos os in­te­res­sa­dos, vou vol­tar a pe­dir a ur­gên­cia”, avi­sou ele. “Es­tão di­zen­do que o pro­je­to saiu de pau­ta, mas is­so não é ver­da­de”, acres­cen­tou.

As­sim que a re­ti­ra­da da ur­gên­cia foi apro­va­da, o lí­der do go­ver­no na Câ­ma­ra, ve­re­a­dor Mar­cos Ber­nar­del­li (PSDB), pe­diu vis­tas ao pro­je- to. “O que que­re­mos a par­tir de ago­ra é dis­cu­tir a pro­pos­ta com par­cimô­nia”, dis­se Ber­nar­del­li.

“Va­mos cha­mar o au­tor, con­ver­sar com a ba­se e debate in­clu­si­ve o mé­ri­to, que é bas­tan­te dis­cu­tí­vel”, acres­cen­tou ele.

O ve­re­a­dor Gustavo Pet­ta (PC­doB), por sua vez, dis­se que vai re­cor­rer à Jus­ti­ça.

“Vou en­trar com re­pre­sen­ta­ção so­li­ci­tan­do a po­si­ção do Mi­nis­té­rio Pú­bli­co de São Paulo fren­te a in­cons­ti­tu­ci­o­na­li­da­de e me­di­das ca­bí­veis se hou­ver”, dis­se o ve- re­a­dor. Pa­ra Pet­ta, o pro­je­to “e cla­ra­men­te in­cons­ti­tu­ci­o­nal” e não po­de­ria ter si­do apro­va­do na Co­mis­são de Le­ga­li­da­de da Casa.

A ve­re­a­do­ra Ma­ri­a­na Con­ti (Psol) elo­gi­ou a re­ti­ra­da da ur­gên­cia. “Is­so só mos­tra que a tra­mi­ta­ção foi fei­ta de for­ma pre­ci­pi­ta­da”, dis­se.

Pa­ra Ma­ri­a­na – que te­ve um pro­je­to an­tagô­ni­co cha­ma­do de “Es­co­la Sem Cen­su­ra”, bar­ra­do pe­la Co­mis­são de Le­ga­li­da­de – o pro­je­to de San­ti­ni “con­tra­ria pa­râ­me­tros cons­ti­tu­ci­o­nais, agri­de a Lei de Di­re­tri­zes de Ba­ses da Edu­ca­ção e ofen­de a Lei Ma­ria da Pe­nha”, ar­gu­men­ta.

O pro­je­to apro­va­do na se­ma­na pas­sa­da proí­be o pro­fes­sor de emi­tir opi­nião pes­so­al so­bre fa­tos his­tó­ri­cos, ide­o­ló­gi­cos ou par­ti­dá­ri­os e es­ti­mu­lar es­tu­dan­tes a par­ti­ci­pa­rem de atos po­lí­ti­cos. Proí­be tam­bém se dis­cu­tir ide­o­lo­gia de gê­ne­ro.

| DENNY CESARE/CODIGO19/FOLHAPRESS

Pro­tes­to re­a­li­za­do on­tem na Câ­ma­ra

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.