De­cre­to de Te­mer é bar­ra­do na Jus­ti­ça

Juiz de Bra­sí­lia diz que au­to­ri­za­ção pa­ra mi­ne­ra­ção só po­de­ria ter si­do emi­ti­da atra­vés de lei

Metro Brazil (Curitiba) - - FRONT PAGE - MAR­CE­LO FREI­TAS METRO BRA­SÍ­LIA

Uma de­ci­são da Jus­ti­ça de Bra­sí­lia tor­nou sem efei­to o po­lê­mi­co de­cre­to do pre­si­den­te Mi­chel Te­mer que ex­tin­guiu a Ren­ca (Reserva Na­ci­o­nal de Cobre e As­so­ci­a­dos), área de 46.450 km² lo­ca­li­za­da na di­vi­sa en­tre Pa­rá e Ama­pá ri­ca em mi­né­ri­os co­mo ou­ro, cobre e ma­ga­nês.

O juiz fe­de­ral Ro­lan­do Spa­nho­lo, da 21ª Va­ra do Dis­tri­to Fe­de­ral, con­ce­deu li­mi­nar sus­pen­den­do a de­ci­são do pre­si­den­te Mi­chel Te­mer. Pa­ra o ma­gis­tra­do, o Con­gres­so de­ve­ria edi­tar uma lei pre­ven­do a al­te­ra­ção da ex­plo­ra­ção da área.

A AGU (Ad­vo­ca­cia Ge­ral da União) in­for­mou que irá re­cor­rer. O go­ver­no sus- ten­ta que não ha­ve­rá da­nos am­bi­en­tais e que as ati­vi­da­des de ex­plo­ra­ção mi­ne­ral te­rão re­gras ri­go­ro­sas.

A ex­tin­ção da reserva pro­vo­cou re­a­ções, no Bra­sil e no ex­te­ri­or, de en­ti­da­des am­bi­en­ta­lis­tas e ar­tis­tas.

Te­mer che­gou a edi­tar um se­gun­do de­cre­to so­bre o te­ma pa­ra ten­tar dei­xar mais cla­ra a in­ten­ção do go­ver­no de au­to­ri­zar a ex­plo­ra­ção mi­ne­ral com su­per­vi­são.

O pre­si­den­te da Re­pú­bli­ca em exer­cí­cio, Ro­dri­go Maia (DEM-RJ), ad­mi­tiu que po­de ter ha­vi­do er­ros. “Tal­vez o go­ver­no não te­nha ava­li­a­do o im­pac­to que uma de­ci­são de li­be­ra­ção de uma área mi­ne­ral po­de­ria ter na so­ci­e­da­de”, sus­ten­tou.

Ação no STF

O Psol re­cor­reu ao STF (Su­pre­mo Tri­bu­nal Fe­de­ral) pa­ra ques­ti­o­nar a le­ga­li­da- de do de­cre­to. Por sor­teio ele­trô­ni­co, o mi­nis­tro Gil­mar Men­des – que tem pos­tu­ra afi­na­da com o go­ver­no – foi es­co­lhi­do re­la­tor da ação.

Di­an­te dis­so, a Re­de Sus­ten­ta­bi­li­da­de de­sis­tiu de apre­sen­tar um man­da­do de se­gu­ran­ça.

Até mes­mo o Psol não acre­di­ta em de­ci­são favorável. “A me­lhor es­tra­té­gia no pre­sen­te mo­men­to é per­mi­tir o an­da­men­to das ações po­pu­la­res na pri­mei­ra ins­tân­cia”, afir­mou o par­ti­do, em no­ta.

| JO­SÉ CRUZ/ABR

Na Câ­ma­ra, gru­pos am­bi­en­ta­lis­tas fi­ze­ram ato con­tra o de­cre­to

Newspapers in Portuguese

Newspapers from Brazil

© PressReader. All rights reserved.