Em 2029 RMC se­rá mais po­pu­lo­sa que a Ca­pi­tal

Pro­je­ção é do Ipar­des, a par­tir de da­dos di­vul­ga­dos on­tem pe­lo IBGE. Ci­da­des pe­que­nas es­tão per­den­do ha­bi­tan­tes e a pre­fe­rên­cia é por imó­veis ba­ra­tos, per­to de Cu­ri­ti­ba. Ca­pi­tal de­ve cres­cer pou­co pe­los pró­xi­mos 15 anos e en­tão en­trar em de­ca­dên­cia po­pu­la

Metro Brazil (Curitiba) - - FRONT PAGE - BRUNNO BRUGNOLO METRO CU­RI­TI­BA

O IBGE (Ins­ti­tu­to Bra­si­lei­ro de Ge­o­gra­fia e Es­ta­tís­ti­ca) di­vul­gou on­tem a es­ti­ma­ti­va da po­pu­la­ção no país com ba­se em 1º de ju­lho des­te ano. Se­gun­do o ór­gão, o Bra­sil che­gou aos 207,7 mi­lhões de ha­bi­tan­tes.

Oi­ta­va ci­da­de mais po­pu­lo­sa do país, a ca­pi­tal pa­ra­na­en­se rom­peu pe­la pri­mei­ra vez a bar­rei­ra das 1,9 mi­lhão de pes­so­as: são 1.908.359 ha­bi­tan­tes em Cu­ri­ti­ba, cres­ci­men­to de 0,76% em re­la­ção ao ano pas­sa­do.

Pa­ra o co­or­de­na­dor do Nú­cleo de Es­tu­dos Po­pu­la­ci­o­nais e So­ci­ais do Ipar­des (Ins­ti­tu­to Pa­ra­na­en­se de De­sen­vol­vi­men­to Econô­mi­co e So­ci­al), Le­o­nil­do Pe­rei­ra de Sou­za, Cu­ri­ti­ba se­gue ga­nhan­do ha­bi­tan­tes, po­rém man­tém uma ten­dên­cia de re­du­ção nes­te cres­ci­men­to. Pe­los cál- cu­los do ins­ti­tu­to, a ca­pi­tal ain­da vai cres­cer pe­los pró­xi­mos 15 anos até chegar pró­xi­mo das 2 mi­lhões de pes­so­as, mas de 2032 pa­ra 2033 já co­me­ça a per­der po­pu­la­ção – se­te anos an­tes do Pa­ra­ná co­mo um to­do.

Is­so por­que ci­da­des mé­di­as do Es­ta­do cres­cem em rit­mo mais ace­le­ra­do do que Cu­ri­ti­ba. Al­guns dos prin­ci­pais exem­plos es­tão jus­ta­men­te na RMC (Re­gião Me­tro­po­li­ta­na de Cu­ri­ti­ba), que cres­ceu 0,97% no úl­ti­mo ano, ín­di­ce pu­xa­do prin­ci­pal­men­te pe­las mai­o­res ci­da­des (ve­ja aci­ma).

Ho­je, se­gun­do o IBGE, são 1.663.967 pes­so­as na RMC sem con­tar a ca­pi­tal. Se­gun­do cál­cu­los do Ipar­des, a so­ma dos ha­bi­tan­tes dos 28 mu­ni­cí- pi­os que com­põe a RMC vão ul­tra­pas­sar Cu­ri­ti­ba em 2029: 1.974.408 con­tra 1.973.507. “O que se po­de ver no Es­ta­do é uma ten­dên­cia de mi­gra­ção de mu­ni­cí­pi­os me­no­res pa­ra mu­ni­cí­pi­os de mé­dio por­te”, dis­se Le­o­nil­do. De acor­do com o IBGE, 155 mu­ni­cí­pi­os pa­ra­na­en­se – 39% do to­tal – per­de­ram ha­bi­tan­tes.

“As pes­so­as não es­tão in­do tan­to pa­ra o po­lo, mas ao re­dor de­le pe­la fa­ci­li­da­de de aces­so a ter­re­nos e com mer­ca­do imo­bi­liá­rio me­nos in­fla­ci­o­na­do. Lo­cais on­de a in­fra­es­tru­tu­ra é tão boa quan­to [gran­des cen­tros] pa­ra es­tu­do, emprego, la­zer e com cus­to in­fe­ri­or”, ex­pli­cou.

| DI­VUL­GA­ÇÃO/PMSJP

Mai­or ci­da­de da RMC, São Jo­sé dos Pi­nhais pu­xa cres­ci­men­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.