Pla­no do PCJ pre­vê ri­os da re­gião ‘lim­pos’ até 2035

Agên­cia que re­gu­la o uso da água em Cam­pi­nas e re­gião tra­ça pla­no de re­cu­pe­ra­ção e tra­ta­men­to dos tre­chos das bacias que ain­da não atin­gi­ram qua­li­da­de mí­ni­ma para uso po­tá­vel. No to­tal, a re­gião con­ta com 15 mil quilô­me­tros de ri­os

Metro Brazil (Campinas) - - Primeira Página -

O Con­sór­cio PCJ (Ba­cia dos ri­os Pi­ra­ci­ca­ba, Ca­pi­va­ri e Jun­di­aí) con­vo­cou municípios, em­pre­sas e as­so­ci­a­dos da re­gião para de­ba­ter o ce­ná­rio atu­al dos ri­os da re­gião e tra­çar es­tra­té­gi­as para que to­dos os ri­os da re­gião al­can­cem, no mí­ni­mo, a clas­se 3 em 2035 – con­di­ção ne­ces­sá­ria para que a água se­ja usa­da para con­su­mo após pas­sar por tra­ta­men­to. Ho­je, vá­ri­os tre­chos na re­gião têm clas­se 4, im­pró­pria para con­su­mo.

O pla­no en­glo­ba 15 mil quilô­me­tros de ri­os, res­pon­sá­veis pe­lo abas­te­ci­men­to de cer­ca de R$ 3 mi­lhões de pes­so­as.

Para se che­gar ao ín­di­ce, a pro­pos­ta pre­vê am­pli­a­ção de ações de sa­ne­a­men­to básico, o que de­man­da­rá mais in­ves­ti­men­tos nes­sa área. O objetivo es­tá den­tro da atu­a­li­za­ção do Pla­no das Bacias PCJ, que bus­ca re­a­va­li­ar a con­di­ção das águas após even­tos ex­tre­mos, co­mo o lon­go pe­río­do de se­ca en­tre 2014 e 2015, prin­ci­pal­men­te.

A atu­a­li­za­ção já teve sua pri­mei­ra etapa fi­na­li­za­da, que é a ela­bo­ra­ção da pri­mei­ra ver­são do pla­no. Ago­ra, ain­da res­tam du­as eta­pas, que vão re­sul­tar em cin­co ca­der­nos te­má­ti­cos, que tra­rão ga­ran­tia do su­pri­men­to hí­dri­co, edu­ca­ção am­bi­en­tal, con­ser­va­ção e uso da água no meio ru­ral e re­cu­pe­ra­ção flo­res­tal, águas sub­ter­râ­ne­as e en­qua­dra­men­to dos cor­pos d’água su­per­fi­ci­ais.

En­tre as pri­o­ri­da­des para a me­lho­ra da qua­li­da­de da água es­tá a re­ti­ra­da de fós­fo­ro, ele­men­to en­con­tra­do em abun­dân­cia em lo­cais de des­pe­jo de es­go­to. Is­so por­que a gran­de quan­ti­da­de do ele­men­to faz com que se­ja exi­gi­do um tra­ta­men­to mai­or para que ha­ja con­di­ções de con­su­mo.

Um exem­plo é o Ri­bei­rão Qui­lom­bo – que pas­sa por Ame­ri­ca­na, Nova Odes­sa, Su­ma­ré, Hor­to­lân­dia e Cam­pi­nas –, que ne­ces­si­ta de me­di­das por par­te dos municípios para que pos­sa ser re­cu­pe­ra­do. Ele es­tá in­cluí­do nos de­ba­tes com as ci­da­des, para es­ti­pu­lar pos­si­bi­li­da­des de se in­ves­tir em tra­ta­men­tos mais so­fis­ti­ca­dos, que po­dem exi- gir mai­o­res in­ves­ti­men­tos.

O PCJ en­vi­ou um in­for­ma­ti­vo aos municípios e em­pre­sas aler­tan­do sobre a im­por­tân­cia da par­ti­ci­pa­ção até para en­ten­der a pos­si­bi­li­da­de de con­tri­bui­ção de ca­da um para a evo­lu­ção do ce­ná­rio e os im­pac­tos que es­sa mu­dan­ça tra­ria.

O pla­no

O Pla­no de Bacias é um ins­tru­men­to de ges­tão de re­cur­sos hí­dri­cos. Com ba­se ne­le é pos­sí­vel acom­pa­nhar as ações re­a­li­za­das pe­los municípios e tam­bém até fis­ca­li­zar as ações. Atu­al­men­te, após a etapa 1 fi­na­li­za­da, as eta­pas 2 e 3 es­tão sen­do de­sen­vol­vi­das ao mes­mo tem­po.

|DENNY CESARE/CODIGO19

Rio Ati­baia, em tre­cho que pas­sa por Cam­pi­nas

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.